quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

João Proença – O buraco é mais em baixo...


Enquanto PSD e CDS-PP insistem na triste figura de vassalos que querem “ir mais longe” do que lhes é exigido.
Enquanto o PS faz de tudo para parecer que se opõe à troika e ao pacto de agressão aos trabalhadores, que ainda há poucos meses assinou, com o qual (afirma Seguro) tem «pontos de vista bem divergentes».
Enquanto PCP e BE dizem – e muito bem! – que este programa de austeridade não resulta.
Enquanto a própria troika declara que não tem a menor intenção de renegociar seja o que for...
...enquanto tudo isso, há um português que vê a luz! João Proença, declara, solene, ter «sentido muita compreensão» por parte da troika para com os problemas portugueses.
Não há dúvida! Sempre que se pensa que este homem já bateu no fundo... ele encontra sempre maneira de descer mais uns degraus da sua longa escadaria rumo à irrelevância, ao ridículo, à abjecção, à rendição total.

23 comentários:

Anónimo disse...

De facto PCP e Bloco dizem. Eu às vezes também digo imensas coisas, especialmente se não tiver trabalho nenhum a apresentar. Não tendo que fazer nada é certinho direitinho ser o único com razão.
Pois, Samuel, eu não daria Passos e também não garanto que o futuro é Seguro, mas sou capaz de apostar que não será um Bloco como o PCP a encontrar o caminho das pedras.
Palavrinha, vocês já chateiam com essa mania de ter o código postal da Terra Santa.

samuel disse...

Anónimo (00:18):

Pronto... temos pena! :-)

...mas vocês deviam rever essa cassete do "não ter trabalho a apresentar", ou "não propor alternativas", ou "não fazer propostas".
É que é tão mentira... que não abona nada em favor, ou da honestidade, ou da inteligência de quem a usa.

Provoca-me disse...

Vejo muitos camaradas porem de parte algumas posições do Bloco. Fico feliz que aqui o camarada não o fez. Todos erram. E um dos males da esquerda neste momento é fechar demais as coisas. Longe de mim dizer que o Bloco só faz coisas boas. Mas estamos em acordo em tantas coisas. E foi bom saber que o camarada não escondeu que isso é uma verdade.

Provoca-me disse...

O Homem até tem cara de lagosta. Nota-se a quilómetros de distância que este pacóvio vive bem acima da média, e está bem reconfortado com os governos de direita por trás.

Provoca-me disse...

Claro está que se este pavão está do lado do patronato, e que vive às custas dele que os vai defender até ao limite.

do Zambujal disse...

Deixa lá, Samuel. Nós é que temos a cassete que eles põem a tocar com meses... e anos de atraso e quando já é tarde.
Quanto ao Pró ença, aquilo começa a ser dó ença.

Grande abraço

Zé Canhão disse...

Os anónimos nazis estão muito activos.é preciso cortar-lhes os cornos.

Antuã disse...

Só o Proença pode descer tão baixo como o Proença. Tem como acólitos uns nazis que por aqui aparecem.

Pintassilgo disse...

PPorque é que os nazis vêm em bandos defender o Proença?

Anónimo disse...

Existe gente assim! Enterram os outros e eles conseguem viver à sombra das bananeiras que por vezes escodem as suas próprias viboras!!!
A NOSSA LUTA CONTINUA!
Saudações
Vicky

salvoconduto disse...

Pelos vistos ainda convence alguém, a fazer no anónimo das 00:18.

Abraço

Manuel Norberto Baptista Forte disse...

João Proença, quanto a mim, e em termos do exercício do cargo que apregoa que é mas não é, só o encaro como mais um divisionista da sociedade Portuguesa. Não gosto de pessoas que dão uma no cravo outra na ferradura.

Eduardo Miguel Pereira disse...

O que eu mais gosto no Proença é daquela belíssima arcada dentária !

Com tanto dinheirinho que os amigos do patrontato lhe têm dado a ganhar, o homem ainda não arranjou uns "tustos" para arranjar aquela bocarra ?

Anónimo disse...

