quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Nazis - Chamar os nomes aos bois...


Contra mim falo, que não poucas vezes me excedo nos adjectivos... mas uma pequena troca de opiniões na caixa de comentários, a propósito do apodo de “nazis” dirigido aos dois Antónios, Costa e Seguro, obrigou-me a reeditar a minha opinião sobre o assunto. A saber:
Se gastarmos os “fascistas”, os “nazis”, etc., etc., com aqueles que traíram a Revolução, uns por medo, outros por interesse, outros por anticomunismo primário, outros por simples indigência política... como foi e é o caso de alguns dos “socialistas” que tanto irritam outros tantos comunistas e seus próximos... e isto não deixando de fora os actuais governantes, esses sim, com uma pratica eivada de tiques fascizantes inequívocos, ainda que muitos deles não estejam a trair coisa nenhuma, já que nunca estiveram com Abril, não passando de vulgares ladrões que estão simplesmente a defender e aumentar os seus patrimónios e os dos seus amigos... se gastarmos os “fascistas” e os “nazis” com estes, como ia dizendo... o que restará para chamar aos nazis e fascistas?
A propósito dos nazis da "Aurora Dourada”, que a crise grega “deu à luz” e que todos os dias vão crescendo e fazendo questão de mostrar, em acções, a podridão e o racismo assassino que carregam no seu porco “ADN”, espero que a nossa crise nacional não venha igualmente a gerar o crescimento dos seus congéneres portugueses... pois a dar-se o caso, ficaríamos reduzidos a chamar-lhes nomes como:
Malandrins, marotos, ah seus safados!, inconvenientes, arreliadores... ... ...
É no que dá vulgarizar os nomes e os horrores que são exclusivos do nazismo e do fascismo!!!

23 comentários:

Provoca-me disse...

Eu sei que isto foi para mim, e para ver se eu tenho tento naquilo que digo, mas tanto o Seguro como o Costa apoiando as políticas do governo que permitem que doentes que não tenham dinheiro para taxas moderadoras fiquem sem assistência médica, e idosos que morrem por aí todos os dias, crianças que também morrem à fome todos os dias, os suicídios. Agora aquela história da segurança social em querer que as mulheres não engravidem ou abortem e outras coisas bem piores. Claro está que parece não ser igual. Aos poucos vamos ver quantas pessoas morrem por este país fora. E quantas são obrigadas a ir embora. E nem sempre é preciso andar aos tiros para que haja mortes. E nem sempre é preciso dar porrada nos trabalhadores para que eles sejam escravos... E pronto, o Costa não sendo Secretário Geral até se pode dar o benefício da dúvida, mas estando como deputado ou Secretário Geral era vê-lo a abster-se ou a votar a favor as políticas do governo. E outra das coisas interessantes que o PS e o Seguro apoia são os despejos aos milhares vítimas da decisão de aumentar as rendas, logo são mais pessoas para morrer... O Hitler tinha como inimigos os judeus, os comunistas e outros, estes gajos que estão nos governos de Espanha, Itália, Portugal, Alemanha e outros são as pessoas. E quem os apoia ou permite que cumpram essas políticas são cúmplices nesses actos. E para mim quem ordena milhares e milhares de mortes só pode ser nazi...

samuel disse...

Provoca-me:

Não caro “provoca-me”... isto não foi para si em particular! ☺

Gabo-lhe o ego “em alta”... mas não, não me estou a ver a fazer noitadas, pesquisar assuntos, procurar e seleccionar centenas de músicas e acabar a escrever os não sei quantos mil textos que, para o bem e para o mal, até hoje já aqui escrevi... apenas para si. ☺ ☺

Agora a sério, quanto à sua forma de exprimir o desagrado pela conduta política deste ou daquele, como neste seu comentário carregado de razões... manda a liberdade de expressão que seja livre.

Saudações.

José Freitas disse...

Em rigor o conceito nazi pressupõe a aceitação da superioridade da raça ariana. Ora os gregos, como não são de raça ariana, na perspectiva do nazismo pertencem a uma raça inferior. São fascistas em sentido rigoroso. Mais em wwww.anticolonial21.blogspot.com

Provoca-me disse...

Eu não sou o Centro do Mundo como é óbvio. E se tivesse o ego em alta não andava desesperado com estas políticas nefastas.
E eu sei que pode parecer exagero aquilo que digo, escrevo e chamar nazis. Mas bem vistas as coisas já existem tantas coisas idênticas, e o caminho é mesmo a destruição das populações, e tudo à volta. E os PSs sempre a apoiar ou a levar a água a esse moinho...

