domingo, 3 de abril de 2011

Filipa Pais – Dia da tentação... e de não ir trabalhar


Pela cadência com que partilho aqui músicas cantadas por cantoras desse mundo afora... poder-se-ia pensar que não gosto das cantoras portuguesas. Mentira! Na verdade gosto. Gosto mesmo muito... mas de muito poucas. Somos um país pequeno... e com poucas vozes que me façam parar para ouvir. A Filipa Pais é uma dessas poucas.
A Filipa Pais é (há muito tempo) uma das minhas cantoras preferidas... seja de onde for, mas acontece, para nosso bem, que é portuguesa. A Filipa Pais é uma bênção para os ouvidos e para a inteligência... um milagre que só raramente junta estas duas qualidades.
A voz da Filipa Pais é como um som de água límpida que nos entra pelos sentidos, vinda de uma floresta fresca e verde onde se impregnou de uma espécie de bálsamo que nos acalma, nos convence de que todos somos capazes de cantar assim, nos faz sorrir sem saber porquê... e que vai lavando tudo o que encontra enquanto se passeia dentro de nós.
O melhor é ouvi-la, nesta música do guitarrista José Peixoto (um dos músicos do vídeo) com letra do grande escritor de canções João Monge. Como curiosidade para os amantes da imagem... todo o vídeo é “filmado” num único “take”... o que é obra!
Dia da tentação
(João Monge/José Peixoto)

Põe um pouco de afecto
Tira um palmo da saia
Põe um passo indiscreto
E um tomara-que-caia

Deixa a cobra morder, deixa os outros falar, deixa a dor se doer, deixa o galo acordar...
Vai pró o sol te comer, vai pró mar namorar, vai prá lua se der, mas não vás trabalhar!

Põe a rua virada
Da cor da tentação
Qualquer coisa encarnada
E espalha a confusão

Deixa a porta bater, deixa a tralha ficar, deixa pra quem vier, deixa o cão a ladrar...
Vai pró céu te engolir, vai prá rua brilhar, vai que tornas a vir, mas não vás trabalhar!

Porque o cisne cantou, cantou
E o sino fez dlim-dlão
Mas o dia chegou, chegou
Dia da Tentação

Vai pró mar namorar, vai prá lua se der, mas não vás trabalhar!
Vai pró mar namorar, vai prá lua se der, mas não vás trabalhar!
Bom domingo!
“Dia da tentação” – Filipa Pais
(João Monge/José Peixoto)



10 comentários:

Rogério Pereira disse...

Partilho deste seu gosto. Uma palavra de destaque para o poema-mais-que-letra do João Monge

relogio.de.corda disse...

Concordo. Além da voz, destacaria também a sua beleza.

Maria disse...

E uma voz bonita sim senhor!
E também gosto dela e da poesia do João Monge.

Bom domingo. Abreijos.

Suq disse...

Dedico este poema à miúda que não soube discernir com afecto e espalhou confusão.

A Romano

Swt disse...

Vou levar para os meninos conhecerem!
Bom domingo!

Anónimo disse...

Samuel
Fui dar a minha volta matinal com o meu MP3 e tinha acabado de ouvir Fausto e Janita e agora chego a casa e oiço estas coisas lindas, a Filipa e a musica/poema. Há dias de sorte. Tenho muita musica e alguma portuguesa mas ao ouvir as tuas escolhas vou pensar em comprar mais.
Vitor sarilhos

Manuel Norberto Baptista Forte disse...

agardeço e retribuo os desejos de um bom domingo.
Filipa Pais e valiosíssimos companheiros de ... estrada, uma "resistência" que convém nunca esquecer.

Graciete Rietsch disse...

Bonita voz, bonita canção, bonita cantora.
Gostei.Apetece ouvir.

Beijos.

Maria disse...

Desde a sua participação na "Queda do Império", com Vitorino, que Filipa Pais me cativou pelas suas excelente voz e genuína presença.
Aqui, reforça essa opinião.
De fora não pode ficar o João Monge, que nos alegra os sentidos com este poema-tentação. O José Peixoto completou o belo quadro, com salpicos musicais muito primaveris, como a estação que chegou.
Obrigada pela partilha, como sempre, de bom gosto.

Maria Pereira

Fernando Samuel disse...

É bonito, sim senhor!

Um abraço.