terça-feira, 14 de agosto de 2012

Jogos Olímpicos e Vicente Moura – Já há serralheiro para o dessoldar do lugar?


Não tenho conhecimentos técnico/desportivos que me permitam fazer juízos de valor sobre a participação portuguesa nas olimpíadas de Londres. Na verdade, aquilo que me “comove” nos Jogos Olímpicos não são as medalhas deste ou daquele país ou atleta, nem as marcas que conseguem estabelecer para provar que são mais rápidos, mais fortes, ou que saltam mais alto... mas sim o encantamento dos pequenos momentos em que aqueles rapazes e raparigas demonstram serem seres humanos muito bonitos, como por exemplo, quando as jovens andebolistas do Montenegro, nos últimos dois minutos do jogo e assim que ficou claro que a vantagem de golos da Noruega seria irremediável, vendo-se assim “relegadas” para o lugar da medalha de prata... terminaram o jogo defendendo-se das entusiasmadas norueguesas, mas já aplaudindo em campo as “adversárias”.
Seja como for, quanto à excelência da condução do Comité Olímpico Português, podemos ficar descansados, apesar de o senhor Vicente Moura ter garantido que está de saída. Se a sua palavra valer tanto, desta vez, como valeu há quatro anos quando garantiu exactamente o mesmo... lá o teremos, daqui a outros quatro anos, à frente da delegação no Rio de Janeiro.
Na verdade será uma pena, pois esta seria uma excelente ocasião para o senhor ir até casa, escrever as suas memórias, dizer asneiras apenas para a família... e congeminar, entre uns poucos amigos, uma maneira de «reinstaurar a Mocidade Portuguesa»... mas sem política, obviamente! Desejo que aqui manifesta, para quem o quiser ouvir (e enquanto o vídeo estiver disponível), ao minuto 00:58.

11 comentários:

oasis dossonhos disse...

Os fascistas não mudam, por vezes refinam...este é dos mais nojentos.

Provoca-me disse...

Este homem parece a porcaria dos cães que estão no chão na rua e nós pisamos e teimam em sair, por muito que tentemos tirar.

São disse...

Estes tipos estão a perder a vergonha toda e a mostrar de que lado sempre estiveram!!!

Abraços para vós

Manuel Norberto Baptista Forte disse...

Muito dinheiro gasto numa dificil altura para Portugal e com resultados medíocres, foi no que deu a "excursão"(com tudo incluído) a Londres.
Sr. Vicente Moura, preste um serviço a Portugal deixando eefectivamente o seu lugar.

Luis Ferreira disse...

A imagem do nosso desporto é isto? Um bafiento que ainda se desculpa com a politica?
Os resultados são o reflexo de gentalha desta. O que falta é a dinamização do desporto, é o apoio às colectividades e não a criação constante de entraves.É dinamizando que se encontrarão os melhores atletas é apoiando que os melhores se podem preparar.
O estado demitiu-se só conhece o futebol e aí o bafiento tem razão porque é para a fotografia.

trepadeira disse...

Os vermes estão descarados,cada vez mais.

Um abraço,
mário

Edgar Carneiro disse...

A minha mulher estava escandalizada com esta da "Mocidade Portuguesa" mas eu não acreditei e sugeri que talvez tivesse percebido mal.
Parece impossível!
Isto não vai ter consequências?

Anónimo disse...

Os vermes que são os fascistas estão a mostrarem-se cada vez mais.
Vicky

Anónimo disse...

Já há quatro anos o "pascacio" formulou as mesmas ideias na RTPN sobre falta que faria a (MP) mocidade fascista,nos desportos náuticos...


Abraço

Júlio disse...

E vamos ver como serão os "Para-olímpicos"?!... Como já serão em Setembro devem começar a cair as folhas secas!

Graciete Rietsch disse...

Sobre a organização dos Jogos Olímpicos e presidentes dos Comité Olímpicos pouco ou nada sei. Nem conhecia esse Vicente Moura e as suas tendências fascitóides incomodaram-me muito. Achar que a MP fazia falta na preparação dos atletas é um insulto aos jogos que são dirigidos para a PAZ e União da Humanidade e nunca com o espírito guerreiro da MP.
Gosto dos atletas, gosto das competições saudáveis e há qualquer coisa naqule exibição de beleza e comunhão entre os jóvens que "mal acomparado" me faz lembrar a Festa do Avante.
Mas a Festa é única.

Um beijo.