sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Fernando Ulrich – Há-de haver uma explicação...


O cromo da linha de Cascais “dono” do BPI, Fernando Ulrich, cujo banco acaba de anunciar lucros de 250 milhões de euros, achou conveniente “explicar” melhor o seu “Ai aguenta, aguenta!” de há uns tempos, introduzindo este novo conceito  na forma de pergunta muito ladina, segundo o qual, como diz o link da notícia, “Se os sem-abrigo aguentam, porque é que nós não aguentamos?”
Nem me apetece comentar a ideia do homem... mas não posso deixar de achar que este ele está, sem lugar para dúvidas, a incluir-se neste absolutamente extraordinário “nós”... e isso é que é assombroso.
Há já muitos meses, uma actriz da nossa praça que por razões “caridosas” não identificarei, relatava os sacrifícios que estava a fazer para levar por diante uma certa dieta. Infelizmente, decidiu partilhar com o público, igualmente, aquilo que a motivava diariamente a continuar a reduzir drasticamente nas refeições e guloseimas. Disse ela então:
«Se as crianças em África passam sem comer, eu também posso passar!»
Ela tem a grande desculpa de ser visivelmente tonta; qual será a “desculpa” deste cromo?!

14 comentários:

OLima disse...

Acabou de ser criado um movimento para apoiar o tipo
http://www.facebook.com/events/137984939696465/

Maria João Brito de Sousa disse...

AI!!!

Mas estes fulanos não sabem que não somos atrasados mentais? Essas são de um "primarismo" que até dói!

Olinda disse...

Sao ambos "loiros"?Isto jâ ultrapassa a insensibilidade,ê um caso de estupidez infinita!

Um abraco

filipe disse...

Hoje, Samuel, temos que ter o cuidado de anteceder o seu nome com o termo "neo", claro, para garantia do rigor e sossego das almas puristas; com as fardas da Legião ou as da Mocidade, decerto já não se apresentarão mais. Mas estes nazis, sim, como os "do antigamente", são igualmente fascistas. Perdão!, neofascistas.

Gildásio Maiato disse...

Que puta de gente, que puta de sociedade esta, que se deixa embalar por estes parasitas sugadores até da sua inteligencia!
(Desculpem o palavrão, mas não consigo expressar a minha revolta doutra forma).

Gildásio Maiato

Maria disse...

Ela é tonta. Ele é um grandessíssimo filho da mãe dele.
Diria o Ary, "é um filho da puta, é um fascista!"

Abreijos.

Graciete Rietsch disse...

Não há qualquer desculpa para qualquer um deles. São criminosos puros que usam o sacrifício dos que nada têm,incluindo as crianças,para justificar a sua política e atitudes.

Um beijo.

Antuã disse...


Esse Ulrich é um criminoso muito activo. Todos os dias tem tenpo de antena nas televisões. Banqueiros e responsáveis por órgãos de comunicação social estão do mesmo lado, o lado do crime.

augusta disse...

A mesma ideologia que levou o ministro japonês a dizer que os velhos, por constituirem um encargo para a sociedade e o estado, se deviam deixar morrer. Capitalismo levado ao extremo, fascismo, tudo dito na forma mais-que-perfeita para eles, mas, para nós, mais que selvagem e mais que cruel!
E um ulrich no limite do aburdo e da estupidez, um ulrich símbolo de gente rica, muito rica, sim, mas só nos milhões… Mas muito pobre, ignorante até, no muito que muito temos para lhes ensinar – dignidade, fraternidade, solidariedade!

O Ary, diria,
É uma besta humana que rumina
É um filho da puta, é um burguês.

Pior que isso, é um fascista!

Abreijo, Samuel

jrd disse...

Como diria Ary dos Santos. A pança do banqueiro não lhe cabe na pele.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Falta de neurónios....

Luis Filipe Gomes disse...

Não há desculpa para o sujeito.
Com este pensamento a miséria é sempre garantida porque é coisa normal e pretendida.
A pergunta que ele formula deveria ser outra:

Se os sem abrigo aguentam porque é que nós os deixamos aguentar?

Personagens que dizem coisas destas acham que o sofrimento alheio é uma iniciação.
Uma etapa que os outros têm de superar porque eles já ultrapassaram essa fase do ritual quando uma folha de papel lhes golpeou a ponta do dedo.
Como seria se a dor que causam e ajudam a causar lhes viesse a doer onde são mais sensíveis?

Anónimo disse...

É urgente deixarmos de gastar energia com estes seres. Este é o Mundo que todos fizemos. Organizemos-nos marginalizando este Sistema.
SOLUÇÃO : Comunidades Alternativas. /// Escola/Educação de Valore, pela Valorização da Pessoa e Dignificação da Família. /// Eu não preciso de (este) Estado e de (este) Governo. /// Mouseland, legendado em português http://youtu.be/MEL48khJHRQ

Anónimo disse...

Socorro!!!! Neste País já tudo o que estes neoliberais, neofascistas dizem ultrapassam e abordam o que "Os senhores do mundo e Bilderberg" pretendem!
Como diria Ary dos Santos,este banqueiro "é um filho da puta, é um fascista!"
Saudações de Vicky