Anónimo disse...


em cheio!

poderia agora, comentar-te em jeito de "post", como fazem alguns dos(as) teus(as) estimados(as) comentadores(as) :) :) :) (porque será que não fazem os seus próprios blogs?...) mas deixo-me ficar (apenas e só) pelo "em cheio!" :)

vovómaria

Graciete Rietsch disse...

Sejam lá quais forem os adjetivos que os qualifiquem, a verdade é que eles são muito maus e, pelo caminho que percorrem,em breve essas designações serão muito próprias.

Um beijo.

Hoje sou grego disse...

Engraçado.
O politicamente correcto continua a ser a corrente filosófica deste pais.

Então são que lutam contra os globalistas corruptos, que lutam contra os que destroem a nação, contra os que implementam politicas de degeneração da cultura nacional, contra os pedófilos que polulam pela politica, contra as maçonarias e contra os clubes de bilderberg, contra a máfia da banca, esse é que são os mauzões?

Para vocês são os corruptos que desviam o dinheiro para a Suiça que são os bons e ponderados?

O programa politico do "Aurora dourado" é dos melhores que existe. É a única esperança para a Europa é que estes movimentos ganhem força, para fazer renascer a economia europeia e respectivas tradições culturais.

São os que levaram a Grécia á Ruina que vocês apoiam? E que são das mesmas famílias politicas que os nossos brilhantes políticos.

Vocês a seguir vem aqui atacar-me a chamar-me fascista e mais um par de botas.
Mas eu acho que um dia mais tarde, quando virem o estado a que isto vai chegar vão pensar assim:
"Afinal aquele gajo tinha razão".

samuel disse...

Hoje sou grego:

Por esta vez, passa...

Quanto mais não seja, pela originalidade de ter a caixa de comentários visitada por um fascista/neo-nazi… mas que pretende ser "bem educado".

Ainda assim, por muito "cómico" que seja ver alguém que defende o programa dos neo-nazis gregos como "um dos melhores que existe(m)"… logo, defendendo, no passado, o extermínio do Holocausto (ou negando-o?), defendendo, no presente, a perseguição e espancamento de imigrantes, etc., etc., achar que se o fizer num tom "muito bem educado" isso deixa de ser absolutamente ABJECTO… por muito "cómico" que seja, como disse, é melhor não repetir a "piada"... pois, muito simplesmente, não será publicada.

Adeus!

Hoje sou grego disse...

Sr Samuel,

Prometo que volto cá. Mas ao menos deixe-me só responder as suas insinuações de holcaustros e perseguições de imigrantes etc.

Eu pessoalmente não defendo nada disso que insinua. Sou anti-racista, e defendo a autodeterminação de todos os povos.
Defendo a identidade dos povos e proteccionismo económico e uma economia onde há realmente distribuição de riqueza.
Só ideologias Nacionalistas podem alcançar estes objectivos.

Com a porcaria do globalismo e capitalismo selvagem que vocês gostam tanto, o que acontece?
Concentração de riqueza em multinacionais gigantes e sem rosto. Destruição dos pequenos empresário, despedimentos em massa.
É este o mundo maravilhoso que defendem?

Quanto á imigração, defendo que já chega de aceitar mais imigrantes na Europa. Então se o desemprego chega a 20% ainda vamos permitir que cheguem pessoas de todo o mundo?
Isto faz algum sentido? As pessoas só defendem isto porque lhes é enfiado pela guela pelos média, e para "parecer bem".

Hoje sou grego disse...

"Prometo que volto cá"

Peço desculpa, que dizer :

"Prometo que NÃO volto cá"

samuel disse...

Hoje sou grego:

Está respondido.

Ainda assim… e apesar da sua persistente boa educação… vai-me desculpar, mas não o entendo.

Já uma vez aqui publiquei, como exemplo de um estado de profunda estupidez, uma fotografis de um jovem negro, ostentando garbosamente uma suástica tatuada no peito e a fazer a saudação nazi.

Confesso que ver um cidadão declarar-se anti-racista e etc. e tal… para a seguir defender o programa de um partido grego que é declarada e abertamente NEONAZI… perseguidor e espancador de imigrantes, agressor de jornalistas em público, racista, xenófobo, etc., etc., etc., não é, vá lá… uma demonstração de grande discernimento.

Se não está a fazer o papel de sonso… então, lamento imenso! :-) :-) :-)

Passar bem!

Antuã disse...


Eu também sou dos que se têm excedido com o adjectivo nazi. No entanto, estes senhores que têm "governado" o nosso país, e não só, para onde é que nos estão a levar? Neste país há gente a morrer à fome e com falta de assistência médica que é um horror. Como havemos de chamar a esta gente que nos tem traído desde 1976?!...

samuel disse...

