quinta-feira, 14 de abril de 2011

Otelo – O homem que “fez sozinho” o 25 de Abril... e se arrependeu


(Otelo Saraiva de Carvalho)

Andei anos e anos a dizer que Otelo Saraiva de Carvalho é pouco mais do que um tolo autoconvencido com a mania das grandezas... e fui quase sempre bastante incompreendido por alguns amigos.
Otelo Saraiva de Carvalho veio finalmente em meu socorro. Agora basta-me dizer-lhes: 

Estão a ver?! Eu não dizia?!

32 comentários:

Graciete Rietsch disse...

Para além da sua inquestionável colaboração na Revolução, sempre o considerei como um elemento negativo na evolução do processo revolucionário.

Um beijo.

Pintassilgo disse...

Ótôlo.

Anónimo disse...

Mas há mais como ele e muito bem pagos ...

Fernando Samuel disse...

É assim: há pessoas fadadas para grandes e singulares feitos...

Um abraço.

Antuã disse...

Está na altura do Otelo ir para a Serra da Estrela fazer a guerrilha de libertação.

Maria disse...

Pois é... começou a trair o 25 de Abril feito por tantos logo no 'golpe Palma Carlos'...

Abreijos.

Eduardo Miguel Pereira disse...

Ainda bem que ele ajudou a fazer o 25 de Abril.
Ainda mal que não se tenha retirado atempadamente depois disso.

Luis Nogueira disse...

E nessa altura ainda ele não tinha lido aqueles livros que era precisi ler para se ser o Fidel da Europa.
Era melhor tê-los lido em vez de dizer pachouchadas.

Luis Nigueira

Miguel Botelho disse...

Disse bem o Dinis de Almeida quando o chamou de catavento político.

Rogério Pereira disse...

Otôlo, o Caatavento Politico
(sôa bem...)

trepadeira disse...

Na Serra da Estrela já por cá temos de tudo.
Sabia ter havida,ali para as Penhas da Saúde,um sanatório para tratar a tuberculose,para a imbecilidade ainda não há unidade especializada.

Feitos à pressa dá nisto quase sempre.

Um abraço,
mário

Anónimo disse...

Não vale a pena, é perder tempo...traiu logo a revolução. Os extremos tocam-se, diz-se.

O rural disse...

O estratega Otelo desta vez mandava os preconizados 800 militares não para o Largo do Carmo, porque a Frau Merkel não está lá.

Mas talvez daqui a uns tempos possa ir a Posseirão apanhar o TGV e apanhe a senhora de surpresa em Berlim.

Anónimo disse...

Depois do golpe militar consumado só para tratar de algum recado dos verdadeiros revolucionários...
C'est tout!

caetano disse...

emos pá! que ter paciência pá! com o otelo pá!.é tonto pá! palermita pá!murcão pá! lerdo pá!vaidoso pá!nunca gostou do PCP pá! mas é o otelo pá!a gente não deve pá!esquecer o que pá! ele fez pá!

Anónimo disse...

Por causa dos Otelos "e das armas para o povo" é que hoje estamos a sofrer com as investidas da direita. Tanto falou no Campo Pequeno e só tem jeito para "touradas" Irra!

Anónimo disse...

Aqueles que foram os maiores obreiros do 25 de Abril tiveram a humildade de se afastarem mas, os pavões esses para nosso mal aqui estão a darem o pior de si. Precisa se "paciência para tão pouca inteligência".
Forte Saudação
Vicky

Anónimo disse...

Tenho saudades do campo, onde cresci, das escolas onde estudei, saudades dos meus camaradas de armas, que comigo estiveram em Angola; recordo o Engenheiro Jorge Jardim e o que ele queria fazer para nos manter todos unidos e que Salazar não aceitou, por tudo isto e porque a Revolução de Abril nos conduziu a um beco sem saída, escrevi um livro intitulado Grito de uma Luta Inglória, mas como vou envelhecendo e vi hoje um dos quartéis onde estive em Angola, Lumbala, de improviso escrevi este poema:
S A U D A D E S
Num dia fui ao Chilombo
na noite fui para Lumbala
e lá chegámos sem tombo
sem a ferida de uma bala!
-
eu tinha vindo de Cazombo
e fora a Teixeira de Sousa
talvez guiado por um pombo
no Cavungo vi tanta cousa!
-
passei no marco vinte cinco
junto da fronteira do Congo
levava o pelotão com afinco
só bebia água e não bongo!
-
ai bongo um sabor da selva
que tantas vezes eu apreciei
ai meu Deus e lá pela relva
ai quantas noites me deitei!
-
ó Angola de verdes prados
as tuas planícies verdejantes
relembram hoje, soldados
ai que aí estiveram dantes!
-
digo-te adeus rio Zambeze
e em ti tanta vez eu passei
peço que minha alma reze
aos homens que não salvei!
-
Digo-te adeus Alferes Santos
foste meu querido camarada
e digo adeus a outros tantos
ai que jazem na terra amada!
-
e estes versos de improviso
que eu hoje, fiz lembrando
são bocados dum meu juízo
da alma um céu procurando!
-
Eugénio dos Santos

Maria disse...

