quarta-feira, 11 de março de 2009

O pior p'ró "anão" é ter um irmão maior ***



Estou certo de que deve existir uma razão para que sempre que vejo essa grande figura de banda desenhada, o “economítico” Medina Carreira, estreloiçando as suas tão construtivas opiniões, na televisão, me venha imediatamente à cabeça a figura do “Anão Zangado” e fique à espera de que apareçam os restantes seis anões e com um bocado de sorte, a Branca de Neve e...

Eu sei, eu sei... o homem não é anão. Mas é assim...

*** José Mário Branco - "O papão do anão", do album "Resistir é vencer".

10 comentários:

Fernando Samuel disse...

Pois: é assim - e no género «assim» é gigante...

Um abraço.

Anónimo disse...

Gigante, ou pateta?
Fala muito e, acerta muito pouco.
E não se cansa de alinhar pelos patinhas...

aferreira disse...

É anão sim!
Manda muitos bifes, mas é só paleio. Parece mais um vendedor da pomada santa jibóia leva o dedo e deixa o calo! -Por acaso já viram o senhor a pôr em causa o poder dos grandes grupos economicos? mas de certeza que já o ouviram dizer "isto do Estado acompanhar o individou do nascimento à morte é uma treta não pode ser...e tal $ coiso" Mas nunca o ouviram atacar a mão do estado por baixo do grande capital! Isso não ouviram nem vão ouvir. O que ele quer é colo.

Maria disse...

Eu já não sei se ele acredita no que diz...
Podemos ver sempre as entrevistas como momentos de divertimento...
:))

Abreijos

jrd disse...

Um homem de "mediana carreira", que nos faz rir, quando ridiculariza os seus pares.

O Puma disse...

Não digam mal do medina

anão com grandes tomates

anarca e divertido

samuel disse...

Fernando Samuel:
Praticamente insuperável...

Anónimo:
Gigante e pateta.

AFerreira:
Pôr em causa o capitalismo?! Era o que faltava!

Maria:
Uma espécie de comédia triste...

Jrd:
"Mediana Carreira" é muito bom!!! :-)

O Puma:
Já não consigo vê-lo assim.
A repetida tecla do "não há ninguém capaz de fazer nada bem feito" e de que nada tem solução, é uma constante insinuação de que oque faz falta é um homem providencial e com autoridade... é intolerável!

Abreijos colectivos!

Anónimo disse...

Quero crer que estão a lavrar num tremendo erro. Aquilo a que chamam falha nele, não passa de ser a vossa falha.

Não quero ofender ninguém, mas o homem cada vez que fala, e desta vez ele atingiu o sistema no seu ponto crucial,explica como se lá deve de ir - a uma boa governação.

E desculpem qualquer coisinha, o Medina Carreira é sério honesto e competente. Sabe o que diz
O "Catraio"

samuel disse...

Anónimo:
Dentro do mesmo género "sério, honesto e competente", convencido de que ninguém sabe coisa nenhuma e que só alguém "de pulso" (quem sabe, ele...) é que pode tomar conta do país... já tivemos durante 50 anos. Chegou!
Mas se o amigo gosta...

Volte sempre.

Anónimo disse...

Sempre lhe vou dizendo que vivi uma boa parte da minha vida de 1939 a 1974 aqui na Moita junto de camaradas que me esplicavam os tais 48 e que em tempos de guerra não se limpavam armas.

Continuo, assim, a pensar que é necessário pulso forte na tomada de posição revolucionária.

Não tenho nada a ver com a revolucionarite abstracta do Sr.Medina Carreira, mas que ele aplica publicamente o seu ácido corrosivo às forças dominantes lá isso aplica..!

Muito avontade Cá estarei quando poder. O Catraio.