segunda-feira, 10 de maio de 2010

Por uma boa causa...



Ontem, depois de uma longa viagem até Lisboa, estivemos a pontos de nos atrasarmos para um compromisso, engarrafados com mais umas centenas de automobilistas na confusão provocada pelo corte de trânsito na frente ribeirinha do Terreiro do Paço, ditado pela montagem do palco para o próximo megaconcerto do Papa Ratzinger. Passada a irritação, vistas bem as coisas e o gigantismo da instalação para o espectáculo, entendo melhor o verdadeiro sorvedouro de dinheiro que aquilo pode ser e as prementes necessidades de financiamento da pobre e santa madre igreja.

Sempre pronto a ajudar, lembrei-me de uma boa maneira de arranjar mais um bom patrocinador para o mediático evento. A COMPAL! À histórica marca de bebidas e conservas não falta o dinheiro e ao Vaticano não falta lata. Poderemos bem assistir ao aparecimento de uma linha de vários sabores de “Sumo Pontífice”, enquanto o Vaticano terá apenas que dar mais uma prova da sua mítica elasticidade de rins, autorizando a pequeníssima alteração de apenas uma letrinha... o que permitiria ao Papa celebrar ali uma

“Missa Compal”

Sei lá... é apenas uma ideia...

14 comentários:

Jorge S. disse...

Caro amigo, eu acho que o Pontífice já não tem Sumoe. Defacto uma ajudinhada Compal, oferecendo um pouco de Sumo ao Pontífice seria uma atitude louvável.Era uma ação que não se esquceria mais.

Maria disse...

Aliás, perfeitamente inofensiva...
Vou pirar-me da capital por uns dias para não ficar 'engarrafada'...
(já agora nem 'enlatada')

:))

Abreijo.

do Zambujal disse...

Boa!
Exportar é preciso.

Grande abraço

salvoconduto disse...

Lembras-te de cada uma! Olha que eu consumo produtos dessa marca, porque me disseram sempre que azedava menos e vens agora tu com essa!

Frescata disse...

Frescata a tua lata não é compal.

À missa vieste com sapatos de cortiça e por cá cantando e rindo encostado á cultura que o povo vai pagando e não bufando. Bibo twenty five bibos compadris. Que não se zanguem e digam LIBERDADES!

Manuel Norberto Baptista Forte disse...

Bem se dispensava esta visita, que NADA vem trazer de mais valia ao povo português, e sempre se poupava uma avultada quantia em euros de que o País, tanto necessita.
Que "moral" tem este (des)Governo ou qualquer um outro que assim procedesse, quando apela a contenção e diz já fastidiosamente que tempos dificeis se avizinham, ou já cá estão, e levamos a seguir com a visita do presidente do Vaticano, com todas as despesas inerentes que desta megalomania advêm?.
Sinceramente, começa a repugnar-me tanta falta de verdade na Governação de um País, quando sei que há fome e deficiente viver,no mesmo País que a seguir, pura e simplesmente, ostenta.
ABAIXO A MENTIRA.

Milan Kem-Dera disse...

Este, sim, o verdadeiro "sumo" pontífice!
Excelente post!
Uma boa maneira de rir... com a triste pobreza de espírito deste povo de imbecis!
Os meus aplausos...

Mar Arável disse...

Nem seria preciso

muita lata

Anónimo disse...

Bem disposto, apesar das patifarias que se cometem diariamente contra quem trabalha e paga esta choça toda.
Genial!

Fernando Pinto

Irlando disse...

Desculpa Samuel,mas,prefiro "sumo" natural,de preferência de uva preta.

Antuã disse...

Uma lata de sumo Pontífice não estará envenenada?!...

Méon, disse...

Na mouche!
Ao nível dos melhores "amem-doins"!

Portugal no seu melhor. Mas nem assim conseguimos a medalha de "presos e altares" nos jogos olímpicos da imbecilidade!

Fernando Samuel disse...

É uma excelente ideia com a qual ambos os patrocinadores ganham que se fartam...

Um abraço.

Cloreto de Sódio disse...

Ri. A valer.