terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Pfffff!!!




Hugo Chávez, há que dizê-lo com frontalidade, muitas vezes veste mal, é um bocado malcriado, desbocado em reuniões internacionais, comícios e entrevistas, etc, etc.
Nota-se que nutre um ginasticado nojo por Bush e acha que o lugar adequado para os reis é o baralho de cartas (mas isso, também eu).
Pretende fazer algo que se parece com uma revolução, tem a ousadia de querer tirar da miséria milhões de venezuelanos, nem que para isso tenha que nacionalizar e pôr ao serviço da comunidade os vastos recursos naturais do país, que até agora sempre estiveram em mãos "muito mais civilizadas".
O homem é um poço de defeitos e ainda por cima, como se não bastasse, um ditador!
Só que, na verdade, como ditador é um perfeito nabo e absolutamente incompetente!
O tipo farta-se de convocar eleições que decorrem em liberdade. 
Para alterar alguns aspectos da Constituição, convocou um referendo popular. 
Na campanha para o referendo (como nas outras), a oposição, que tem a maioria esmagadora dos meios de comunicação social do seu lado, teve liberdade para fazer as manifestações que lhe apeteceu e uma campanha tremenda, onde chamou ao "ditador" os nomes todos que quis e apelou a todos os medos e fantasmas que conseguiu inventar.
No fim, perdeu a votação por meia dúzia de votos e apesar de ter o "descaramento" de afirmar que vai continuar a lutar pelas ideias que defende, felicitou os adversários...

Rais parta se até eu que sou um paz de alma, não era capaz de inventar uma "ditadura melhor"!

6 comentários:

Anónimo disse...

Não sei se não se trata de uma ditadura pós- moderna ? Ou uma democracia avançada, em petróleo , vamos lá....
Chávez também quererá uma classe média que suporte os poços de pe- próleo do País ?
Temos sempre uma ideia democracia , nós por cá , não é ?
Não se esqueçam que há petróleo em Sines?

Sininho disse...

Hehehe, mas olha que ele não desistiu, e se no referendo tivesse ganho o sim, ele cantaria de outra forma.
Eu gostei da definição do anónimo anterior:
«Ditadura pós-moderna», parece-me uma ideia interessante...

E é verdade: Ele não tem gosto nenhum nas roupinhas que usa...

Anónimo disse...

Sininho,
eu não estou de acordo com a sua observação sobre a forma como cada um se veste. Muitas vezes está nos nossos bolsos outras noutro lugar qualquer. É verdade que está um bocado ultrapassado, mas eu também não me visto bem.
Sabe dizem-me os estrangeiros e as estrangeiras que as mulheres portuguesas vestem-se para ir trabalhar, como se fossem para uma festa, e os homens presidir a assembleias. Eu não sei o que isto quer dizer , e fico sempre a olhar para os lados. Há uma categoria de pobreza que não está categorizada que se vê nas grandes superfícies, são pobres da cosmética, do visual, pedem e chegam a repetir uma amostrinha para tudo. Não vou enumerar,seria fastidioso . Agora já falam em pobreza de acesso à net, não sei do que mais viremos a ser pobres! Isto é mesmo um estado de alma, porque pobres,pobres já não somos, somos míseros, já clamamos por misericórdia. cordialmente

Rosa dos Ventos disse...

Precisa realmente de fazer um curso acelerado de ditador "à séria"!

Abraço

Magnolia disse...

Realmente! O homem tem a fama mas não tem o proveito...

ARISTIDES DUARTE disse...

Um dos melhores "posts" sobre Chavez que li nos últimos tempos...