sexta-feira, 27 de março de 2009

Avelino Ferreira Torres



Quem teve a "felicidade" de ver o alarve que dá pelo nome de Avelino Ferreira Torres, saindo do tribunal a gozar com a cara do Ministério Público e com a cara de todos nós, sabe que ele é o género de energúmeno que segundos depois de acordar, todos os dias, já é culpado de uma tramóia qualquer. Isto desde o tempo em que era bombista, como bem nos lembramos.

O tribunal do Marco de Canavezes, tal como ele vinha a “adivinhar”, faz tempo, não achou assim. Não o achou culpado, sequer, de por várias vezes ter insultado o próprio Tribunal e particularmente o Delegado do Ministério Público no decorrer das sessões.

Pelos vistos, o magote de votantes que o vitoriava à saída do julgamento, também não e de caminho, prepara-se para lhe dar mais um novo mandato à frente da autarquia, para que ele possa repetir tudo, de novo.

Tiveram, como “bónus extra”, os meus prezados leitores dados a ver telejornais, a oportunidade de apreciar o primeiro grande “outdoor” de campanha do candidato Avelino, que aqui reproduzo acima, estrategicamente pespegado em frente ao Tribunal, mostrando o homem vestido com três fatiotas que (ao que parece) servem para explicar que se trata de um candidato “todo o terreno”.

Rais parta o meu azar! Logo quando eu tinha terminado a minha proposta de “outdoor”, em que (com uma razoável trabalhêra) acrescentara mais um fatinho que pensava bastante adequado (e útil) para o Sr. Avelino, num futuro próximo...

Esta eu não desculpo ao Tribunal do Marco de Canavezes! De qualquer maneira, aqui fica.

14 comentários:

salvoconduto disse...

Isto está bom é para os espertos...

Abraço.

JRV disse...

Isto está tudo a ir lindamente. Os julgamentos parecem articulados com o calendário eleitoral. Fátima Felgueiras tem vindo a safar-se. Avelino já está. E Isaltino, mexendo uns cordelitos e aqui e acolá, também deverá estar safo antes do Verão. Uma maravilha...

BlueVelvet disse...

Podes ir preparando o outdoor para o Isaltino.
Abreijinhos

Swt disse...

eheheheheh é só rir!

Falando de coisas sérias, levámos os alunos a ver Os Maias ao Trindade!
Tem lá um senhor que toca piano que se farta (Afonso Malão).
Há lá uns muito bons técnicos de iluminação e outros, também bons, de efeitos multimédia.
Guarda-roupa fixe!
Alguns actores têm que falar mais alto... De resto, tasse.

Maria disse...

A primeira reacção foi uma gargalhada com o outdoor de baixo.
Agora não sei se hei-de rir se hei-de chorar...

Abreijos

Daniel disse...

...E eu nunca me senti tão satisfeito por não ter visto o telejornal.

Anónimo disse...

O que lhe fica mesmo "a matar" é, sem qualquer dúvida, o último.
E será a sua vestimenta, a seguir ao novo 25 de Abril (que ainda não tem data marcada...
Rui Silva

Carlos Duarte disse...

A justiça será mais cega! com os ditos poderosos. Veremos o que dá o caso do Isaltino.

Não é aos tribunais que não devemos perdoar. Mas a uma ideia de justiça formal, que se afasta da sua função social reguladora e de punição.

Explique o PS e o PSD, porque chegamos aqui e o que é isso da corrupção?

Orlando Gonçalves disse...

Uma vergonha, é o descrédito total na justiça.

Camolas disse...

Desenvolvem o culto do "Self made man" à americana, do "Homem Regisconta" à portuguesa.
São os valores que temos, só com acesso livre e gratuito à cultura poderemos discutir outros pontos de vista , até lá ignoremos a mesquinhez e o espectáculo deprimente com que as tristes figuras públicas, deste triste país nos têm presenteado

Antuã disse...

A corrupção é uma instituição nacional que os partidos dominantes querem preservar.

Aristides disse...

Como sabemos, em marketing político nada é ao acaso. Por isso, quem me consegue explicar o facto de o Avelino quando está de fato ter as mãos fora dos bolsos, mas quando lhe vestem o fato macaco mete-as logo nos bolsos? Será que o trabalho dele é outro e tem pouco a ver com trabalho braçal?
Abraço

lino disse...

"Segundos depois de acordar, todos os dias, já é culpado de uma tramóia qualquer"! Ele é culpado de dezenas delas mesmo enquanto dorme, Samuel. Precisava de ter mais de 100 anos para tramar e executar tudo quando está acordado.

Fernando Samuel disse...

A tua proposta de outdoor é tão injusta que foi condenada pela justiça...

Um abraço.