Há por aí muita gente arrependida... Em 2007, por televoto, os portugueses não elegeram Salazar "O Maior Português de Todos os Tempos"?

Maria Pereira

Anónimo disse...

Samuel
Para a Maria
Não ouviu hoje o palhaço dos advogados o Marinho Pinto nas noticias a convidar à greve dos portugueses em 5 de Junho? Alguém teve que votar no Salazar para maior português de todos os tempos e este Marinho Pinto não me engana.
Vitor sarilhos

José Peralta disse...

Como o Otelo, apesar de ter sido aliciado pelo PCP, não aceitou, aqui estão os comentários da "Voz do Dono" !

Agora,Samuel,censura-me este comentário !

Foge aos canônes...

samuel disse...

José Peralta:

Primeiro: Não me lembro de onde é que nasceu esta confiança do tratamento por tu.

Segundo: Aqui não há censura! Há, quando há, comentários fascistas, ou apenas nojentos, que vão directamente para o lixo, de onde não deveriam ter saído. Isto é um blog particular e não um órgão de comunicação social!

Terceiro: Este seu "comentário", chamemos-lhe assim, não pertence a esse grupo dos "excluíveis". É apenas fraquinho, malcriado... e tolo.

(Quais cânones? Os de Navarone?) :-)

José Peralta disse...

Samuel

Cito:

"Anónimo-Por causa dos Otelos "e das armas para o povo" é que hoje estamos a sofrer as investidas da direita" ( digo eu :no 25 de Novembro o PCP, também não "distribuiu armas para o povo", recuando e desmobilizando logo a seguir ?)

Anónimo- "-"Não ouviu hoje o palhaço dos advogados Marinho Pinto ?"

Caetano-"Otelo tonto, palermita, murcão, lerdo, vaidoso. Nunca gostou do PCP" (digo eu, aqui é que está o busílis...)

Curiosamente, VOCÊ, não achou nenhum destes comentários, "fraquinho, malcriado e tolo" !

Nota :- Os "canônes" não são os de Navarone, são os dogmas reaccionários da monolítica
cartilha dos comunistas fundamentalistas, que ainda não apreenderam os valores da Democracia e da Liberdade !

Que se recusam a compreender porque caíu o muro de Berlim, não só em termos físicos.

Que cometeram a iniquidade de expulsar muitos dos seus militantes anti-fascistas,(quando era perigoso e heróico ser comunista) alguns com longos anos de clandestinidade, de prisão e de tortura, porque eles tiveram a ousadia de começar a "pensar diferente" e a coragem de o dizer públicamente !

Agora VOCÊ já compreende porque eu falo da "Voz do dono" seguidista ?

samuel disse...

Agora VOÇÊ apenas acertou na forma de tratamento... quanto ao resto ficou tudo na mesma...

Mas não se amofine tanto! Já pôde fazer o seu micro comício anticomunista, sem a censura que esperava... portanto agora cada um pode ficar na sua... :-)))

samuel disse...

José Peralta:

Adenda:

Dos comentários que se deu ao trabalho de copiar para comparar com o seu "fraquinho, malcriado e tolo"... e que identificou como "ANÓNIMOS", dos três, só um não estava assinado. Qual é a sua? José Peralta é um nome assim tão mais credível do aqueles que lá estavam a assinar os comentários? :-)))
Você é um bocadinho pitosga... ou é um bocadinho o quê exactamente?

José Peralta disse...

Samuel

"Anti-comunista", à falta de melhor...o velho e gasto argumento...

Sobre "os canônes", nenhum comentário, ao menos para negá-los...

Ficou-se pela "rama", como eu o compreendo...

samuel disse...

José Peralta:

"como eu o compreendo..."

Ótimo! Assim então já podemos ficar sossegados... :-)))

Creia que não foi "à falta de melhor" que chamei apenas "anticomunista" ao seu ódio... havia muito "melhor" para lhe chamar... mas a coisa ficaria com um ar de importância excessiva, que francamente, não tem. Você é apenas mais um e está apenas a exercer o seu direito a ser anticomunista. Até o Otelo contribuiu para que exista essa liberdade. :-)))
Sobre os "cânones"... você falou nos cânones, a seguir inventou uma série de tolices (na minha opinião) sobre os pobres coitados... porque que hei-de ter alguma coisa para dizer sobre isso, que não esteja já mais do que clara no que respondi? Para perder tempo? Não tenho!

