domingo, 22 de junho de 2008

Si, veremos a Dolores caminar...




De Espanha nem bom vento, nem bom casamento! Dizem... 
Pode até ser verdade, mas como não sou moleiro, nem pratico vela e sobretudo, já estou muito bem casado, não quero saber disso para nada. "Importo" de Espanha outro tipo de "aires". Música, por exemplo.
Já deve ser notório que gosto muito de alguns músicos e companheiros das cantigas das várias nacionalidades e culturas que formam a Espanha. Esta cantora de hoje é uma delas. Chama-se Ana Belén, foi menina prodígio, teve o bom senso de "parar" por uns tempos e aparecer já como jovem adulta e com coisas para dizer com as canções. Tem uma carreira brilhante, que muitas vezes se cruza com a do seu companheiro de há muitos anos, o também grande nome da música de Espanha, Víctor Manuel. Escolher uma cantiga não foi fácil. Ela canta tudo bem, tem uma grande presença e uma voz quente que adoça o que canta. Ainda por cima tem um gosto particular por cantar em parceria. Aí há de tudo, desde os duetos com o marido, até Chico Buarque, passando por Serrat, Joaquin Sabina, cantores cubanos... há realmente de tudo e em muitos casos, verdadeiras pérolas. Assim sendo, resolvi escolher um vídeo em que ela nem aparece e onde canta uma "simples" cantiga de homenagem a uma espanhola estranha, uma mulher especial.
Entre os leitores mais assíduos destes meus textos, poucos não saberão quem é esta mulher, Dolores Ibarruri, também conhecida por "La Passionária". Não, não me enganei no tempo do verbo. Embora nos tenha deixado há quase 20 anos, A Passionária, é!

"Passionária" - Ana Belen
(???)


25 comentários:

Mar Arável disse...

Boa memória.

Trata-se de uma referência

um caminho a caminhar

Abraço

Lúcia disse...

Samuel:
Há tanto tempo que eu não ouvia a Dolores... Agora soube-me bem. E de manhã já sei o disco que vou ouvir.:)Bem haja.
Beijos

Anónimo disse...

É fantástico como se "ouvem" as mãos de Dolores...

Rui Silva

salvoconduto disse...

Bonita homenagem a Dolores Ibarruri!

Não passarão!

amigona avó e a neta princesa disse...

Bonita homenagem, Samuel! Obrigada por recordares!
Abreijos,

Anónimo disse...

É verdade, como se ouvem as mãos de Dolores "hablar" pela voz magnífica de Ana Belén.

Obrigada Cantigueiro, esta canção vai acompanhar-me na viagem que, hoje, vou fazer até à planície.

Campaniça

zambujal disse...

Que força! Na expressão daquele rosto, daquelas mãos, também daquela voz!
Os verbos e o seu tempo:
Sim, VEMOS e OUVIMOS Dolores a caminhar pelas ruas de Madrid!Obrigado, Samuel

Fernando Samuel disse...

Bons, muito bons estes «aires« que nos trazes de Espanha. A confirmar que Dolores É.

Um abraço grande.

avelaneiraflorida disse...

Amigo Samuel,
tenho andado "atafulhada" em papéis...mas ao aqui chegar tenho esta linda surpresa!!!!
Que bom!!!!
Excelente homenagem e uma voz que vale a pena ouvir!!!
Vou estar atenta a esta AnA!!!
"Brigados" pela partilha!!!
Breijkas!!!

Aristides disse...

Dolores Ibarruri teve no meu/nosso imaginário um papel parecido com o de Álvaro Cunhal quando ambos eram figuras míticas do Movimento Comunista Internacional e eram muito poucos os que os conheciam ou sabiam sequer qual era o seu aspecto físico. Tenho para mim que fosse ela mais nova na altura da implantação da Democracia em Espanha e o PCE teria outra força e sobretudo outra atitude.
La Pasionaria (lindo nome carregado de dramatismo e simbolismo)vive nos nossos corações.

Justine disse...

Há sempre outros olhares, mesmo sobre Espanha :))
E o teu é límpido e de bom gosto, trazendo-nos coisas e gente bela.
Obrigada

éme. disse...

:)
Obrigada!

heretico disse...

"nó passarán"!...

enquanto assim se cantar...

jasmimdomeuquintal disse...

Obrigada pela dica. Aprende-se sempre alguma coisa quando aqui se vem.
boa semana

BlueVelvet disse...

Que belíssimo post.
Vou a correr ouvir outra vez.
Abreijinhos

Licínia Quitério disse...

Vozes, gestos, presenças que nos (re)confortam.

De voltar e voltar e voltar a este post.

Lena disse...

Linda voz !

igualmente por o post abaixo...

Beijinhos

poesianopopular disse...

Que queres ,que te diga?
Conseguiste!
Abraço

GR disse...

Que maravilha!

Através do teu saber, tenho feito grandes descobertas.
Há pessoas em que o tempo do verbo utilizado será sempre “É”

Bjs,

GR

nana disse...

não consigo ver no trabalho, mas não deixarei de quando a casa chegar.

obrigada por (mais) esta dica.


..


boa semana.

Caçadora de Emoções disse...

Obrigada pelo momento musical que quis partilhar connosco :)))
Gostei muito, e vou passar a estar mais atenta a esta voz.

Um abraço,

Sal disse...

Samuel, deixa-me dizer-te: que bonita voz tem esta Ana Belen. É exactamente como descreves, é uma voz quente, que adoça o que canta!
E já agora, gracias, por tudo o que nos ensinas.

bjs

Júlia Coutinho disse...

Encontrei por acaso este blog e fiquei fascinada com esta canção.
Muito obrigada pelo que nos dás a conhecer

Odete Santos disse...

Obrigado por um tão belo blogue.

Luis Pereira disse...

Duas grandes mulheres, irmãs! La Passionária e Ana Belén! A luta continua na IBERIA!