segunda-feira, 2 de abril de 2012

Mentiras – O dia seguinte


Ontem foi o famoso "dia das mentiras". Dei uma volta virtual pelos frontispícios de variadíssimos jornais, na sua versão online... e nada. Não consegui vislumbrar sinal das costumeiras mentirinhas de todos os anos. O que me levará a uma de três conclusões prováveis:
1. Estou a ficar pitosga.
2. Já nada do que venha escrito na primeira página de um jornal me parece mentira.
3. Os jornalistas que costumavam ser encarregados de inventar essas pequenas e quase sempre risíveis "mentiras" estão conformados e desistiram. Já devem ter chegado à conclusão de que não é possível, em apenas um dia, competir com os membros do governo, mais os grandes “gangsters” do capital que mandam nos membros do governo, mais os próprios jornais em que trabalham, na maioria já há muito propriedade dos mesmíssimos “gangsters”... todos juntos e apostados em nos soterrar de mentiras descaradas, ou mesmo criminosas... durante todos os dias do ano.

13 comentários:

Maria disse...

Vou mais pela 2...

Abreijos.

Rogério Pereira disse...

A três. Pois que não há uma quarta. Esta poderia ser ter-se invertido o sentido: O dia 1 ser o único em que os jornais falariam verdade, sem que se garantisse a adesão de toda a redacção...

relogio.de.corda disse...

Para quê mentir neste dia quando a mentira já é normalíssima nos restantes? Claro... assim não tem piada pregar mentiras no dia 1 de Abril. E eu que gostava tanto duma mentirinha divertida neste dia! Também fiquei desiludida.
Já não há mentiras como antigamente mas no que toca a mentirosos... Ui! Crescem que nem cogumelos!!

Anónimo disse...

Boa,é isso mesmo! Tanto mentem todos eles que não necessitam de um dia especÍfico para o fazer.
Vicky

Graciete Rietsch disse...

É verdade. Os jornais estão carregados de mentiras todos os dias de todos estes anos.

Um beijo.

Antuã disse...

Eles não sabem abrir a boca que não seja para mentir.

trepadeira disse...

Parece ter de se fazer ao contrário,procurar alguma verdade só no dia das mentiras.

Um abraço,
mário

José Rodrigues disse...

A mentira é um recado,
Do explorador bruto e vil.
Vamos lutar p'la verdade,
Com as conquistas de Abril.

Analistas e politicos ronhosos,
Infectam e criam o ambiente.
São os fascistas saudosos,
É preciso avisar toda a gente.

Abraço

jrd disse...

O dia um de Abril já não é o que era, porque esta gente vulgarizou-o!

Graça Sampaio disse...

A tradição já não é o que era! Antigamente os jornais traziam uma mentira daquela no dia 1 de Abril; agora trazem-nas todos os dias e mais do que uma...

Olinda disse...

Estão tão habituados a mentir,seriamente,que se esquecem que há um dia para mentir a brincar.

Pata Negra disse...

A minha é: eles não são mentirosos, eu é que sou!
E ainda: não deixo abraços!

Vasco Reis disse...

O jornalismo é assassinado todos os dias é o que vende,é uma triste verdade,alucinados,pais de família avós,meninas ...marjoretes,tipos que vociferam contra as injustiças,etc etc.Comem palha e crimes mais má lingua ao pequeno almoço.
Nem avisando a malta,eles vão lá.