sexta-feira, 6 de março de 2009

Os "grutamontes" ***






Ontem, quinta-feira, o PS foi atacado por (creio) todos os partidos da oposição, com assento no Parlamento, por alegadamente favorecer duas empresas no milionário negócio dos painéis solares.

O sempre muito activo deputado “rosa” Afonso Candal lá tentou defender a coisa como lhe foi sendo possível e, na passada, insinuou que um dos deputados do PSD, cujo nome não fixei, não estaria preocupado com questões ambientais, mas talvez com as vendas de certos e determinadas maquinarias a que estaria ligado... o que levou o referido deputado Social Democrata a mandá-lo fazer uma visita de estudo ao órgão reprodutor masculino, mas com muito menos palavras e em calão.

Não faço ideia de quais as maquinarias em que negoceia ou deixa de negociar o deputado, mas devem ser certamente monta cargas, gruas, ou mesmo elevadores, a julgar pela extraordinária “elevação” da sua resposta.

Isto está bonito!

*** “Grutamontes”: Trocadilho criado com todo o esmero por Francisco Fanhais, a quem agradeço esta e várias outras grandes tiradas (para além das cantigas).

16 comentários:

salvoconduto disse...

Quanto a "negócios" estamos esclarecidos, perdeu-se todo o pudor. O caso dos painéis solares é apenas um entre muitos. E o que mais me causa comichão é o facto de nem sequer admitirem que se fale neles.

Maria disse...

O hemiciclo será o local indicado para a maioria e seus amigos se degladiarem... no campo pequeno é que não..
:)))

Abreijos

Swt disse...

" mandá-lo fazer uma visita de estudo ao órgão reprodutor masculino, mas com muito menos palavras e em calão." ai ai isto está demais!!!
É o máximo! eheheheheheh

filipe disse...

Está lindo, está, o nível na que eles chamam a "casa da democracia" (deles!). Mas enfim, enquanto se mandarem a essas "visitas de estudo" lá entre si, sem objecções. Até porque são todos "farinha do mesmo saco".
E sempre se vão desmascarando, tão finos que eles se querem parecer...
Abraço.

Medronheiro disse...

Até se podiam matar uns aos outros que eu batia palmas.

Hilário disse...

Samuel,
Zangam-se as comadres,descobrem-se os podres desta gentinha toda.

Um Abraço

maria povo disse...

É preciso ir mais fundo na questão!!! para que não passe despercebida...

afinal que empresas são essas que o ps apoia??? e que maquinarias se estava a referir o deputado do ps??na comunicação social só falam dos "insultos" e não do essencial que são as negociatas!!!

há que desmascarar esta politica para que a alternativa cresça!!!

Faz falta avisar a malta!!!

p.s. a minha filha de 16 anos inscreveu-se, mais alguns colegas e amigos, na JCP!!!! votos do Futuro!!!

alice disse...

-Boas noticias o meu mais novo também e inscreveu na JCP

Luís Rocha disse...

Como dizia o outro sobre a Assembleia da República: "Isto é um antro da Burguesia!".

Fernando Samuel disse...

Em vez de o mandar para onde mandou, também podia tê-lo mandado p´rá ilustre senhora que lhe deu o ser...


Abraço.

Maria disse...

Só para que conste, o outro, o do psd, é o josé eduardo martins.
O presidente da AR diz que não percebeu nada do que se passou...
:)))

vermelho disse...

Se calhar são foguetões, manifestamente mais fálicos e com fogo no rabo... Mas é bom que se zanguem as comadres. Talvez assim o nosso povo comece a fazer melhor aritmética básica... Quem reina já não é Salazar (vade retro!) e muito menos os políticos. Quem reina são as empresas e o seu vil metal.
Abraço.

Anónimo disse...

Cá está mais um motivo de forte e aberto elogio a este fenomenal espaço que é o Cantigueiro: a cultura da ELEVAÇÃO.
Enquanto o Samuel continuar neste caminho, certamente proporcionará condições não só para aprendizagem de todos, como para a inevitável derrota destes campeões da obscenidade, cujo aspecto mais flagrante é o insulto destes dois verdadeiros marginais (que não infelizmente não estão sós) a todo o POVO que os investiu para outras funções.
As minhas felicitações.
João

Rosa dos Ventos disse...

Está do melhor!

Abraço

duarte disse...

Isso aconteceu com a devida protecção?
Se fosse em Braga ainda era retirado da feira...
abraço

samuel disse...

Já não é a primeira vez que o digo... por vezes é preciso grande convicção democrática, para suportar estes episódios!

Abraços colectivos!