terça-feira, 11 de dezembro de 2007

A verdadeira comunhão (de bens)!




Esta história surreal só pode ser devidamente apreciada lendo toda a notícia, através do link...
Este padre ainda chega a gestor do Banco Ambrosiano no Vaticano!
A Igreja Católica queixa-se de que as pessoas, sobretudo os jovens, andam arredados das igrejas e que cada vez há menos ordenações, mas há "sacerdotes" no activo que são um retrato bem mais fiel do que é de facto a falta de vocação.

9 comentários:

Anónimo disse...

já não vivemos em tempos de esmola medieval, alíás, contraditoriamente tem sido esta a ideia dominante até hoje sobre a dita, num país que é incapaz de dizer solidariedade. Há muitas iniciativas que se intitulam de tal , e vai-se a ver...
Este é um padre gestor que surge a fazer contas. Como Salazar que só as sabia fazer, governar não... Parece desconexo, mas aparece-me ligada esta ideia à praça publica do nosso Sócrates.

Luis Eme disse...

Os exemplos são tantos, então na provincia...

apesar de tudo as pessoas já estão um pouco mais espertas...

Fernando Samuel disse...

Quem quer sacramentos... paga-os. Para maior glória de Deus...

AC disse...

O pão e o vinho custa dinheiro!

o_cao_que_morde disse...

Está a decorrer uma votação para Os melhor Blogs de 2007
No Blog O Cão Que Morde vota e divulga a iniciativa.

Rosa dos Ventos disse...

Surreal mesmo!

Anónimo disse...

O Fernando Samuel, está com toda a razão.
Um dia de trabalho? Eu até acho pouco.
já viram quanto ganha um trabalhador?
E quando há uma catastrofe, já repararam quantos milhões dá a igreja para ajudar?
È preciso ,ver estas coisas,vocês andam muito distraídos!
José manangão

Gasolina disse...

Não me surpreende nada... com a história servir de testemunho sabe-se bem do que são capazes.

O que me entristece mesmo é qe os que não são "avisados" pagam pelo temor.

Magnolia disse...

Ai jesus cristo! Vem cá abaixo a ver isto!! lol