sábado, 17 de outubro de 2009

Roda Viva



Não teria o menor sentido tentar contar-vos da classe do grande grupo MPB 4, nem explicar-vos a constante e funda presença do Chico Buarque. Não faria o menor sentido tentar mostrar-vos o que tão claramente está dito e feito nesta histórica canção!

Roda Viva
Chico Buarque

Tem dias que a gente se sente
Como quem partiu ou morreu
A gente estancou de repente
Ou foi o mundo então que cresceu...
A gente quer ter voz activa
No nosso destino mandar
Mas eis que chega a roda viva
E carrega o destino prá lá ...

Roda mundo, roda gigante
Roda moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração...

A gente vai contra a corrente
Até não poder resistir
Na volta do barco é que sente
O quanto deixou de cumprir
Faz tempo que a gente cultiva
A mais linda roseira que há
Mas eis que chega a roda viva
E carrega a roseira prá lá...

A roda da saia mulata
Não quer mais rodar não senhor
Não posso fazer serenata
A roda de samba acabou...
A gente toma a iniciativa
Viola na rua a cantar
Mas eis que chega a roda viva
E carrega a viola prá lá...

O samba, a viola, a roseira
Que um dia a fogueira queimou
Foi tudo ilusão passageira
Que a brisa primeira levou...
No peito a saudade cativa
Faz força pró tempo parar
Mas eis que chega a roda viva
E carrega a saudade prá lá ...

“Roda Viva” – MPB 4 e Chico Buarque
(Francisco Buarque de Holanda)

6 comentários:

Maria disse...

Finalmente, quase ao fim de uma hora, consigo que esta coisa portátil que se diz de banda larga me permita comentar!
Para dizer que ficava aqui o resto da noite a ouvir a Roda Viva e a olhar o... Chico, claro... :)
Falando sério, há cantigas que ficam indelevelmente ligadas à História de um povo e um país. Esta é uma delas.

Abreijos

Miguel Jeri disse...

Belíssima música, mas prefiro esta versão:

http://www.youtube.com/watch?v=HRFw5u5wR4c

Fernando Samuel disse...

Belíssimo poema, belíssima canção... belíssimo Chico!

Um abraço.

Lua dos Açores disse...

Samuel, só mesmo para, no intervalo para almoço numa reunião do P, para te dizer que gosto muito da "Faz valer a tua razão". Obrigada a ti e ao Nuno. Mais logo voltarei para te ler e ouvir o meu querido Chico.

Beijinho

Justine disse...

É para ouvir, e ouvir, e "mastigar", e tornar a ouvir! Obrigada

samuel disse...

Maria:
É magnífica!

Miguel Jeri:
O velho original é espantoso, na sua inocência técnica... esta versão, 40 anos depois, é o triunfo do constante aprimoramento...

Fernando Samuel:
Juntando MPB4 torna a mistura ainda mais explosiva...

Lua dos Açores:
Foi feito com carinho...

Justine:
Muitas vezes...


Abreijos musicais!