Antuã:

Caro companheiro…

Iremos continuar a chamar-lhes o que temos chamado… seja mais ou menos excessivo e conforme o nosso justíssimo estado de espírito no momento.

Pessoalmente, preferiria chamá-los assim assim tipo "Venham cá!", dar-lhes o adequado pontapé no traseiro… e poder garantir, colectivamente com todos os meus companheiros e amigos, que nunca mais sentariam os fundilhos nas cadeiras do poder. Com os votos, com insecticida, com veneno dos ratos, com o que fosse... :-) :-)

Na verdade é isso é o que eu prefiro!

Abraço.

Hoje sou grego disse...

Agora é que é mesmo o ultimo.

Dei uma vista de olhos geral por outros tópicos do blog, sem dúvida interessantes e fiquei com a sensação que a orientação geral é de Esquerda.
Eu sou contra a esta demarcação das coisas em "Esquerda/Direita"´. Só serve para dividir as sociedades, mas pronto, não há nada a fazer. Isto agarra-se ás cabeças das pessoas e nem com lixívia sai.

O que acho que vocês ignoram é que o próprio Nazismo era de esquerda. Mas pronto não vale a pena ir por ai, pois dava um longo debate.

E eu defendo o Nacionalismo, como sendo a única forma de combater o globalismo, a concentração de riqueza, o desemprego, o capitalismo descontrolado, as tropelias dos gangs da banca etc.
Proteger os pequenos e médio empresários é algo que gera riqueza e emprego.

E mais, se gostam do tal paradigma "Esquerda/Direita" também existem correntes Nacionalistas de esquerda. Eu aprecio o Hugo Chavez, é Socialista, mas está a tentar proteger a nação contra o barbarismo económico americano e os resultados já são bem visíveis, com menos desemprego e o sala´rio mínimo já é quase tão alto como o nosso.

Quanto á perseguição de imigrantes que atribuem ao golden down, julgo que podem existir alguns jovens mais imaturos e radicais que o façam(E eu condeno, obviamente), mas não é uma coisa incentivada pela aparelho do partido.
E mais, não se esqueçam que a imprensa Sionista se esganiça toda para denegrir a imagem do golden Dawn, pois estes de facto põem em sentido o Sistema corrupto que reina no seio da Europa.

Mas eu acho caricato falarem de racismo, quando vemos que a elite politico-económica Europeia é que é racista, contra os próprios europeus. Ainda há dias em Espanha aprovaram uma lei que penaliza empresários que optem por dar emprego só a cidadãos espanhóis. Isto faz sentido?

Acham que os países islâmicos, ou asiáticos tem as mesmas leis? Estão muito enganados.

samuel disse...

Hoje sou grego:

Tem toda a razão quanto a um ponto: "Agora é que é mesmo o último" :-)

Mas foi pedagógico.

1. A sua opinião de que o nazismo era de esquerda, ao contrário do que pensa, não dava um longo debate. Pelo contrário… dá um debate curtíssimo. Quer ver? JÁ ACABOU!!!

2. Como sempre, a perseguição e agressão dos imigrantes… é uma "marotice" de meia dúzia de jovens irreverentes, "marotices" que o seu partido declaradamente neonazi e xenófobo… não subscreve. Claro!!!

3. Estava a ver que nunca mais chegava ao ponto em que a culpa… é dos judeus! :-) :-) :-)

Até sempre!

samuel disse...

pvnam:

Exceptuando o caso acidental deste "hoje sou grego", como já tinha dito… e apenas nestes poucos comentários… neste blog não se dá guarida a propaganda nacionalista, separatista, fascista, xenófoba, etc.

Assim sendo, não se admire por o seu "comentário/comício" não aparecer publicado. É mesmo assim!

Se acha que tem vontade e interesse em fazer ouvir as suas opiniões… tem o seu próprio blog para o fazer.

Provoca-me disse...

O Samuel tem sempre uns amores tipo rebanhos de Hitler, Salazar ou Mussolini a despejarem os ideais. Isso é que é uma praga.

samuel disse...

pvnam:

Ó "pvnam"… vai continuar a insistir com a sua tentativa patética de publicar aqui o comiciozinho "nacionalista"?

Afinal não é lá muito inteligente, pois não?! :-) :-)

augusta disse...

Está já tudo dito... O meu testemunho na primeira pessoa.

