terça-feira, 11 de maio de 2010

Bolçar valores


Atente-se na rica variedade de papas que aqui juntei, especialmente na “feliz” frase publicitária da “Predilecta” e na tão politicamente correcta cachimbada que os bebés fumavam, antigamente, logo a seguir ao seu prato de saudável papa Maizena.

Por estes dias, o panorama televisivo nacional mais parece uma competição feroz entre as várias marcas de farinhas lácteas, para ver quem nos consegue impingir mais “papa”. O senhor Ratzinger aí está! Dando apenas umas pequenas abébias ao Benfica, está em todo o lado, impondo-se (hábito antigo!) a toda a gente, mesmo gente que tenha outras crenças, mesmo gente que as não tenha de todo.

Ficar-me-ia alegremente por esta irónica piada das papas, quanto mais não fosse para não arriscar pisar aquele risco em que se começa a magoar os cristãos de boa fé, não fosse o azar de ler em vários títulos de jornais que o senhor Ratzinger, de nome artístico, Bento XVI, traz mensagem a uma «Europa decadente de valores».

Por um lado é verdade. Esta Europa está decadente e muitos dos “valores” que ainda preza estão depositados em “off-shores”. Porém, por outro lado, este Papa devia ter a lucidez de saber que nos tempos que correm não devia ousar ter a desfaçatez de esticar o dedo para quem quer que fosse, apregoando valores e verberando a decadência. Se o Papa e o Vaticano tivessem um pingo de vergonha na cara, teriam cancelado esta e quaisquer próximas viagens sumptuárias do seu Chefe de Estado. Por muito que seja preciso desviar os olhares... por muito que seja necessário ir alimentando a mega fraude de Fátima, talvez o único “conto do vigário” em que os vigaristas não se importam de ostentar precisamente o título de Vigário.

Por estes dias, os únicos “valores” do Vaticano em que muita gente tem os olhos postos, são as justas indemnizações que venham a conseguir em tribunal, provando, uma após uma, as centenas e centenas de acusações de crimes de pedofilia que recaem sobre a Igreja Católica e alguns dos seus sacerdotes.

13 comentários:

Nelson Ricardo disse...

Talvez Ratzinger não tenha a capacidade de ver como a ICAR contribuiu grandemente para essa decadência de valores.

O Puma disse...

Receio que não chova

filipe disse...

Estas declarações, de incomensurável cinismo, são verdadeiramente de "bradar(mos) aos céus"!

do zambujal disse...

Ao ler a tua mensagem Muito boa, como sempre...) tive uma ideia.
Bolçar valores? Está certo, mas com outra grafia, com bolsar em vez de bolçar, ainda fica melhor.
Bolsar no mesmo sentido de bolçar = a lançar fora, vomitar, mas através das Bolsas! Qu'é qu'achas?
Criei um neologismo neoliberal?

Abraços

Jeremias disse...

Olha amigo Samuel eu de papas fico-me pelas de abóbora, digo... uma maravilha, a gente Papa aquilo com ou sem açucar.
Agora já o meu avô me dizia que o futebol e a igreja só servem para enganar o Povo ... não é por acaso que o ministerio dos negócios estrangeiros dá a cobertura a esta treta.
Mas como diz o outro com papas e bolos se enganam os tolos...e assim vai este país - recordando os tempos em que a televisão ainda nos dizia alguma coisita.

Cumprimentos

Graciete Rietsch disse...

Nada a dizer. Apenas lamentar!!!!!!

BEIJOS.

GR disse...

PUMA,
Além de ter fé,tenho muitos nabos sequiosos e grande alergia, o meu médico diz que passa com MUITA chuva.

Samuel,
Só tu para nos fazer sorrir, nestes dias decadentes.

Um Gr Bj,

GR

Antuã disse...

Os valores do Vaticano são os do dinheiro.

albano ribeiro disse...

Aí está um país de joelhos.
As genuflexões fazem bem
Aonde vai parar este país
Abraço

Irlando disse...

Como foi possível,esqueceres a mais famosa das "papas",mais antiga que o
Papa.oferecia carrinhos e, bolas de borracha.Nada mais ,que a farinha
"Amparo"

Luis Nogueira disse...

Meu deus, que baixo desceram os mações... até já pagam as papais rebaldarias. Já se lhes conhecia a ligação c/ a opus dei, vide, Bochechas/Santa de Entrecampos mas isto...
Ainda por cima no Terreiro do Paço, um insulto ao grande Marquês que meteu os sotainas na ordem. E não chove, raio! E não chove uma coisa que eu cá sei!...

Luis Nogueira

Maria disse...

Excelente!
Que nunca te doam as mãos...

Abreijos.

Fernando Samuel disse...

Quer isso dizer que a Igreja decadente de valores traz uma mensagem à Europa decadente de valores...

Um abraço.