sábado, 24 de julho de 2010

Salazar – Fantasma pendular



De tempos a tempos, qualquer coisa na conjuntura política ou social do nosso país, convence os fascistas, saudosistas do fascismo... e os seus sucedâneos, de que está na altura de fazer mais uma campanha de “lavagem” e promoção de António de Oliveira Salazar, o bandalho que governou Portugal durante 48 anos do século passado, até pouco antes do 25 de Abril, quando os seus seguidores foram apeados pacificamente... e infelizmente, sem arcarem com as consequências dos seus crimes.

Esta semana, pelos vistos, é mais uma dessas alturas. A revista “Sábado” dedica-lhe a capa e desencantou mais umas minudências sobre o criminoso ditador (que não li). Ao mesmo tempo, as televisões têm repetido como papagaios uma notícia vinda da “Bloomberg”, apenas aqui e ali se vislumbrando um lampejo de sentido crítico... talvez um vago rebate de consciência.

Resumindo, a “Bloomberg” decretou que Salazar foi um grande investidor, quiçá o melhor que Portugal já teve. Isto, basicamente, por ter acumulado enormes quantidades do ouro, por troca com conservas e, principalmente, volfrâmio. Alguns dos papagueadores da notícia até especificam qual a época a que se refere esta fúria amealhadora de Salazar... mas desgraçadamente, esquecem-se de que todo esse ouro não alterou em nada a cinzenta e pesada miséria do país. Esqucem-se igualmente de dizer que a maior parte desse ouro foi arrebanhado durante a 2ª Guerra Mundial e veio das mãos sujas de sangue dos nazis, que o roubaram aos judeus, sendo que o mais macabro é saber-se que muito do ouro não saiu de cofres de bancos, antes foi proveniente de anéis, cordões, pulseiras, relógios, etc., até mesmo dos dentes, retirados aos milhões de vítimas, homens, mulheres e crianças, que Hitler enviou para os campos de extermínio.

Claro que por detrás de uma organização está sempre alguém e a “Bloomberg”, organização inteiramente dedicada à religião do dinheiro, com canal de televisão próprio e “missas” todo o dia, não é excepção. Quem está então no topo desta “Bloomberg”? O fundador, Michael Bloomberg, um escroque estadunidense que para além desta “missão” ao serviço do “deus capital”, decidiu igualmente ser político. Para isso, ele que tinha toda a vida andado pelas águas do Partido Democrata, “tornou-se republicano” e foi por esse partido que “adquiriu” o lugar de Mayor da cidade de Nova Iorque. Já por três veses. De todas as vezes investiu nisso várias dezenas de milhões de dólares da sua fortuna pessoal (a oitava dos EUA) tal o grande interesse em ocupar o lugar, função que vai equilibrando com a avalanche de escândalos e processos por assédio sexual a assalariadas (e assalariados).

E perguntam vocês, “ó Samuel, e o que é que este Michael Bloomberg tem de especial para lhe dedicares tanta atenção, já que está visto ser uma pouca de merda igual a tantas outras?”

Simples. O elogio de Salazar, parceiro de negócios de Hitler e agora “promovido a grande investidor” é particularmente asqueroso por vir de uma organização e de um homem neto de imigrantes que, nos idos de 1900 foram para os EUA fazer pela vida.

Ah... esquecia-me... eram judeus!

21 comentários:

Maria disse...

Terás dito tudo.
Um dia a História há-de fazer-se!

Abreijos.

Anónimo disse...

