sexta-feira, 6 de abril de 2012

Angola – Ainda bem!


Ainda bem que Angola é um país independente. Ainda bem que dei a cara por essa independência quando isso era arriscado. Ainda bem que Angola está festejando dez anos de paz. Ainda bem que, ao que parece, o governo está decidido a pôr no terreno programas de combate à esmagadora taxa de analfabetismo e à vergonhosa pobreza (mais vergonhosa ainda, atendendo aos espantosos recursos do país) que massacra grande parte do povo.
Ah... e “ainda bem” que o presidente José Eduardo dos Santos, reconhecendo que há milhões a viver na miséria, resolveu pedir à UNESCO que acompanhe de perto o combate à pobreza (pequena notícia do CM, sem link)... pois se tem pedido o mesmo tipo de “atenção” a alguma organização que se dedicasse, não a acudir aos pobres, mas sim a investigar seriamente e combater consequentemente as causas dessa pobreza, os promotores das festas multimilionárias da elite de Luanda, muitos generais, muitos quadros superiores do partido do governo, o próprio Presidente e, muito particularmente, a sua filha Isabel dos Santos, poderiam ver-se em muito, mas mesmo muito maus lençóis!

19 comentários:

Anónimo disse...

que belo trio, aqui está!!!

vovómaria

trepadeira disse...

Alguém terá por lá deixado os livros.

Um abraço,
mário

Luís Coelho disse...

A podridão da politica é universal

Manuel Norberto Baptista Forte disse...

Angola, um País imenso com imensos recursos, mas também onde a maior parte do Povo... sofre com a miséria, e a falta de meios. Suprema ironia num País que tem como recursos naturais: a qualidade do seu solo, o petróleo, os diamantes... ...
Numa coisa o Povo angolano está equiparado ao Português; na desgovernação.

Antuã disse...

Ai Agostinho Neto o que fizeram do teu País!...

Bolota disse...

Tou baralhado...mas Angola deixou de ser um covil de comunistas para que a quadrilha do Cavaco não sai de lá???

São disse...

Só me lembro de "O Triunfo dos POrcos", francamente!


Bons sonhos.

Graciete Rietsch disse...

O que fizeram à herança de Agostinho Neto e de tantos outros que lutaram por um país livre da opressão, da fome, do analfabetismo, da miséria, no terrível tampo do fascismo?
Que fizeram de Angola, país tão rico e tão pobre?

Um beijo.

Olinda disse...

É uma vergonha tanta corrupção.Quem sofre é o povo.Para a nossa geração,que demos a cara,contra a guerra colonial,é muito doloroso assistir ao que se passa na Pátria de Agostinho Neto.

salvoconduto disse...

Há tanta gente a revolver-se nos túmulos...


Abraço.

Vasconcelos Pires disse...

Afinal diziam cobras e lagartos dos colonialistas e agora ?
Só queriam ver-se livres dos tugas a coberto de uma ideologia que serviu de capa para de uma forma ainda mais sanguinária,brutal escravizarem o povo.Dantes serviu o branco contra o negro,agora estão bem,é o negro contra o negro.

samuel disse...

Vasconcelos Pires:

"Afinal diziam cobras e lagartos dos colonialistas..."

E diziam muitíssimo bem!!!

Não confundamos tudo!
Não se trata de brancos contra pretos, nem pretos contra brancos, nem pretos contra pretos...

São os exploradores contra os explorados. São os corruptos contra as pessoas honestas e trabalhadoras.

É a exploração capitalista!

Afonso Jorge disse...

Boas tardes.
É a 1ª vez que comento embora seja sempre com agrado que tenho acompanhado o seu blogue.
Se o seu post analisa acertadamente a situação de Angola, o seu comentário das 16:59 completa perfeitamente a sua análise.
Muitos cumprimentos
Afonso Jorge

Vasconcelos Pires disse...

Então o partido do poder, não é o
M:P:L:A:? Qual é a ideologia do partido? Não era de orientação marxista? Anti-Capitalista?
Agora são capitalistas?
Dá jeito! Não é?
Marxistas corruptos não existem.
Ficamos a saber óh Samuel.

Filipe Barros disse...

Afinal diziam cobras e Lagartos...
E destes Que escravizam o seu próprio povo? Não são piores?
Eu digo para se libertarem e acabarem como estão, tenho dúvidas que a troca tenha merecido tanta vida.
As razões morais falsas de um lado e outro,deram no que estamos a assistir.O PCP ainda não o vi condenar o partido "irmão".
E depois digam que não existem bruxas!

samuel disse...

Vasconcelos Pires:

Ó Pires... eina ca comentário tão inteligente!!! :-) :-)

samuel disse...

Filipe Barros:

Ó Barros... mas vocês andam aos pares? :-) :-)
Não são piores nem melhores do que o Passos, o Relvas, o Gasparzinho... e o exercito de capitalistas que mandam neles.
Não é uma questão de cor de pele!

Filipe Barros disse...

É! É ! É uma questão de cor da pele foi assim que foi proclamada,O branco tuga contra o preto nacionalista,cá os negros não existiam,lá os brancos não riscam,e melhor só certos e poucos negros de uma tribo muito minoritária.

João disse...

Oh Pires, já que o Samuel não teve pachorra, deixe-me lembrar-lhe que sim o MPLA abandonou a "orientação marxista" e entrou na Internacional Socialista.