Caro Samuel,

É com alguma tristeza que constato estar o seu blog a enveredar por um caminho a todos os títulos lamentável. Não insulte de forma gratuita quem não pensa como você pensa. Nao ofensa quem não pensa que a luta de classes é o rumo para a felicidade. A diferença de opinião é um dos suportes do sistema democrático. E é bom que haja que pense de forma diferente de nós. O que queria você? Todos a pensar da mesma maneira? Porque raio há-de você insultar e maltratar o João Proença apenas porque ele não agiu da forma que você esperava? No meu entender, ser-se comunista, desde que não sectário, é também respeitar o próximo e as suas opiniões. E que assim, não o fazendo, como você diariamente o faz, mais parece um salazarista. A sério, não me leve mal, mas já parou para pensar nas semelhanças que existem entre o seu pensamento e o pensamento da outra senhora?

Saudações

António Ramos

Graciete Rietsch disse...

Já nem a designação de traidor merece. Ele desce bem abaixo.

Um beijo.

samuel disse...

António Ramos:

Primeiro, não fique "triste"... não merece a pena. :-)

Segundo, ao preço a que está o acesso à internet... não há "insultos gratuitos" na blogoesfera.

Agora a sério, não estou de acordo com muito do que disse... mas ainda bem que o pode dizer.

Quanto à "lavagem" do Proença... não vale a pena perder tempo. Existem milhares e milhares de pessoas que não pensam como eu, mas que admiro. Não é de todo o caso dele!

Obrigado pela atenção.

trepadeira disse...

Pois como é que não há-de ver a luz convertido como está,há muito tempo,ao s exploradores.
Pode ser que ainda vá para algum convento.

Um abraço,
mário

Anónimo disse...

Caro Samuel,

O que eu gostava, sinceramente, era que os adversários, aqueles que pensam de forma diferente da nossa, ainda que com toda a legitimidade, fosse derrotados pela força das ideias e não através do insulto e da arruaça. Porque assim, ao fazê-lo, mesmo que tenha toda a razão do mundo, acabará por perdê-la. Claro que eu também não compreendi a atitude do João Proença. Mas daí a insutá-lo, apenas porque não agiu de acordo com o seu pensamento...
Acho que devia pensar, não apenas o Samuel, mas todos nós os que somos de esquerda, da verdadeira esquerda, é nos motivos que levam os partidos de esquerda, nesta conjuntura de crise como nunca se viu, a estarem cada vez mais longe das vitórias eleitorais, aos contrário dos da direita, que ganham eleição atrás de eleição onde quer que as haja por essa Europa fora.
Já reflectiu nisso? E a conclusão chegou? A ver se a partilha aqui no blog, ao invés de chamar nomes a tudo e todos os que pensam de forma diferente da sua. A sério, é coisa que não lhe fica bem. E, parece-me, é não condiz consigo, pessoa bem formada e informada, como parece ser.

Saudações

António Ramos

samuel disse...

António Ramos:

Por qualquer razão que me escapa… resolveu repetir-se, carregando ainda mais nas cores. "Insulto e arruaça"? Francamente…

Mas como me fez uma pergunta concreta… ainda que esteja longe de poder responder em "cientificamente", aí vai o que me ocorre dizer:

Em tempos de dificuldades e de crise, embora a esquerda consiga ganhar alguns votos vindo de trabalhadores e demais cidadãos a quem as adversidades fazem tomar consciência, aquilo que se vê é que o discurso populista e fácil da direita arrebanha o eleitorado.
Em tempos de penúria é muito fácil "mobilizar" a ignorância, o racismo, o egoísmo, com discursos contra os emigrantes, contra os comunistas, contra os deputados, contra os políticos, contra a política…

E pronto… agora um grande favor que me fazia, era deixar esse discurso moralista sobre o que me fica bem ou deixa de ficar. A sério! Não se preocupe tanto comigo… :-) :-)

Saudações.

Toino disse...

O Domingo de Ramos aparecerá daqui a 5 semanas. No Domingo imediataamente antes da Páscoa.

Olinda disse...

Todos os bajuladores-sem-vergonha,ficarao para a história,como isso mesmo.Uma canalhada vendida ,ao serviço do capital.

Bolota disse...

Esta é a imagem completa de um alarve.
O Proença é um alarve vendido ao capital. Tentei dizer de outra forma, mas foi a que melhor me ocorreu. Alarve

Valentim Santos disse...

O debate "camaradas" o debate,não insultem ,soltem a inteligência se por acaso estão interessados em debater,atenção o debate é isso mesmo ,contrapor ideias ou então voltamos a "quem não está comigo está contra mim" TUDO PELA NAÇÂO.