Samuel, hoje apetece-me contar uma história que ma contaram nos dias que correm, mas que deveria ser, mas não é, mais própria dos tempos que os Bloomberg recordam com tanta saudade e, ao que parece, vontade de voltar a viver.
Um casal, muito benemérito e religioso como convem, dono de uma fábrica paga aos seus operários salários abaixo do SMN. Mas o medo é muito,não só na fábrica como no meio social em que esta se insere.
Eles não se queixam, mas um Partido, o que está sempre presente sejam quais forem as condições, levou o problema à AR e exigiu a intervenção da AGT. Esta confirmou tudo o que esse Partido, evidentemente o PCP, dizia e intimou a empresa a repor a legalidade e, creio, a pagar os retroactivos. Militantes do PCP foram à porta da empresa distribuir um documento dando notícia do acontecido. Eis que a patroa vem cá fora dirigindo-se ao carro de apoio, arrancando uma faixa e dizendo que a rua era dela. Enquanto tinha este comportamento bloombergiano, passou uma viatura da GNR que calmamente seguiu o seu caminho.
Esta é uma história real, não é ficção, acontecida num concelho do interior do distrito do Porto que já teve como Presidente da Câmara um individuo que resolvia os problemas a murro mas com quem, pelos vistos, a Justiça não conseguiu acertar as contas. Por este País passou Abril, mas, com a luta de quem o tem no seu coração, haveremos de retomar o seu rumo. E todos os dias podemos fazer um pouco para que tal aconteça.
Do Norte, um abraço
Valdemar

Graciete Rietsch disse...

Querido camarada Samuel
Este teu post já faz parte da HISTÓRIA, que um dia contará a verdade.

Um beijo.

Retornado de Angola disse...

A despropósito temos que lembrar que o nosso Sócrates e Cavaco andam a entusiasmar a lutar contra a crise investindo em Angola.

Em Angola não se «investe», mas sim «arrisca-se».

A ingenuidade e a falta de prespectivas leva esta gente a ir "para Angola e em força" como dizia à 50 anos o Botas.

Depois dizem que Angola é caloteira, quando a culpa é dos investidores portugueses.

Nem com a China aprendem.

Em Angola não se fazem negócios com dinheiro, porque dinheiro nas mãos de angolanos é como manteiga em focinho de cão: desaparece!

Em Angola o negócio chama-se «permuta». Permutas por petróleo ou outras matérias primas.

Sem segurança ninguem deve «arriscar» em Angola, para não perdermos o amigo.

Cumprimentos

maia disse...

Pois eles andam por aí, espreitando, aparecendo, parece de mansinho, qualquer dia ás escâncaras. Eles, sim, os fascistas. Porquê agora? Os historiadores, historiam, os Jaime Nogueira Pinto, professor universitário, parece ( que ensina uma criatura que ainda ontem defendia Savimbi e agora já o actual Governo de Angola é que sim). Tem hoje um artigo no DN que dá vómitos.
Aparecem de todo o lado e nós sabemos o que querem. Disse há tempos, ao ver uma fotografia do Passos Coelho que me lembrei da minha escola primária, com as fotografias do Carmona e do Salazar ao lado do quadro. Não foi por acaso que me lembrei. Eles aí estão, utilizando a crise que eles próprios criaram, para impôr o remédio que eles querem. É preciso mobilizar todos, especialmente os jovens, porque esses têm de compreender que estão a hipotecar o seu futuro. Depois utilizam todos a democracia. É uma palavra que dá para todos os significados.
O teu blogue e os teus textos cumprem um papel de alerta. Felicito-te por isso. É bom não desistir.
Abreijos.

José Rodrigues disse...

Bom trabalho Samuel.Esses Bloombergs mais os Bilderbergs, são os mesmos que estão no genocídio dos palestinianos e de olho nas riquezas do Irão.Irão atacar o Irão?Eis a questão.Por cá não faltam propagandistas formados nas modernas/selectas escolas do Imperialismo.As TVs estão sujas/sedentas de sangue...

Abraço

Justine disse...

Arrepiante, tudo o que contas no teu post. É preciso não esquecer todas essas barbaridades, que continuam!

Paulo Assim disse...

É verdade, «tínhamos» tanto ouro e, no entanto, o povo roto e sujo e a comer ervas, literalmente, para não morrer de fome. Contava-me a minha avó que chegou a comer urtigas, labaças, beldroegas e saramagos para enganar o estômago, porque a fome era negra.

Anónimo disse...

