domingo, 15 de março de 2009

Libertango


Hoje é um bom dia para ouvir mais uma vez o “Libertango”, desse grande argentino que foi Astor Piazzolla.

Gosto muito de ouvir o Piazzolla “temperado” pela sensibilidade de outros músicos. Hoje tocou a vez a Richard Galliano, que como podem ver, além de acordeonista é “doido”, pelo menos a julgar pela maneira como toca.

Bom domingo!



“Libertango” – Richard Galliano
(Astor Piazzolla)

9 comentários:

Maria disse...

O homem é demais.
Quanto mais vejo músicos a entregarem-se assim ao que fazem, mais gosto de música...

(claro que foi a segunda noite seguida lá em sintra...)

Abreijos

duarte disse...

Astor é...
Este libertango veio mesmo a calhar,estás a imaginar 200000 a vibrarem ao vento e libertarem as correntes que prendem seus compatriotas?
É sonho? talvez...mas deixem-me sonhar!
abraço do vale

Justine disse...

Que boa companhia para este domingo soalheiro - um pouco de "loucura"...
Igualmente!

poesianopopular disse...

Companheiro!
Tal como Astor Piazzolla, este Richard Galliano, tambem trata por tu, o teclado do acordeon!
São estes grandes interpretes, que nos fazem acreditar que vale a pena lutar.
Obrigado, abraço

Fernando Samuel disse...

Quem é que pode não aplaudir «isto»?...

Bom domingo.
Abraço.

anamar disse...

Saudoso concerto de Galliano, no CCB há uns anos...
Um destes dias também o pus nas minhas músicas para uma partilha de emoção!
Bom domingo!

fj disse...

O "acordeon" em portugal ainda é muitas x, ligado a um outro tipo de musica.... mas pode fazer/ser muito mais q isso.
Obrigada pela musica!
Gostei!!

Um Abraço e Bom Domingo!


Samuel
não sei se és dado a este tipo de participação em desafios da nossa Língua Portuguesa (ainda sem o acordo contemplado).
Gostava de te ver por lá a participar, não custa nada, apenas alguns minutos a ler o post. Mas é importante que tomes conhecimento de um “esclarecimento” dado num dos meus ultimos comments, pode assim ser relevante para dares a tua resposta, lá nas 2ªs "BlogOlimpíadas" da “Língua Portuguesa”.

Pedro Penilo disse...

éééédiabo!

(parabéns pelo (já não tão) novo aspecto do Cantigueiro: muito bem produzido!)

Abraço

samuel disse...

Maria:
É um “ET”!

Duarte:
É a sonhar que (quase) tudo começa...

Justine:
Sabia que gostarias.

Poesianopopular:
Trata-o por tu, andou com ele na escola primária, no liceu... dorme com ele... ☺

Fernando Samuel:
Nem os surdos, pois mesmo esses têm umas técnicas para ouvir estas coisas...

Anamar:
Dessa do CCB não me posso eu gabar ☹

Fj:
Em Portugal é de facto um instrumento a necessitar de uma urgente “reabilitação”.
Irei espreitar...

Pedro Penilo:
Podes crer!
Obrigado! Vindo daí, é especial...
O cabeçalho é do meu herdeiro mais velho, que é gráfico, o resto, até as medidas XXL, são fruto de muitas cabeçadas minhas contra uma coisa sobre a qual pesco muito pouco.


Abreijos colectivos!