Todos os protestos que na escola vivi, todos os nomes que à ministra Maria de Lurdes Rodrigues e seus pares toda uma classe a quem, salvo raras excepções, nunca vi consciência de classe, chamou, tudo quanto de negativo, todo o retrocesso que esta senhora e seus acólitos trouxeram à Escola das Portas que Abril Abriu, tudo isso e muito mais, me farão alguma vez esquecer, um tal que foi também ele ministro, vampiresca criatura, Hermano de seu nome e posteriormente bem ensaboado e já lavado, promovido a historiador de almanaque e animador de serões…

(Como era professora? Conte mais…)

Era, no final das aulas, descer “as Monumentais”, tocar à porta, e sentires o som do "nívea", já vos expliquei o que eram os “níveas, a parar e os cassetetes no ar… Proibido ajuntamentos, toca a dispersar! Mas, senhor guarda nós moramos aqui… São três pessoas, toca a circular! E o cassetete a descer… E lá vai mais uma volta pela Praça da República, ai se quando chegarmos a porta já estiver fechada e eles lá outra vez...
Era às oito, a primeira aula traz a preocupação de ver se algum colega falta, olha, viagem de estudo a Caxias, o nosso delegado de curso não está cá...
Eram as cargas policiais, jipes de arame farpado, cães-polícias, polícias-cães, cavalos para cima da malta, eram corridas, sapatos perdidos, era o colega à minha frente no chão, a trajectória da bala a levara até ao rim, mistério! A bala até era “a fingir”... E a solidariedade a crescer! E a primeira vez que íamos doar o nosso sangue!
E o Diário de Coimbra noticiando, sobre um dia de muito sol “ontem forte tempestade se abateu sobre Coimbra...”
Era em surdina e sem parar, segredarmos ACEZ OSNOFA e todos, felizes por dentro mas sem o poder mostrar, o Zeca está cá, anda, os jardins da AAC ... E à saída, quantas vezes, a carga policial!
Era ouvir a Rádio Portugal Livre, luz apagada, silêncio, coragem, revolta, medo, olhar a PIDE ao longe pela janela, uma telefonia velha ouvidos atentos encostados e um copo de água em cima...

(Mas não podiam ouvir? E água? Para quê?)

Agora é hora da aula, a propósito, vamos falar em radiações electromagnéticas, prometo que continuo, depois até perceberão melhor.

Serão tudo o que lhes chamarmos e tudo pouco será, mentirosos, ladrões, ah, que vontade de comunicar a estes cabrões, filhos de uma daquelas senhoras que os pariu, ajudem-me amigos, companheiros, camaradas, é preciso uma força, uma velocidade de escape que os faça entrar em órbita, uma viagem irreversível, até chegar aquele raio que os há-de partir...
Detesto-os, quantos nomes lhes chamei!

Mas FASCISTA, no meio desta tralha toda, era a corja do Hermano…

Cantigueiro, obrigada!

Provoca-me disse...

Cara Augusta, os fascismo não são iguais, nem os métodos. Nunca disse, nem nunca hei-de dizer que não se sofreu com os anos de Salazar e Caetano e depois mais tarde com a repressão Cavaquista e que hoje está a ser experimentada aos poucos e alguns casos não visivelmente para que não se note. Mas nalgumas coisas as práticas governamentais de se fazer sofrer já estão bem avançadas, quanto aos espancamentos e porrada na rua pela bófia, ainda a procissão vai no adro, mas a ver a forma como estão a progredir nas políticas devastas, hmm cheira-me que a pancadaria vai chegar e sobrar. E a repressão policial idem aspas aspas. E eu agradeço o relato da história. Quanto mais se ler sobre essa época melhor.

Pedro Marques

Vasco Reis disse...

Já pensaram o que vão chamar aos camaradas Ceausescu,Brejnev e outros que tais que deixaram a URSS chegar ao ponto que chegaram entregando o ouro ao bandido.Que raio de nome vão chamar aos camaradas dirigentes que nos ditos países socialistas se apoderaram dos bens do povo o torturaram e muitas vezes mataram Que nome lhes dar?

Anónimo disse...

E aqueles que invadiram a Hungria e Checoslovaquia, nos anos 50, como e que lhe haveremos de chamar E ao Honecker da RDA sim, aquele que permitiu a Stasi, o saudoso muro de Berlim. E aos esbirros da Stasi, da KGB e das outras policias politicas dos paises dos amanhas que cantam, que prenderam, torturaram, mataram milhares de pessoas, vamos chamar-lhes como?

Reaça disse...

Aquilo é que foi adrenalina, romantismo, gosto pela vida, esperança e perspectivas...não foi senhora Augusta?

Não seja tão saudosista que o tempo não volta para traz!

Era bom mas acabou senhora Augusta!