quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Voltando a falar de pessoas





Há dias na caixa de comentários do Anónimo do Séc.XXI, depois de uma troca de piadas em que entravam cartas, acabou por aparecer um nome que me lembra esta história:


Há já muitos anos (1977), era eu ainda um feliz elemento do grupo de teatro A Barraca, estávamos no início dos trabalhos para criar a peça “A Barraca conta Tiradentes”, dos autores brasileiros Augusto Boal e Gianfrancesco Guarnieri.O encenador era o próprio Augusto Boal. 

Uma tarde, estávamos a trabalhar, ainda em casa do encenador, quando chegou uma carta de um seu amigo do Brasil. Vinha na forma de uma cassette de áudio com uma música que imediatamente nos ficou no ouvido, para além da comoção que provocou, pelo conteúdo e o "ambiente" em que se vivia, cá e lá.

Contava várias coisas de um país ainda em ditadura “a coisa aqui tá preta”, mandava “um beijo na Cecília (companheira do Boal), na família, nas  crianças”, informava que “o Francis (Francis Hime, autor da música) aproveita p’ra também mandar lembranças” e terminava, “a todo o pessoal, adeus”.

Era o Chico Buarque. O disco “Meus caros amigos” saíu pouco depois e esta cantiga, “Meu caro amigo”, lá está na faixa 10.

São pequenas histórias como esta que ficam para sempre a iluminar o nosso passado!

Mas não se fiquem pela leitura... ouçam e vejam a cantiga no video que se segue, com o autor da música sentado ao piano e o Chico em grande forma.


7 comentários:

Anónimo disse...

Boas recordações: Barraca conta Tiradentes, na Alexandre Herculano.E muitas outras peças.Mário Viegas, Helder Costa e muitos mais, que nos davam a conhecer bom teatro. E Chico Buarque, um dos maiores génios da música. Obrigada por nos fazer recordar estas PESSOAS.

Maria disse...

Saudades....
de tudo....
(dou-me conta que estou a ficar "antiga"....)

Obrigada
Abraço

Maria disse...

Vou ficando por aqui e ouvindo...

Um verdadeiro "chorinho", e o que se pode ler nas entrelinhas??.....

Nellyme disse...

Esta musica... cresci com ela, tenho irmãos mais velhos com muito bom gosto e que na altura foi dos primeiros LPs a chegarem lá a casa e ouvia tardes inteiras, com os phones enormes nos ouvidos. Belos tempos...pá!

rvn disse...

belo pedaço de história.

Anónimo disse...

pues no soy de brasil, y mucho menos hablo portugés (escazamente lo imito y medio lo entiendo al oírlo) pero al oír estas canciones se me eriza la piel de sólo pensar que aqui también se juega "futibol" y se olvida lo mas importante.

artur paulo disse...

tentei ver e ouvir e já não dava...
mas com o nome consegui este link no youtube (que deve ser o mesmo video que você tinha antes)...
obrigado.

http://www.youtube.com/watch?v=EbVm1EXbAuA&feature=related