sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Gabriela Canavilhas - Será agora que volta a existir Ministério da Cultura?



Vendo a quantidade e estirpe dos anteriores ministros que transitam para o “novo” governo, mesmo com a cansativa dança de cadeiras do costume, fica no ar aquela sensação má, de que Sócrates mesmo que tenha entendido alguma coisa do que lhe foi dito alto e bom som nas eleições, está a fazer ouvidos de mercador.

Aquele número de revista, em que indiscriminadamente propôs coligações com toda a gente, num exercício de hipocrisia notável, apenas para horas depois poder agrafar na cara o ar de bonzinho e queixar-se de que ninguém quis nada com ele... já não augurava nada de bom. Agora, perante este cenário, nem as novas aquisições para a equipa, que à partida são tudo pessoas assaz excelentes e cheias de qualidades, como sempre, nem essas, como dizia, conseguem atenuar esta impressão espessa de “mais do mesmo”.

Na cultura, onde assinalo a entrada de uma “camarada” de profissão, já que Gabriela Canavilhas vem da música... espero que esta possa contar com um orçamento para o seu ministério, que reflicta aquele tão pungente reconhecimento de Sócrates, de que errou em não investir mais na cultura. Desejo-lhe as maiores felicidades, na esperança de que ela saiba fazer da sua felicidade, a felicidade da cultura portuguesa.

Desejo ainda, embora lamentado o facto de logo no primeiro texto que escrevo sobre a senhora ministra já lhe dar uma “alfinetada”, que a paixão pela cultura que a fez aceitar o cargo de Ministra da Cultura no Governo da República, seja muito, mas mesmo muito mais forte do que a paixão que a levou, há bem pouco tempo, a aceitar o cargo de Directora Regional da Cultura no Governo Regional dos Açores, senão teremos ministra apenas por uns meses... até que apareça um convite para uma coisa mais interessante.

12 comentários:

Lua dos Açores disse...

Pois...Ele há gente assim, volúvel...mas Querido Samuel, tens de concordar que a República é uma paixão bem maior que o nosso arquipélago. De notar que ela fez por aqui um trabalho limpinho, interessante e sempre é uma cara bonita no Governo. Beijinho

Daniel disse...

Ó Samuel, olha uma grande amiga por aqui, esta que assina Lua dos Açores! Uma Lua que por acaso até veio do "Reino" e aterrou em Santa Maria com passagem pelo Faial.
Quanto à Gabriela Canavilhas, não te aconselho a apostar contra ela. Só desejo é que Carlos César descubra alguém capaz para lhe ocupar o lugar que foi seu em Angra.

Sal disse...

Olha quem...
Diz-se, no meio, que a senhora sobe na vida na posição horizontal.
Até havia uma alcunhazinha pela qual era conhecida, que fazia uma chalaça com o seu apelido, mudando-lhe uma letra, mas que o decoro não me permite aqui reproduzir.
Esperamos para ver. Espero que lhe corra bem o mandato! E não estou a ironizar!

bj

Antuã disse...

Também fiquei de boca aberta quando vi o Mário Vieira de Carvalho no governo socretino!...

joseph disse...

Oxalá seja da Cultura mas duvido.Dúvida metódica tipo Descartes!
Afinal temos tido »COLTURA» na Rádio, na Imprensa,na TV nos museus etc...
Basta ser burguesa e tipo His Master Voice tutelada pelos iluminados do Poder.

Joseph

Camolas disse...

Vamos ver o que a moça é capaz de realizar. Antes uma pianista que um gestor.

do zambujal disse...

Vamos a ver? Pois, e é grande benefício de dúvida... embora a senhora seja agradável de ver.
Vamos a ouvir? Pois, e gostava de a ouvir - ainda que algo "convencida" demais para meu gosto - na Antena2... embora no já ouvido haja muita paixão desmentida logo a seguir, isto é excesivamente saltitante.

Quem lembrou Mário Vieira de Carvalho, lembrou bem.

Abraço

Swt disse...

Ai!Ai!(suspiros) Quanto não vale ter um palminho de cara...

Fernando Samuel disse...

A fotografia é muito culta - e a senhora também não está nada mal...

Um abraço.

vovó disse...

cantigueiro:

é pena que neste blog, comecem a aparecer, como aqui e noutros posts , comentários básicos e ordinários. uns anónimos, outros... nem por isso. é pena!!

quanto à Sra. Canavilhas, não conheço o trabalho dela, embora tenha "ecos" de que espalhou boa obra nas minhas ilhas. espero para ver...
vovó Maria

samuel disse...

Lua dos açores:
Por isso lhe desejei as maiores felicidades... a estória da volubilidade foi apenas uma alfinetada, mais a brincar que a sério. ☺

Daniel:
E não aposto! Se correr bem... tenho com quem celebrar. Se correr mal... estás feito! ☺ ☺ ☺

Sal:
Nunca ouvi... e mesmo que tivesse ouvido, não iria põe aí.
Também espero que corra bem.

Antuã:
?

Joseph:
Fiquemos então numa dúvida esperançosa...

Camolas:
Infelizmente, com a miséria de orçamento que certamente irá ter, muito mais que gestora, precisará de ser malabarista, acrobata, inventora...

Do Zambujal:
Em vez de pessimismo, um optimismo informado, então. ☺

Swt:
Obrigado! Ah... não era eu?! ☺

Fernando Samuel:
Tens isso trocado... ah... não foi distracção? ☺

Vovó:
Tem havido dias, sim...
Alguns açorianos dizem que foi o caso.


Abreijos gerais!

Anónimo disse...

Deixei um comentário sobre o assunto num post de Carlos Semedo em brancapoesia.blogspot.com

É um escândalo que uma pessoa como Gabriela Canavilhas chegue a ministra da cultura.

João Delgado