quinta-feira, 28 de abril de 2011

Sócrates – O mitómano excelentíssimo



Independentemente do que venha ou não a acontecer ao ministro das Finanças, Teixeira dos Bancos... que francamente, é para o lado que eu durmo melhor, adorava ter um vislumbre dos pensamentos que passaram pelas cabeças de Maria de Lurdes Rodrigues, António Correia de Campos, Mário “jamé” Lino, ou Manuel Pinho, quando ouviram Sócrates, numa entrevista, dizendo da boca pra fora «Nunca deixo cair ministros. Não faço isso».
Numa adaptação livre do pensamento filosófico de uma outra grande figura da nossa caderneta de cromos... é preciso nascer duas vezes para se ter tão pouca vergonha na cara!

10 comentários:

Alentejano (alto) disse...

Pois Samuel, a verdade é que ele não deixou cair ministros, um dos seus méritos aliás, se tomar-mos como comparação outros exemplos anteriores. Teve aliás a vantagem do regabofe habitual de pedir a cabeça de ministros a partir do dia seguinte às tomadas de posse não ter vingado. Não gostam os adversários políticos? Acredito Samuel, acredito.

A propósito do Jamé: Nem notaste o que se passou lá por casa durante estes anos, distraído a chamar nomes a tudo o que mexa e não more na Sede do PC: O aeroporto e o TGV passaram de cambalacho e megalomania a abençoados assim que se falou na margem Sul! Nada de especial, bastava dizerem aos Pintos da Costa que o TGV partia do Porto e ia até Vigo que logo passaria a ser obra nacional!
E já agora Samuel, pelo menos uma vez na vida podias ser politicamente honesto se pusesses esse Jamais no contexto da conversa do Mário Lino. Ser comunista ortodoxo pode ser uma forma de cegueira, doença afinal, tendo o crédito de uns descontos na avaliação do artista doente; Torcer o que se diz de propósito já não dá desconto, é mesmo coisa de aldrabão. Quererás ser aldrabão confesso?!
Um alentejano já farto de lunáticos comunistas e seus Passistas aliados.

anamar disse...

Que horror ter que os ver de novo...
O homem é um psicopata.
Abreijo :))

samuel disse...

Alentejano:

Que grande salgalhada! :-)))
Mas viva o direito à opinião!
Se está farto dos comunistas lunáticos... havia de conhecer os de marte! :-)))

Cumps.

Antuã disse...

O que faz falta é sicuta que, também poderia levar um alentejano chispado.

prs disse...

O POEMA DA 'MENTE'

Há um primeiro-ministro que mente.
Mente de corpo e alma, completamente.
E mente de maneira tão pungente
Que a gente acha que ele mente sinceramente.
Mas que mente, sobretudo, impunemente...
Indecentemente... mente.
E mente tão racionalmente,
Que acha que mentindo vida fora,
Nos vai enganar eternamente.

Graciete Rietsch disse...

Não me admiro porque eles merecem-se!!!

Um beijo.

Eduardo Miguel Pereira disse...

Samuel, mas olhe que o Sócrates, ao deixar cair estes 4 ministros em concreto, demonstrou ser um grande humanista.
Assim, permitiu que a Maria de Lurdes Rodrigues tivesse todo o tempo do mundo para dar "Educação" ao Manuel Pinho e ensinar-lhe que não se fazem "corninhos" em pleno hemiciclo.
Ao mesmo tempo que deu também oportunidade para que o António Correia de Campos trate da "Saúde" mental do Mário "jamé" Lino.

O homem é um visionário, nós é que não o entendemos.
Mas pode ser que o "Alentejano" nos explique !

Domingos da Mota disse...

Um ministro
nunca
cai

Quando muito
tropeça
na tripeça

e vai

DM

samuel disse...

Domingos da Mota:

Muito bom! :-)))

Anónimo disse...

Samuel
E eu a pensar que os burros aproveitavam sómente o "Cravo de Abril.
Vitor sarilhos