quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Álvaro Pereira – Ó Álvaro... andaste com sorte!


Não sei se alguma vez vos tinha confidenciado que gosto muito do Agostinho Lopes. Se não tinha ... digo-o hoje.
Gosto muito do Agostinho Lopes!
         ... e ainda por cima, é um diplomata! Sim... que perante aquele argumento tão canalha quanto estúpido, sobre os “constantes ataques do PCP aos emigrantes”, saído do cérebro infecto do incompetente que faz de ministro da economia, o Agostinho Lopes ter-se ficado por um singelo “não diga asneiras, porra!”, é um belo exercício de calma, presença de espírito... e contenção verbal.

15 comentários:

Paulo disse...

Quem não gosta do AL? quanto à contenção foi excelente, pois se ele tem usado uma das expressões que cá por Braga se usam então é que era o bonito.

Anónimo disse...

Caro Samuel,

Onde está a novidade? A novidade existiria, sim, se escrevesse que não gostava muito, ou por aí além, do Agostinho Lopes. A questão é: haverá algum deputado ou membro do PCP de quem não goste? Era capaz de apostar singelo contra dobrado como não será capaz de mencionar um só nome. A isso, não me leve a mal, chama-se sectarismo. Ainda que concorde consigo no que escreveu sobre a resposta do Agostinho ao Ministro da Economia.

Saudações

António Ramos

Antuã disse...

o que é que o Agostinho quer? A besta só sabe dizer asneiras.

trepadeira disse...

E,para quem ainda não gostava,deve ter ficado a gostar.

Um abraço,
mário

P.Clé disse...

Só um homem como o AGOSTINHO é que poderia ser tão contido. É que já não há paciência para aturar estes que já me esgotaram os adjectivos. ATÉ DIA 11.

Pata Negra disse...

só porra?! foi contenção a mais! com mais uns porros a coisa seria mais notícia! Bem, pelo menos serviu para mais uns fregueses conhecerem o Agostinho!
Um abraço e-i-migrante

samuel disse...

António Ramos:

Vejo que deve ter tirado um prazer especial em falar do que não sabe...
Já gostei de gente que agora detesto.
Já tive má impressão de pessoas que passei a admirar.
Quanto à esmagadora maioria, que não conheço pessoalmente... não gosto nem desgosto.

Isto vale tanto para deputados do PCP, como do PS, como do BE, como de cidadãos sem qualquer actividade política.

Seja como for, acho que já deve saber que é assim... mas não resistiu à tentação. :-) :-)

Saudações.

Aristides disse...

Samuel, vais-me desculpar, mas se não houver um deputado de quem tu, obrigatoriamente não gostes, só podes ser um sectário da pior espécie. Corres até o risco de te tornares sectário-geral.
Agora a sério, o Álvaro, na sua pose, entre o pânico e a tentação do insulto fácil e irracional, escolheu mal o alvo e a argumentação. E é esta gente que nos governa, porra!

brigantino disse...

Também eu gosto muito do Agostinho!Só que desta vez foi demasiado "piegas"...Aliás, andamos todos a ser piegas de mais. Isto só lá vai à estadulhada, com se diz por estes lados!...
E também no Terreiro do Paço, no dia 11...sem pieguices!

Ana Martins disse...

Sim, sim. Eu cá também acho que o Agostinho Lopes se enquadrou muito bem no esforço pátrio de contenção! :)

Até Sábado!

Olinda disse...

O alvaro tem tanto de incompetente,como de provocador.

Provoca-me disse...

Eles tiram a paciência toda, portanto é de admirar que os deputados justos e que defendem o povo um país melhor não se deixem cair e dizer asneiras e mandá-los para certos sítios.

Graciete Rietsch disse...

O álvaro( não consigo escrever com maiúscula), merecia uma outra palavra.
Porra é demasiado brando.

Um beijo.

Anónimo disse...

Gostei! Gostei! Porque apesar do que me ensinavam em pequena, quando vejo alimárias como aquele Álvaro, também não me contenho.
Ah! GRANDE Agostinho Lopes!
Até ao próximo dia 11 de Fevereiro em Lisboa.
Saudações fortes! Vicky

Elísio Alfredo disse...

Gostas tu, gosto eu e acho que gostamos nós todos (excluo alguns dos anónimos anónimos...). Mas como disseram alguns atrás "Só porra!?"... O Agostinho o que devia de ter à mão era um gato morto e sei eu para o quê...