Afinal estou a dar muito mais importância ao parvalhão/pavão do Otelo do que esperava. Trata-se de uma figura que não podia interessar-me menos. Era um "cromo" tão bem arrumado, há tantos anos... :-)))
Pena que você não tenha percebido que todo o (tão pequeno) post foi apenas uma piada à frase IMBECIL do Otelo, sobre ELE fazer a Revolução. ELE e só ELE! Sempre foi um pavão... agora piorou. Foi só isso.
Não merecia defesas nem ataques nem cânones nem anticomunismos nem todo este tempo perdido numa troca de impressões que não levam a lado algum!

José Peralta disse...

Samuel

As "tolices" que eu "inventei" sobre "os pobres coitados" (por ex. João Amaral, Carlos Brito ,Edgar Correia e muitos outros são "pobres coitados", na sua opinião ?)são factos conhecidos, porque o "partido das paredes de vidro"...fôsco, nâo conseguiu impedir que viessem a público !

Vá lá, que lhes chama "tolices", mas não diz que são mentiras...

E os "pobres coitados", alguns foram, antes do 25 de Abril, vítimas às mãos da pide, e depois, vitimas do monolitismo de pedregulho, do PCP !

E postergados, excluídos, por gente comunista "nova vaga" (além dos velhos abencerragens !), que da pide, nem o cheiro sentiu !

(E se pudessem, tinham-nos mandado para um gulag, para "reeducação"...).

Uns "valentes" !

Numa coisa, ao menos lhe dou razão : - Estou a perder tempo a "malhar em ferro frio".

Só mais uma coisa, que lhe digo com sinceridade :- Continue, isso sim, a fazer canções e a cantá-las, por que é o que você há muitos anos faz melhor...

E eu gosto !

samuel disse...

José Peralta:

Ouça lá ó Peralta, há-de dizer-me onde é que eu chamei "pobres coitados" a alguma das pessoas que aqui nomeia!
Assim, com CANALHICES RASTEIRAS, não passamos daqui!!!
Você viu MUITO BEM que eu disse que "pobres coitados" eram os tais "cânones" que você próprio tinha inventado. Assim:

"Sobre os "cânones"... você falou nos cânones, a seguir inventou uma série de tolices (na minha opinião) sobre os pobres coitados"

O resto da sua cassete anticomunista primária disfarçada de muita pena pelas pessoas que saíram do PC... só pode ser piada.

Finalmente, sobre esse paternalismo do que eu devo ou não continuar a fazer, género "vá lá mas é cantar umas merdas e deixe-se de dar opiniões"... francamente, já ouvi muito disso ao longo dos últimos quarenta anos. Até da PIDE, imagine-se!... :-)))

samuel disse...

José peralta:

Acidentalmente, cliquei no "publicar" sem querer... mas não havia mais para dizer, anão ser, claro, agradecer o facto de dizer que, sinceramente, gosta de algumas das coisas que canto... mesmo deixando o cantor de fora. :-))) :-)))

José Peralta disse...

Samuel

1.º-Se os "pobres coitados" são os "canônes" e não as pessoas, interpretei mal e dou a mão à palmatória.

Não são "canalhices rasteiras" nem "vi muito bem"!Deixo ao seu cuidado, os processos de intenção...

2.º A sua cassete de "comunista primário" (primário no sentido de retrógado, muito 1917, como se "o mundo não fosse feito de mudança" !) é por demais conhecida e glosada pelos seus camaradas !

Uma espécie de bengala, de chavão, de fuga para a frente, quando os argumentos válidos escasseiam...

3.º-As pessoas que "saíram" do PC (algumas foram empurradas...)merecem-me não pena, mas o maior respeito e consideração !
Desta vez, foi a sua interpretação que foi abusiva !

4.º-O que eu disse e mantenho, não tem nada de "paternalismo", esse "papão" comunista primário.
Há muitos anos, talvez os quarenta que mencionou, que eu acompanho (e aprecio) a sua carreira de compositor e cantor, e a de todos os seus colegas (a propósito: José Mário Branco, continua a ser um "mal amado" pelo PC ? Certamente, também não é coisa que a ele o preocupe ou desgoste...)

Reafirmo, admiro-o como cantautor (termo que detesto),digo-o com sinceridade e não preciso, nem é meu feitio, de "dar graxa ao cágado"

(A NENHUM cágado...)

E não tem nada que me agradecer !

samuel disse...

José Peralta:

Basta então de mal entendidos, caneladas e derivados... :-)))

Sobre o J M Branco, o meu autor português de cantigas VIVO preferido... e de forma destacada, confesso que não sei se o desamor do PC por ele (que sei existir aqui e ali) é maior ou menor do que o antigo e ostensivo desamor dele pelo PC. :-)))

Até sempre.