segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Partir a espinha aos sindicatos...




O conhecido professor, doutor, articulista e blogueiro Vital Moreira, também reparou num artigo do Diário de Notícias, em que se dá conta daquilo que eu considero um ataque absolutamente selvagem aos professores e principalmente aos seus representantes sindicais, congeminado pelo Governo do Grande Partido Popular do Socialismo Democrático e Moderado (vulgo PS).

De uma maneira sórdida, os responsáveis do Governo “aconselham” os professores sindicalistas, sobretudo os que o fazem a tempo inteiro e por isso têm dispensa das actividades lectivas, a abandonarem o trabalho sindical e regressarem às suas escolas de origem, sob pena de não serem avaliados e não progredirem nas suas carreiras.

Perante esta agressão gratuita contra a liberdade sindical e à própria lei que (segundo me parece) diz que um sindicalista não pode ser beneficiado nem prejudicado como resultado da sua actividade em prol dos seus camaradas de profissão, o que faria qualquer pessoa “normal”, com algumas convicções de esquerda? Atacaria, ou criticaria, ou questionaria vagamente esta ameaça do governo, com maior ou menor veemência, conforme o seu grau de “convicção de esquerda”.

Em contraste, o que faz o famoso Vital? Bate as palminhas de contente, dá uns saltinhos pela sala e saliva muito, enquanto escreve no blogue este “textículo” que ressuma ódio aos professores, sobretudo os que se empenham nos seus sindicatos:

“Agora se percebe a luta aguerrida dos sindicatos contra a avaliação dos professores. De facto, é uma "violência" acabar com a promoção automática dos 300-trezentos-300 professores/sindicalistas até ao último escalão da profissão, sem a exercerem anos e anos a fio...”

Ao ler este post miserável são várias as perplexidades que me assaltam, como por exemplo:

- Quando é que na vida de um indivíduo com o percurso que este teve, os sindicatos passaram a ser “o inimigo”?
- Na opinião dele, analisando a História das relações de trabalho nos séculos passados, em que ponto estariam hoje as liberdades e conquistas dos trabalhadores em geral e neste caso particular, dos professores, sem a luta dos sindicatos e a militância dos sindicalistas?

Vital Moreira lembra-me um daqueles cães mimados e chatos, que à força de tanto quererem agradar aos donos, à força de tanto quererem atenção e festas, acabam por exagerar nas “gracinhas”, partir os bibelots da sala e serem muito inconvenientes...

Esses ao menos, de vez em quando, são postos no seu lugar, com um pequeno e pedagógico toque com um jornal dobrado... no focinho.

Claro que a um famoso professor, doutor, constitucionalista, articulista, blogueiro e “oráculo” do Governo (orçamentos grátis, serviços ao domicílio), não se pode fazer uma coisa dessas.

30 comentários:

Anónimo disse...

Pode parecer-te um cão mimado e chato, mas a mim parece-me um cão raivoso...felizmente para a raiva já há cura.

Curiosamente alguns que tiveram o mesmo percurso apresentam os mesmos sintomas...

Abraço.

duarte disse...

onde é que eu pus o meu sapato?
que m... os cães não param de ladrar!nem consigo pensar...
pronto já sei,vou agir ,na próxima manif em lisboa , vou como apoiante do actual sistema de avaliação(daquele que não foi imposto),
e tentarei levar comigo o maximo de pessoas possíveis...
pois que sejamos 300000 a gritar em unissono!
do vale um abraço

Sal disse...

É bom sinal, camarada.
Sinal de que os sindicatos nunca estiveram tão fortes. Há muitos anos que não se observava uma luta de uma classe profisssional tão forte como a que temos assistido, que só tem sido possível levar para a frente de forma organizada com o apoio dos sindicatos, mais concretamente da Fenprof, que é o mais representativo. Isso é algo que o/os aborrece. Porque revela a força e a importancia do sindicalismo, e pode até servir de exemplo a outras classes profissionais. Aí é que está o problema. É que esta luta dos professores pode ser uma espécie de alavanca para fazer rolar a grande pedra que está no meio do caminho... para o socialismo.
(ahm, acho que me empolguei, mas que é verdade, é!)
beijinhos

ps-quanto ao vital... deseja-lhe boas festas num email com virus!!!

