sábado, 15 de dezembro de 2007

Se a paz fosse um som...


Se eu não tivesse nascido rapaz e fosse uma moçoila igualmente dada às cantigas, haveria sempre cinco ou seis "colegas" que ouviria com aquele pensamento íntimo, algures entre a admiração pura e a ciumeira infantil: "O que eu queria ser capaz de cantar como ela!"
A bela convidada de hoje é sem dúvida uma delas. Sai-lhe da garganta um som sem explicação, que corre como um rio em campo aberto ou a espuma das ondas em praias planas... Chama-se Rosa Cedrón e foi durante uns anos e até há pouco, a voz dos "Luar na Lubre", certamente um dos grandes grupos da actual cena musical da Galiza. Agora ganhou asas para outros vôos, não sei o que cantará no futuro, mas a mim já ninguém tira esta magnífica canção dos primeiros tempos do grupo.
É (ainda por cima) um poema do grande Federico Garcia Lorca e nunca deixa de me "encantar".

"Chove en Santiago" - Luar na Lubre
Federico Garcia Lorca / Alberto Gambino


8 comentários:

Maria disse...

Até consegui ter saudades do canal "Sol"...
Obrigada por este vídeo, foi bom recordar Rosa Cedrón...

Tem um bom fim-de-semana
Beijo

avelaneiraflorida disse...

SIMPLESMENTE FABULOSO!!!!

Caro Samuel, não vou resistir a "rapinar"...POSSO???

"BRIGADOS" por este post!!!!
UM BOM FIM DE SEMANA!!!!

Bjkas!!!

Anónimo disse...

Não conhecia Rosa Cédron!!
Que maravilha!!
Você que é músico e cantor ofereça-nos um cantor galego de vez em quando...
Sou galego por devoção, mas alentejano por opção, pronto !
Á Galiza vamos buscar o que melhortêm , e eles vêm também ao nosso encontro buscar o que de melhor temos. Não esqueço como apreciavam a Zeca Afonso, e como o homenagearam no dia em que morreu, beberem da fontana, e nas rádios a justa vénia prestaram ao nosso mais que trovador!
Hoje fico-me com com a Rosa Cédron, talvez ouça Amâncio Prada
com as canções da terra e do mar, procure ler o Lápis do Carpinteiro , excertos, pois ando deliciado, pela segunda vez com o Livro do do Meio, da Mvc, ARC. Fraternalmente

GarçaReal disse...

É sempre bom recordar...

Adorei

bjgrande

Minerva McGonagall disse...

Conheço. Tem uma bela voz!

Luis Eme disse...

Belissima escolha...

Rui Vasco Neto disse...

Se a paz fosse um som, caríssimo Sam, o mundo seria um silêncio ensurdecedor.

Estou contigo no barulho.

filomeno2006 disse...

Encantadora Galiza