sábado, 15 de novembro de 2008

Deve ser "engenhêro"!




Portugal está a uns euros da recessão. A Espanha, a Alemanha, a Itália... e vai por aí... esses já estão efectivamente em recessão.

Como (por exemplo) a Espanha e a Alemanha, que são os maiores compradores de produtos a Portugal, não vão, milagrosamente, sair da recessão em algumas semanas e estando a generalidade dos portugueses sem poder de compra para poderem minimamente ajudar a reanimar a economia do país por via do aumento do consumo interno, qualquer pessoa no seu estado perfeito de juízo e sabendo ainda menos de economia do que eu (o que não é fácil!...), chega à conclusão de que isso arrastará Portugal ainda um pouco mais para baixo, durante os próximos meses.

Um jornalista incauto, perguntou exactamente isso ao Primeiro Ministro, a meio da minha malga de “gazpacho” com bocadinhos de pão torrado.

Danou-se! Levou logo com aquele “sorriso” crispado de quem está com vontade de enfiar o microfone pelas goelas abaixo ao jornalista.

“Sabe... esse é o discurso típico dos “pêssimistas” (quando se enerva, o sotaquezinho que inventou só para ele, ainda fica pior). Há para aí muitos que adorariam que o país entrasse em recessão... mas a economia portuguesa está forte e preparada e blá, blá, blá, blá, blá, blá...”

Pergunto-me se estas canalhices intelectuais e políticas em que José Sócrates é tão pródigo, implicam algum esforço real... ou se lhe saem assim... naturalmente.

13 comentários:

Anónimo disse...

Não sei se nasceu assim, mas que deve ter levado uma trombada de um camião em pequeno, isso quase de certeza, certezinha.

Abraço e bom fim de semana.

duarte disse...

o "engenheiro" engulio uma cassete ou então tem o disco riscado ou melhor ainda avariou-se-lhe o magalhães... e anda assim à deriva... à procura dos bytes perdidos(ou deverei dizer votos?).
quando isto acabar,nem na worten o querem!!!
duarte sem sofismos

GR disse...

Saem-lhe naturalmente!
Este indivíduo sofre de Transtorno da Personalidade Narcisista.
Caracteriza-se por comportamento arrogante e insolente. Por essa razão mostra atitudes, snobes e desdenhosas, como está num estado muito grave, mente.

GR

GR disse...

Samuel,

Recebi hoje por mail, este poema.
Se me permitires vou dedica-lo ao sr. engenhêro!

O POEMA DA 'MENTE'

Há um primeiro-ministro que mente,
Mente de corpo e alma, completamente.
E mente de maneira tão pungente
Que a gente acha que ele, mente sinceramente,
Mas que mente, sobretudo, impunemente...
Indecentemente.
E mente tão nacionalmente,
Que acha que mentindo história afora,
Nos vai enganar eternamente.

(anónimo)

GR

Maria disse...

Acho que o único curso que ele tirou, e de que tem diploma, foi o de "Como mentir ao povo de quem um dia virei a ser primeiro ministro". Teve muito tempo para praticar. E agora é o que vemos... já se confunde a ele próprio...

Abreijos

Anónimo disse...

O que eu acho espentoso é, também, a falta de inteligência destes gajos ao achar que somos todos estúpidos. É que estes gajos, e este gajo emparticular, nem vê que as suas posições têm a validade máxima de um trimestre. No próximo trimestre - sobre este tema - será desmentido clamorosamente.
Isto é um atentado permanente à inteligência (e à memória) dos outros.
Grande abraço

Cloreto de Sódio disse...

"Engenhêro" e mitomaníaco. Pois é!

Anónimo disse...

Influência da linguagem dos presidentes dos clubes de futebol. A diferença é que, por exemplo, o Luís Filipe Vieira tem razão quando diz que querem abater o Benfica. É óbvio que sim, são os outros quinze clubes que também querem ganhar. Mas o mesmo podem dizer o Soares Franco ou o Pinto da Costa dos seus clubes. Agora que haja um português que queira que as coisas corram mal ao país, só se for doido ou dono de uma casa de penhores.

Anónimo disse...

Por muito que todos os outros entrem em recessão terão muita dificuldade em nos igualar. Não é de estar orgulhoso!

Anónimo disse...

o Senhor Agente Técnico por fax é um aldrabão congénito. Já não há nada a fazer a não ser dar-lhe um chuto no traseiro.

Lena disse...

Que escola fez ele ? não foi a escola do circo por acaso...
Tenho a certeza que não deve haver em Portugal homen mais mentiroso...
isso foi uma aprentissagen e agora com a maturidade ha que é...de saber mentir e levar as pessoas...

um beijo

Fernando Samuel disse...

Nele é tudo natural...

Um abraço.

Anónimo disse...

Andei na escola, fiz a instrução primária, mas a minha patroa percebe de economia doméstica, com ela eu tenho aprendido muito e hoje ao ir a uma feira cheguei a esta triste conclusão de que as pessoas ainda trabalham para ver se conseguem ganhar uns trocados, mas como o poder de compra desceu tanto; nem um chouriço já podemos comprar nesta feira ou numa outra qualquer deste País:
NA FEIRA
vende-se a empreita
e vende-se o esparto
e este povo espreita
disso nunca está farto!
-
e vende-se uma bota
vende-se o cabedal
mas já falta a nota
que isto cá está mal
-
e um carro de mula
na feira vi a vender
mas esta gente fula
já nada disto cá quer!
-
e vende-se um paio
e vende-se salpicão
mas logo eu desmaio
como os preços estão?
-
Vende-se um cesto
feito com boa cana
e vende-se o resto
povo não s'engana!
-
vende-se o moinho
feito com uns paus
com velas de linho
não há os carapaus?
-
vende-se a charrete
e o carro com bilha
erro ele não comete
não quer maravilha!?
-
vende-se o toucinho
vende-se o chouriço
e o povo pobrezinho
nada já compra disso!?
-
vende-se uma caixa
feita de boa madeira
e este povo não acha
os euros na algibeira!
-
vende-se uma boneca
vende-se o candeeiro
mas levado da breca
nada vende tendeiro!?
-
vende-se uma estrela
feita de miolo e figo
não passa pela goela
deste povo mendigo!
-
e vende-se um bolo
e vende-se um folar
mas este povo tolo
parece comer do ar!?
-
vende-se a bijuteria
a de desempregada
e lhe falta a alegria
a pobre vende nada!?
-
vende frasco de mel
também se vende pão
para uma mulher fiel
fazer parca refeição!
-
e estas gentes nobres
por belas coisas fazer
cada vez mais pobres
vão daqui sem vender!?
-
Pisco