domingo, 4 de outubro de 2009

Mercedes Sosa (9 Julho de 1935 - 4 de Outubro de 2009)


Obrigado por tudo! Um beijo!

"Gracias a la Vida" - Mercedes Sosa
(Violeta Parra)



20 comentários:

Lúcia disse...

Não sabia!
Que choque!
Nem tenho palavras!

smvasconcelos disse...

Vi a notícia há pouco e pensei logo em tributá-la no blogue, precisamente colocando esta música, que a Violeta Parra compôs.:)) Obrigada por o teres feito. Dizia-me um amigo há pouco que a sua morte era a "mais uma estrela exilada no eterno firmamento dos justos." E é...
bjs,

Pisca disse...

Que fabulosos espectáculos se devem estar a fazer no além

Chega a dar vontade de ir assistir

Juvenal disse...

Como La Cigarra

Tantas veces me mataron,
tantas veces me morí,
sin embargo estoy aquí
resucitando.
Gracias doy a la desgracia
y a la mano con puñal,
porque me mató tan mal,
y seguí cantando.

Cantando al sol,
como la cigarra,
después de un año
bajo la tierra,
igual que sobreviviente
que vuelve de la guerra.

María Elena Walsh
Mercedes Sosa

Meg disse...

Embora já muito mal, a esperança ainda alimentava o sonho.

Mas Mercedes não morreu... ela continua viva na memória de todos, porque pertence àquele grupo de pessoas que da lei da morte se libertaram... há muito.

Gracias a la vida...

jrd disse...

Quem cantou o canto dos que resistiram, não morrerá nunca!

Luis Nogueira disse...

Que tristeza este rio que caiu sobre mim neste dia ainda quente de outubro, que triseza!

Luis Nogueira

duarte disse...

no lloraré...cantaré siempre.
abraço do vale

vovó disse...

hoje, é um dia triste para mim! tal como os dias em que nos deixaram a Elis, o Ary, o Zeca.

sei que Mercedes nunca morrerá nos nossos corações...essas coisas todas que se dizem... mas estou triste!
témi
vovó Maria

Justine disse...

Estou triste, mas estou a ouvi-la no seus inúmeros hinos à vida!
Junto-me ao teu agradecimento.

Aristides disse...

Soube desta triste notícia, agora mesmo neste blogue. Quantas vezes fui ao youtube só para ouvir aquela voz fantástica e eterna.
Obrigado por tudo, Mercedes!

Antuã disse...

Mas Ela continuará a luta ao nosso lado.

Lena disse...

so agora vi esta noticia no teu blog...
uma voz que ficara para a eternidade..

Beijos

Leitão disse...

Que saudades...
Conhecia-a em Bruxelas, antes do 25 de Abril e depois em Portugal, primeiro na Aula Magna e depois, salvo erro, na 1ª Festa do Avante do Alto da Ajuda.
Uma mulher grande lutadora pela liberdade na América Latina e pelos Direitos Humanos.
Não resisto em ocupar muito do teu espaço com a letra da canção que gosto mais dela.


Cambia lo superficial
cambia también lo profundo
cambia el modo de pensar
cambia todo en este mundo

Cambia el clima con los años
cambia el pastor su rebaño
y así como todo cambia
que yo cambie no es extraño

Cambia el mas fino brillante
de mano en mano su brillo
cambia el nido el pajarillo
cambia el sentir un amante

Cambia el rumbo el caminante
aunque esto le cause daño
y así como todo cambia
que yo cambie no extraño

Cambia todo cambia
Cambia todo cambia
Cambia todo cambia
Cambia todo cambia

Cambia el sol en su carrera
cuando la noche subsiste
cambia la planta y se viste
de verde en la primavera

Cambia el pelaje la fiera
Cambia el cabello el anciano
y así como todo cambia
que yo cambie no es extraño

Pero no cambia mi amor
por mas lejos que me encuentre
ni el recuerdo ni el dolor
de mi pueblo y de mi gentemais

Um abraço

gabriela disse...

Que triste fiquei com a notícia.
Está o mundo, o povo com o qual sempre se solidarizou, mais pobre.
A canção citada por Leitão também é a que mais gosto.

Joseph disse...

Não morrem os artistas que permanecem no coração do Povo!
Passam para o "Andar de Cima" como dizem os artistas populares brasileiros.
J.F.

Fernando Samuel disse...

Viva Mercedes!

Um abraço.

manuela galhofo disse...

Mercedes Sosa não morreu, não a deixaremos morrer porque haveremos de continuar a cantá-la e a passar as suas canções aos nossos filhos e netos.
E um dia voltaremos a cantar com ela,como com o Vitor Jara,o Adriano,o Zéca,e alguns outros...

maria povo disse...

Vozes ao alto... e até os mortos cantarão ao nosso lado!!!

e a melhor forma de estarem ao nosso lado, é divulgá-los junto das gerações mais jovens (os filhos da Revolução, hoje com 30 anos...!!!) também a vi/ouvi na Festa, que acho que foi na Primeira na FIL (1976) (vou perguntar ao Ruben de Carvalho...)

ainda este ano ofereci um cd da Mercedes Soza a uma amiga de 34 anos que, até é bem informada, e que desconhecia esta Diva ...

esse cd foi a marrocos onde também foi divulgado...

vozes ao alto!!!

ps. que bom que foi ouvir o Samuel no Cp Pequeno, que foi Grande... cantar "El Pueblo Unido jamais será vencido", homenageando Victor Jara (outro desconhecido..!.. para alguns...)

samuel disse...

Para todos:
Grande abraço... e viva a música que nos "move"!