segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Príncipe Harry – Antes nu, que mal ajaezado!



inútil parasita, 3º classificado na corrida à coroa britânica e que dá pelo nome de Harry, príncipe de profissão, deixou-se fotografar no decorrer de uma orgia erótico-desportiva, completamente nu.
Provavelmente, para se vingar dos aborrecimentos por que passou o seu império dos media exactamente no Reino Unido, o mafioso magnata dos jornais e televisões, Rupert Murdoch, apelando para a “liberdade de imprensa”, um conceito que o deve animar tanto como uma cólica renal, foi o único a publicar as fotografias na terra do “arejado” príncipe.
Ao contrário do que certamente estaria à espera, escândalo... “viste-lo”! A maioria dos britânicos sondados para o facto, aprova a garbosa participação do herdeiro da coroa na animada orgia e não se incomoda peva com as fotografias que testemunham a sua performance.
Dando de barato qualquer pormenor anatómico que possa, por excesso ou por defeito, ser embaraçoso para o amor-próprio dos súbditos de Sua Majestade, compreendo que estas fotografias tenham, possivelmente, sido mesmo um alívio para os britânicos. Realmente, se vai passar a ser um hábito que o príncipe perca a tramontana em locais frequentados por fotógrafos, antes ser fotografado nu, em orgias... do que vestido, mas de militar nazi, como aconteceu há uns tempos.
A coroa britânica já tem a sua dose de embaraços públicos, provocados pelas simpatias nazis de elementos destacados da família real!

12 comentários:

Manuel Norberto Baptista Forte disse...

Mais um "produto da sociedade de consumo".

Antuã disse...

Aquilo é gente de sangue azul!...

trepadeira disse...

Deveriam despir-se dessas simpatias nazis mas,esses monos,sempre foram assim,assarapantados,a descair para aí.

Um abraço,
mário

Edgar Carneiro disse...

Parasitagem de muitas gerações e simpatias nazis que obrigaram o tio avô, Eduardo VIII, a abdicar.

Anónimo disse...

Qual a diferença entre a cruz suástica e a foice e o martelo? Sob a alçada de uma e dos outros foram cometidas as maiores atrocidades de que há memória na história da humanidade, portanto, estão bem um para o outro.

samuel disse...

Anónimo (10:28):

Se eu não tivesse que ir dar milho aos pombos… até lhe deixaria aqui um desenho…

Seja como for, vou deixar a sugestão aos restantes leitores e comentadores, se ainda os houver para este post… para que sejam "calmos" nas respostas às suas tão originais considerações. Afinal, neste blog, eu e a maior parte dos comentadores, somos contra a crueldade para com os animais!

Ah… já me esquecia, enganou-se nessas contas sobre as "atrocidades". As maiores atrocidades foram cometidas sob a alçada da CRUZ… e em nome de DEUS… e duram até hoje!!!

São disse...

O que a ignorância e o preconceito são capazes de engendrar é realmente uma coisa tão espantosa que transcende a minha inteligência!

Tudo de bom

Anónimo disse...

Vai responder-me com desenhos, Samuel, não há por aí melhor argumento? Os comentadores deste blog não serão brandos nas respostas que me darão porque só sabem responder com insultos e baixo nível quando deixam de ter com que rebater ideias opostas às suas. Mas não se preocupe, que a esses ignoro-os eu bem. Sabe que mais? É para o lado que durmo melhor. Até porque o que por aqui não falta é desonestidade intelectual.
Quer melhor exemplo disso? A sua colega de baixo, a São, fala em preconceito da minha parte. Pois bem, digo-lhe que não há proconceito algum e, havendo, é em tudo igual ao dela, que também o tem em relação às pessoas que não pensam como ela. Afinal de contas, porque hão-de vocês insultar os anticomunistas, onde eu, de verdade, não me incluo? Não são vocês também antisocialistas e antisociais democratas? Qual a diferença?

Como vê não o insultei, nem a si nem a ninguém, a ver vamos se terei direito a igual tratamento.

Pintassilgo disse...

Anóhnimo tem a certeza que não insultou ninguém. Certezas são coisas que eu não tenho.

São disse...

ANÓNIMO:
Se o insultei, apresento desculpas pois a intenção não era essa.

Mas , desculpe a frontalidade, não tenho nenhum respeito por quem se esconde atrás de anonimato.Porque o / a senhor/a pode ir ao meu blogue e ler , inclusivamente, tudo quanto tenho escrito ao longo de anos.Coisa que quanto a si, estou impedida de fazer.

Quanto a opções políticas, religiosas ou outras não seja tão apressado em fazer juízos de valores, porque - isso sim - é preconceito.

E para sua informação lhe digo que nem comunista sou , fui ou serei.

Sou de Esquerda, mas jamais enfeudada a Partidos; como sou crente, mas jamais membro de nenhuma Igreja.

E, pode crer, é a última vez que me dou ao trabalho de lhe responder , porque não falo com criaturas sem coragem de dar a cara quando defenden as convicções aque têm direito.

Anónimo disse...

A URSS teve actuações bem graves e Estaline não era propriamente um estadista confiável.




A diferença entre o comunismo e o nazismo é que este criou fábricas de matar pessoas de todas as nacionalidades e idades.



Não será esta uma diferença significativa entre os dois regimes?


FRANCISCO DE SILVARES

Graciete Rietsch disse...

Era bom que as pessoas antes de falar se informassem convenientemente. Mas a História acabará por desvendar certas crenças que andam por aí, abafando as verdadeiras realizações.
Quanto ao Rei Eduardo, também diziam que ele abdicou "por amor".
Muitas coisas se dizem e pouco se procura a verdade.

Um beijo.