domingo, 8 de março de 2009

Quem tem ouvidos para ouvir, ouça!

Há uns dias o meu amigo Manuel Freire fez o favor de me enviar por mail este pequeno e extraordinário vídeo. Fez muito bem!

Num tempo em que por vezes, parece que uma grande parte da música foi feita refém por idiotas, ou anda por aí, perdida nas bolsas e contas bancárias de mercenários, é muito bom saber que em alguns lugares, ela ainda existe assim. Uma luz no rosto de quem a ama. Um sopro de vida nos corações de quem ouve.

Bom domingo!




20 comentários:

Anónimo disse...

É difícil encontrar as palavras necessárias para descrever o que senti ao ver esta gente, neste continente, tocar e cantar desta maneira. Pareceu-me que estava a assistir a um milagre, o milagre da música.
Não vou esquecer tão cedo a expressão daquela jovem quando falou da força que a música lhe dá.

Campaniça

Anónimo disse...

Há dias bons, em que se descobre que há quem faça música assim...
Obrigado

vovó disse...

sem palavras... mas com os olhos rasos de água!
témi

Maria disse...

Impressionante, Samuel.
A Carmina Burana arrepia-me sempre, mas hoje arrepiou-me de uma maneira especial. A música dá-nos força, sim!
Obrigada, bom domingo por aí.

Abreijos, hoje um para a vóvó

Hilário disse...

Lindissimo,

Não vou esquecer tão cedo o que vi nestas imagens.

Um Abraço para ti e para o Manuel

Obrigado!

Cata-Vento disse...

A música é uma força vital para o desenvolvimento harmonioso do Homem. Infelizmente, outras mentes castradoras do nosso crescimento assim não pensam .

Fiquei encantada com a força das gentes que este video nos mostra.

Bem-hajas!

Justine disse...

Isto é mais do que música, é uma lição de vida.
Obrigada!

anamar disse...

Sem plavras, Samuel!
Obrigada!

duarte disse...

eu já estou quase como o jim morison:"music is my special friend"...
este vídeo é uma lição, não hà crise que abale a música.tudo serve para a engrandecer, tal como em todas as expressões artísticas...
abraço ao som das andorinhas.

fj disse...

simplesmente...
Espectacular!!!
Abraço

Camolas disse...

- São estes testemunhos que fazem acreditar que o homem novo vem aí.
O Ser humano é criativo por natureza , quem não criar, seca!

Fernando Samuel disse...

IMPRESSIONANTE!
OBRIGADO.


Um abraço.

amigona avó e a neta princesa disse...

Obrigada Samuel! Muito obrigada!
Abreijos,

Joao Carlos disse...

a arte e o bom gosto não é privilégio dos mais favorecidos do sistema. Quem iria imaginar a Carmina Burana tocada em Kinshasa...

É a magia da música, o sentir e a universalidade do ser humano.

Onde vais descobrir estas maravilhas não sei mas obrigado pela partilha.

filipe disse...

Um testemunho muito belo das razões mais fundas da nossa confiança num futuro radioso para toda a Humanidade. Obrigado.

Lúcia disse...

Aiii...com esta é que fui apanhada!! Comovidíssima!!! Silêncio...

Beijos

Anónimo disse...

Fico com pena de não conseguir ver/ouvir o video. Será possivel enviar-mo para o email mreis08@gmail.com?
Fica aqui um para a troca, dos que mais me emocionou ultimamente.

http://www.youtube.com/watch?v=KIKFLPn7rKI

samuel disse...

Campaniça:
Parece um milagre... porque é!

Anónimo:
Sim... ainda há dias bons.

Vovó:
Então, então? Pronto...

Maria:
Realmente... “feita” assim...

Hilário:
Quando o vir, dou.

Cata-Vento:
A música (quase sempre) leva as pessoas por caminhos de paz.

Justine:
Que se aprende com humildade.

Anamar:
Às vezes é assim...


Abreijos colectivos!

samuel disse...

Duarte:
O que está na base da verdadeira música que nos habita, não se compra nem vende.

FJ:
Não é?

Camolas:
E é preciso acreditar!

Fernando Samuel:
Põe-nos logo no nosso lugar... e isso é bom! ☺

Amigona:
☺ ☺ ☺

João Carlos:
A arte e o bom gosto é um privilégio do ser humano.
Encontro algumas coisas... mas esta, foi o Manel.

Filipe:
Claro que há razões para ter confiança!

Lúcia:
Por vezes, é bom ser “apanhado”...

mreis08:
A Mercedes Sosa é sempre fantástica e as “Palabras para Júlia”, uma grande canção.
Espero que o link que enviei, funcione.


Abreijos colectivos!

Anónimo disse...

Os povos com grandes dificuldades, ultrapassam-se.
Este é um exemplo magnifico...