domingo, 21 de dezembro de 2008

Mundo maravilhoso...


Eva Cassidy foi uma jovem cantora norte americana. Desde muito nova mostrou que era a música aquilo que queria fazer. Consta que só com muito esforço vencia a timidez, para se apresentar em público, integrando os vários grupos que foi formando com o pai e os irmãos ou amigos da escola.

O ano de 1996 veio encontrá-la com 33 anos, já profissional com alguma experiência, com a sua própria banda, mas praticamente desconhecida fora de Washigton. Grava o primeiro disco, “Live at Blues Alley”. No mesmo ano, é-lhe diagnosticado um cancro e pouco tempo depois morre.

Ao contrário do que seria de esperar, é exactamente a partir da sua morte que nasce a sua carreira e a fama. É reconhecida, agora por milhões, a sua maneira suave e muito pessoal de interpretar e reinventar canções já muito conhecidas.

Katie Melua, essa, está muito viva, a fazer uma interessante carreira ascendente. Diz que Eva Cassidy foi uma das suas maiores influências e que foi a ouvi-la que se convenceu a pegar numa guitarra e ir para o palco cantar.

Katie teve a bela ideia de fazer com Eva um dos “duetos impossíveis” que a tecnologia de áudio digital tornou possíveis, cantando a meias o enorme sucesso de Louis Armstrong, “What a wonderful world”, agora já sem a carga do grande (e propositado) contraste entre as palavras da canção e o ambiente político e social de forte repressão e discriminação racial vividos na época em que este a gravou pela primeira vez e que contribuiu grandemente para o estrondoso falhanço comercial com que o disco foi recebido inicialmente.

Desfrutem. Bom Domingo!


“What a wonderful world” – Eva Cassidy/Katie Melua
 (Bob Thiele / George David Weiss)


13 comentários:

salvoconduto disse...

São mesmo dois passarinhos a cantar!

Só conheci Eva Cassidy uns anos após a sua morte, já Katie Melua a conheço desde o primeiro CD, que me foi posto a tocar numa das boas lojas de CD's que havia aqui no Porto e que para inflecidade minha já fechou, como outras...

jrd disse...

"We should believe in everything she says":
http://bonstemposhein-jrd.blogspot.com/2008/12/nine-hundred-thousand-bicycles.html

Maria disse...

Ainda bem que este "mundo maravilhoso" permite este tipo de duetos....
Mas para mim (que sou antiga, ai...) esta canção é e será sempre na voz de Armstrong...

Abreijos

Fernando Samuel disse...

Infelizmente, não consegui ouvir...
Só imagino...


Um abraço.

duarte disse...

yes it might be a wonderful world,if...
muito bom ,gostei...mas continuo a preferir Armstrong.
abraço do vale.

Mariazinha disse...

Linda homenagem e duas vozes maravilhosas!

Beijokas

poesianopopular disse...

Samuel
Obrigado por este brinde!
Agra um reparo; não sei se te apercebes-te, dum inconveniente que é o facto de teres a lista de posts muito estreita em relação ao texto, ou a lista de linkes muito larga, a verdade é que:-para ler-mos o texto a cada linha temos que desviá-lo para a esquerda , o que não seria mau de todo, o pior é quendo tem de ser para o outro lado.
Desculpa, amigo é para isso mesmo.
Abraço

L * E disse...

Bom Domingo e Bom Natal!

Um abraço.

Ana Camarra disse...

Pronto está muito bem, embora não seja nem a minha versão favorita, nem a minha voz feminina favorita.
Por outro lado deixa dar uma beijoca de parabéns, está muito giro isto tudo branco, parece maior! :)

Beijos

Lena disse...

Ola Samuel,
venho desejar te um Feliz Natal
cheio de paz, amor e alegria
na companhia de quem amas...

Gostei do teu novo modelo de blog..

Um beijo

Mar Arável disse...

Sê feliz em família

e com outros amigos

Se tiveres dificuldades

mesmo assim tenta

É preciso sentir o pulsar da vida

jordan shoes disse...

I like your blog

alerts disse...

louis vuitton handbag
louis vuitton handbags
vuitton
louis vuitton bags
louis vuitton bag