terça-feira, 11 de novembro de 2008

Constâncio, o "Magnífico Ignorante"!



O Sr. Manuel Sebastião, que nos faz o obséquio de ser Presidente da Autoridade da Concorrência, nos idos de 2004 fazia parte da equipa de administradores do Banco de Portugal, que tinha, entre outras, a função de supervisionar as actividades dos bancos, como por exemplo, o BES.

Por essa altura, o inexplicável Sr. Manuel Pinho, hoje o conhecido e impagável “entertainer” do Ministério da Economia, era um alto dirigente... do BES.

Acontece que na vida real, estes dois “manueis” são suficientemente amigos para que o segundo tenha passado ao primeiro uma procuração que lhe dava poderes para comprar, vender, organizar visitas, arejar as cortinas, bater as carpetes... o que quiserem, de um prédio que era propriedade de Manuel Pinho, mas do qual o Manuel Sebastião queria um apartamento, prédio esse que, ao que parece, já teria sido propriedade, ou pelo menos morada, de Almeida Garret, o qual está absolutamente inocente em toda esta história.

Por muito que me pareça estranho um “supervisor” do Banco de Portugal ter procurações de um alto dirigente de um dos bancos que supervisiona e não achar isso um bocadinho, digamos, esquisito... mesmo tratando-se de negócios privados, a piada que eu encontro neste caso, mora noutro lado.

Perguntado sobre o que achava desta historieta, Vítor Constâncio, na época chefe do Sr. Sebastião e supervisor principal das actividades do Sr. Pinho, deu a sua resposta mais conhecida, direi mesmo, já “um clássico”:

- Não sabia de nada! *

Claro que não sabia... como no caso do BCP, como agora, nas falcatruas do BPN, etc, etc.

Segundo se diz por aí, o Sr. Constâncio embolsará mais de 20.000 Euros por mês no Banco de Portugal, mais as muitas mordomias. A partir de quantos milhares de Euros é que ele será obrigado a saber realmente alguma coisa sobre qualquer coisa?

* Parece-me que neste caso, quem tinha que dizer algo ao pobre Constâncio, era o Sebastião... o que só reforça a ideia de que o nosso Governador não só não sabe nada, como ninguém o informa de gaita nenhuma. Faz Pena!

13 comentários:

Anónimo disse...

Mais pena ainda faz, depois de se ouvirem as declarações de um accionista do BPN no prós e contras. Este país está mesmo a saque!

Maria disse...

Talvez seja o excesso de euros no fim do mês que lhe tira a capacidade de saber... seja o que for...
(ainda mais quando as suas funções são exactamente de supervisão dos outros bancos...)

Canalhices e compadrios, nesta quinta que é o nosso País...

Abreijos

Anónimo disse...

Coitado do Constâncio, é sempre o último a saber. Por isso ganha tanto, pois,nesta desgraça em que habitamos quanto menos se faz mais se ganha.

Lúcia disse...

Quer-se dizer, Samuel: o que dizes é que isto tem havido interesses e compadrios...Hmmm...ainda levas é com um processo por...sei lá - qualquer coisa. Já se metesses a mão a uns milhõezitos, além de ficares com a conta recheada, contarias com a benevolência do nosso Governo, Banco de Portugal, magistratura, etc... Ora vê lá tu em que crimes ganhas mais, homem. Eu ja´estou a delinear planos prós milhõezitos:)
Beijos

Anónimo disse...

DEixem o homem... é sempre o último a saber! Não será esse o seu papel?, e que tão bem representa!

Anónimo disse...

Ganha muito para saber pouco e quanto mais ganhar menos saberá. O melhor seria NACIONALIZAR o Banco de Portugal.

Justine disse...

Também com esse salário de miséria, quem é que iria esforçar-se por saber? O homem deve andar à procura de um empregozito para poder sobreviver...

duarte disse...

o gaijo parece uma personagem saido da disney-landia... o tio patinhas... atafulhado, no meio de tantos euros,como há-de ver ele coisa alguma...oxalá se afoguem todos no mar de notas,no qual(por enquanto) vão vagueando num bote salva-dívidas!!!
duarte com uma agulha na mão.

Anónimo disse...

Retiro o que disse. O senhor Sebastião, segundo o senhor Pinho, é muito qualificado e até andou na universidade do senhor Obama, logo... é uma pessoa em quem se pode confiar.Eu com fio ou com corda desde que os prendam essas prendas.

BlueVelvet disse...

Ficava muito agradecida se não metesse o meu cão Sebastião nestas badalhoquices.
Ele é um cão honrado, honesto e tem os impostos em dia.
Abreijinhos

Fernando Samuel disse...

Este Constâncio, ignorando tudo o que não quer saber, sabe tudo, isto é: sabe-a toda...


Um abraço.

Anónimo disse...

Gostei muito...

carla

http://www.arte-e-ponto.blogspot.com

Anónimo disse...

Para quê palavras, se o poema diz tudo:
ECONOMIA DO SAQUE
Hoje eu lancei um grito
ao ver carta da Brigada
dizia que em Poço Frito
foi-me viatura multada!?
-
tem o sinal de noventa
com os sinais não brinco
dizem qu'é a cinquenta
ia eu a setenta e cinco!?
-
já se crispou meu rosto
eu disto não me lembro
eu passo lá em Agosto
passei lá em Setembro!?
-
olhem eu fui à alfarroba
fui para o Sítio da Nora
trouxe mais d'uma arroba
se foi seu dinheiro fora!?
-
desenvolvo a economia
já que sou um agricultor
e com esta menos valia
a coisa vai de mal a pior!
-
sabem senhores que acho
numa economia moderna
tem a GNR o seu tacho
os temos atrás e à perna!?
-
eu pago os euros a Fisco
quando tenho a receber
não pagar eu não arrisco
e é melhor já não comer!?
-
em cima anda a Brigada
e na cidade anda a PSP
está armadilha montada
para sacar-me e a você!
-
eu prefiro dar ao pobre
cinco euros para comer
qu'a este governo nobre
que nos come para valer!
-
e eu prefiro dar na Missa
quando vou à eucaristia
do qu'a estes gajos, chiça
que me roubam todo dia!
-
mesmo assim vou pagar
para salvar nossa Nação
numas ondas a naufragar
com uma má tripulação!
-
rouba na rua um ladrão
carro e cassa é assaltada
e é tamanha a confusão
qu'esta Interna faz nada!
-
Pisco