Lamento só agora ter tido conhecimento deste seu Blogue,já nos conhecemos e trocámos alguns interessantes diálogos , e é com enorme prazer que pela 1º vez aqui estou (botando o dedo).Lamento não ter nada a acrescentar ás suas palavras,pois acho que disse tudo o que se pode dizer em relação a este assunto.Contudo lamento muito mais o facto de muitos não as entenderem (ou fingirem que não entendem)e outros que entendendo se mantém religiosamente silenciosos porque (a vidinha lhes corre bem)e como tal.......Pois é meu amigo , esta mérda deste país continua cheio de "salazares" e muitos deles são nossos vizinhos.Um dia disseram-me que só coça o cu quem tem comichão , e não é que tinha razão.Para alem desses , também cá temos muitos letrados e "amigos" que promovendo nobres iniciativas culturais ,lá vão cativando os "simplórios" que (desinteressadamente)os apoiam na tentativa de manter o bom nome ,(empregozinho), não vá este turbilhão de mérda atingi-los também.Bom para terminar eu amo qualquer um que me arranje um emprego, sim porque de trabalhar estou eu farto , sem nenhum resultado visivel.
A.C.B.

Elísio Alfredo disse...

Vocês agora vão rir um bocadinho. E sabem porquê? Ainda bem não tropeço com algum pândego com essa cassete: ouro, manholas, ouro,... Então pergunto: olha, porque não comes o ouro? Deixas-me as batatas, os feijões, as cenouras, e por aí fora e tu comes ouro. Condenava-os a isso. E nós esperávamos que fossem ao WC para vermos o que lhes saía das tripas.

Os jovens, pois claro. Têm de perceber que há um caminho, que nós continuamos a percorrer, e avançar. Tenho muita confiança nesse dia, no dia em que os jovens se levantarão para abater os mostrengos que se alimentam do ouro daqueles que nem água têm para beber.

Entretanto, Samuel e restantes amigos, vou-me deleitar com os Aguaviva.

Bom fim de semana. Um abraço

Fernando Samuel disse...

Bom texto!
Estas investidas da «lançamento» do Salazar são cada vez mais frequentes - denunciá-las, como fazes neste post, é necessário.

Um abraço.

smvasconcelos disse...

Obrigada por relatares a história, é um registo importante, sobretudo para as memórias convenientemente curtas que pululam nas praças do fascismo.
bjs,

Membro do Povo disse...

A classe burguesa é a classe burguesa e acabou, para eles as etnias só são importantes no que diz respeito à divisão da classe trabalhadora!
Não prestou afinal o regime do apartide, o seu apoio a regimes fascistas da África negra?

Anónimo disse...

" Vamos a ver se este meu Post Passa na Censura "

Meu Deus tanto disparate e tanta demagogia que a comunagem para aqui apregoa !!! Ainda falam os ilustres blogueiros em memoria curta e hipocrisia ! Esqueçam lá o botas porque esse já morreu e gostem ou não o ouro que juntou já deu muito jeito ao Povo quando foi vendido, para safar o País de outras crises, e ainda nos vai dando algum credito no presente; Credito precioso senão é que seria mesmo a secura total no financiamento de empresas, e posteriores falencias e desemprego consequente.

Aos " Camarada " que vendem aqui o PCP como único partido atento ao povo sofredor lembro alguns dos Países por onde essa ideologia passou e passa :

China : 100 milhoes de mortos na Revolução Cultural ; Hoje nao dão sequer a liberdade de sair de fronteira e ter os filhos que querem matando lentamente a partir do segundo.

URSS : 70 milhoes assassinados por Stalin

Todos os Paises do antigo bloco de leste : Mais uns milhoes de mortos

Toda a Africa que conquistou a tãofantastica Independencia : Milhoes de mortos, Censura, Zero Liberdade,Zero Democracia, Direitos Humanos Atropelados todos os dias...

Cuba : O Camarada Fidel passava pela televisão o fusilamento dos inimigos politicos ( Hororosos cap+italistas ) para dissuasão de oponentes, e deleite da comunagem por esse mundo fora

Camboja : Pol Pot dizimou dois quintos da População

Coreia do Norte, Vietnam, Yemen, etc etc etc .... outros milhares de mortos

POR ONDE VOÇES PASSAM É O MEDO A MORTE A POBREZA E A MISERIA ...

SÃO O LOBO DISFARÇADO DE CORDEIRO ... AINDA BEM QUE ESTÃO VELHOS E A MORRER POR ESTAS BANDAS LUSAS


Assinado : Pedro Caçorino Dias

samuel disse...