Maria disse...

O homem "escafedeu-se" (penso não estar a dizer nenhuma nenhuma asneira).
Lembro-me (lembramo-nos) dele há 25 ou 30 anos atrás. Era tão mais diferente... será que de tanto escrever, alguém lhe mudou o "testículo" e agora só escreve treta?
Ah, e lembras-te da "espinha atravessada na garganta de...."?
A esta distância até dá vontade de rir...

Abreijos

anamar disse...

Cá para mim, lá em casa há mesmo um canil... a de-fen-der!!!! salvo os filhos ou netos que nâo t~em culpa....
Samuel, agradeço essa forcinha par colocar esses videos como deve de ser, mas como isto é um trabalho muito solitário não atino com o truque... e é chato levar com aquela seca inestética do you tub... depois do ano novo, quando vier das minhas férias...
Abracinhos...( quase que ia a Montemor..e ainda lhe pedia ajuda... uma amiga da Maria há uns meses sugeriu a minha companhia para a visitar, as saudades são muitas, e os anos t~em passado sem se verem... mas ficará para outras núpcias... essa amiga está em Bruxelas... agora deixo-vos a pensar...

Anónimo disse...

O homem queria ser SG (Gigante, Ventil ou Filtro pouco importava) e como não conseguiu foi-se embora a espumar de raiva.

Anónimo disse...

Anamar!

está a falar da minha Amiga Zé G.???? :)!!! se for o caso, o mundo é mesmo pequeno!!!... bora lá encontrarmo-nos :)!!!!
beijocasssss
vovó Maria

Ana Camarra disse...

Samuel

Se há coisa que me mete nojo são vira casacas, assim desses Zitas, Pinas e afins, não se trata, como alguns defendem de evolução, antes pelo contrário, são a prova que existe gente "vendavél" com um preço na sua dignidade, tipo o Fausto que vendeu a alma ao demónio ou Dorian Gray, pessoas que "desaprendem" er ficam assim a ser uns bonecs de ventriloco...

Que triste!

Beijos

anamar disse...

Maria,
é essa mesmo, a nossa Zé!!!!
Que me seduziu a ir-mos até si, pois há saudades!
Vou provoca-la a ir mesmo só, pois vou partir de férias...
Até um dia!
beijos e boas-festas!
Ana

Anónimo disse...

este senhor(cachorro), quer tanto agradar ao dono, que não sabe como...
é mais uma folha seca, que um dia vai cair... como os outros!

Unknown disse...

Pergunta :

Porque motivo Luisa Mesquita foi corrida do PC ?

O Vital a mim não me diz nada mas que estamos todos fartos destes sindicalistas de mer..a ài isso tamos.
Vão trabalhar calões....
E deixem de ser megafones do PC e outros partidos afins.

Unknown disse...

Esqueci-me de dizer uma coisa:

Aos 80% de professores que se tão a cagar prá profissão peço que vão trabalhar e deixem a educação pra quem gosta.

samuel disse...

Grande Toni!!!
Isso é que é... digamos... falar! :-)))

Anónimo disse...

Toni, toni, busca, busca... agarra o osso!
Mas, cuidado, tens de tratar essa carola... para não confudires um blog com outra coisa.

Campaniça

Anónimo disse...

Toni, toni quem te disse a ti que eras gente?

Anónimo disse...

Toni, passaste-te dos "carretos"?
A que propósito vem o teu comentário? És burro ou cheira-te a palha?

duarte disse...

ainda o toni...
ora bem, vamos a contas ...
95% de adesão à greve, sobram 5%...depois divido por 100 e multiplico por 80...dá 4%
ou seja 4% dos professores estão-se a cagar para educação...ainda sobra 1% de indecisos!
nada mal, visto que no ministério estão-se a cagar todos...o cheiro até já incomoda!
ou será que interpretei mal a sua afirmação?

Aurora disse...

O Toni é uma espécie de Vital Moreira mais boçal.

Caçadora de Emoções disse...

Samuel,
Vim só desejar-lhe um Feliz Natal, passado ao lado de quem mais gosta.
Deixo-lhe mimos e sorrisos de presente...