Pedro Caçorino Dias:
Ó grande Pedro Caçorino Dias, claro que este seu "post" (como erradamente chama ao seu comentário, já que posts, quem faz são os "proprietários" dos blogues) passa na censura, homem!
Pode-se lá dispensar, numa época tão triste, uma ocasião como esta para rir... mesmo admitindo que rir da indigência cerebral profunda é um pouco cruel. E olhe que este seu "post" dá para rir muito, muito...

Passe bem!

Anónimo disse...

Oh Grande Samuel, eu não teria ido tão longe, mas acredite que rir a bom rir da indigência cerebral foi também o que eu fiz do seu "Post" e mais ainda dos seus bajuladores leitores, mas enfim ... como não queria ofender as pessoas e sim as ideologias, preferi chamar-lhes desonestos do ponto de vista intelectual.

Como bom " Senhor e Dono de todas as verdades " que é a característica mais típica de todos a quem enfiaram a cassete na tola ... Voçê aproveitou a sova para baixar o nivel e ao rir fazer figura de palerma satisfeito

Passe bem Camarada Samuel

Ass: Pedro Caçorino Dias

samuel disse...

Pedro Caçorino Dias:

1. O seu ridículo e descoordenado esbracejar e espernear, dificilmente poderiam considerar-se algo parecido com uma sova... mesmo que conseguisse acertar em alguma coisa.
2. O fascismo bacoco e salazarismo ressabiado que você representa estão a um "nível" de que é impossivel descer... mesmo que quisesse.

Anónimo disse...

Samuel :

1 - Comentario ao seu ponto 1 - Mais uma vez quando não têm argumentos baixa o nível.
2 - Nem sou Fascista nem Salazarista ( Nem sei o que isso é .. alguma ideologia ? )

A verdade caro Samuel é que vc não gosta de ouvir o que lhe desagrada. Gosta de dizer disparates como " Salazar comprou ouro sujo feito de, entre outras coisas, dentes de Judeus ... ", não prova nada, apenas acusa, e depois irrita-se se falo de outras barbaridades mais sanguinarias ainda que o proprio Nazismo, com a agravante de não serem crimes do passado mas sim do presente.

Sim Samuel, Passadista é voçê ! Se está preocupado com o bem comum, clame contra as ideologias criminosas ainda vivas em meio mundo ( Comunismo ), e não contra crimes do passado ! Assim sim, o seu blog será útil.

Por mais que a sua infinita "sapiencia", e arrogante prosa deteste, os lugares onde mais se ofende os direitos fundamentais e elementares das pessoas não são a capitalista ( e imperfeita ) America, mas sim os Países Comunistas ... e são tantos ...

Aí sim não há eleições, nem democracia nem estado de direito nem nada ...

Por isso deixe lá o Salazar em Paz e deixe de fazer acusações enviezadas de Odio

Cumps
Pedro Caçorino Dias

samuel disse...

Pedro Caçorino Dias:
Decididamente você tem uma obcessão com essa coisa do "nível"... que ainda por cima está constantemente a descer, o que deve procar vertigens do caraças... o que deve explicar muita coisa...
Quanto ao resto, arquivarei na gaveta das "sugestões" sobre que um dia, muito mais tarde, quando não tiver mesmo mais nada que fazer... me debruçarei. Nessa altura direi qualquer coisa sobre o assunto. :-)

Até lá, então!
Antes, não! Tá? É que não vejo o que é que possamos ter para conversar...

Anónimo disse...

Que bem que fica aqui o registo de que para si, sugestões para tratar questões como o desrespeito sistemático pelos Direitos Humanos e Fundamentais das pessoas, sejam mesmo só para quando não tiver mesmo mais nada para fazer .. :-)

Assim o seu moralista e lamuriento "POST :-)" sobre o homem que usava as botas rotas na sola fica colocado no devido lugar

Cumprimentos meu caro Sam ( e até tenho pena que pense que não temos mesmo nada para conversar ... nem de gajas ????? :D:D )


Ass : Pedro Caçorino Dias

samuel disse...

Pedro Caçorino Dias:
Profundo!
Quanto à sugestão para "convívio", não, não estou de facto interessado nas suas gajas. :-)