Abreijinhos :)

Fernando Samuel disse...

O toni e o vital são da mesma ninhada: ladram, ladram, ladram... e mordem-se de raiva.
Deixá-los morderem-se.



Um abraço.

Gasolina disse...

Um abreijo especial nesta época Natal.

Unknown disse...

Caro "anonimo" (que nome tão estranho), sim sou Burro !
Sou burro porque ando à mais de 20 a pagar com os meus impostos esta educação da treta. Nunca me lembro de ver um ministro da Educação que fosse bom, nem me lembro de ano em que não haja greves. Será que são todos maus. Ou será que existem outras agendas por trás disto.
E agora vamos a números. 80% dos professores se pudesse mudava de emprego, logo são pessoas que se estão a cagar para a educação e apenas vêm isto como um emprego. Quantos professores em Portugal se formaram especificamente para o serem? Talvez 20 %?
E agora a pergunta fundamental. Quantos professores apenas o são porque tinham um canudo na mão e como não arranjaram emprego? Lembro-me muito bem há 20 anos que muitas pessoas acabavam o curso e iam dar aulas, porque não havia mais nada. Será que são estes os que agora mudavam de profissão?
Acho que todos os Portugueses (que não são professores) deviam vir para a rua e protestar contra este estado de coisas. Contra o governo que cria um processo de avaliação medonho, contra “aqueles” professores que apenas andam por à procura de um tacho e contra aqueles que apenas são os Bobys do PC.
Trabalhem malandros !!!!!

Anónimo disse...

O desespero dos vitais e tonis que queriam quebrar a espinha aos sindicatos. Perderam a cabeça por completo, estes e vários outros boys /girls que pululam pela blogaria fora. FSilva

Unknown disse...

"há milhares de profs primários reformados aos 52 anos com 400 contos líquidos de reforma "

É por isto que não querem avaliação e querem todos chegar ao topo da carreira.

É o mal deste pais todos querem mamar à conta do estado. Os professores, os militares e os demais funcionarios publicos.

Portugal é o pais da Europa com a maior percentagem de funcionarios publicos por habitante.

duarte disse...

ainda o toni
quantas horas trabalha (em média) um professor por mês?
quem é que foi professora primária(com o 9ºano de escolaridade),sem formação pedagógica para tal,e que de repente "saltou" para um curso superior,e agora quer impor aquilo que ela chama de "sistema de avaliação?
outra informação,há quantos anos existem os cursos vocacionados para àrea de ensino?
o senhor Toni ou é cego,ou não dispõe de todas as suas faculdades mentais...ou então ainda não entendeu a gravidade do problema.
em primeiro a saude,agora a educação......onde querem chegar?
eu que sou um simples agricultor,pouco letrado,vejo perfeitamente onde isto nos leva.
dissipe esse novoeiro que o rodeia...não se deixe manipular,nem tente manipular.

Unknown disse...

O nevoeiro está a dissipar-se pois...
Já ninguem acredita nessas tretas dos profs. Então porque a ministra foi uma espertalhona já todos podem fazer o que lhes apetece. O que lá vai lá vai.
Agora é olhar prá frente:
1º Todos os professores TEM que ter formação especifica para o serem;
2º Não podem ter outro tipo de actividade;
3º Os professores deixam de ser dependentes do ministério e passam para as camara municipais (acabam as deslocações, e são avaliados por elas);

Podia tar aqui o dia todo. Mas como sou pastor tenho mais que fazer.

Deixem os sindicatos e vão trabalhar.

Esse Mario Nogueira foi professor durante quanto tempo ;)

Anónimo disse...

Ó toni! Get a life!
"Deixem os sindicatos e vão trabalhar" (???)
Você está em algum concurso de frases fascistas... ou é mesmo assim?

Anónimo disse...

O Zé da treta deve ter dado um Magalhães a esse Toni e agora é a trampa que se vê!!!
Portanto ... deixemo-nos de comentar escarros,ok?

Anónimo disse...

cool blog

Anónimo disse...

It seems my language skills need to be strengthened, because I totally can not read your information, but I think this is a good BLOG
jordan shoes