quarta-feira, 22 de maio de 2013

Homofobia violenta – O melhor disfarce...


Um velho fascista francês, assassino de profissão, pelo menos durante o tempo em que “militou” na organização assassina paramilitar francesa, OAS, decidiu pôr fim à porca vida que viveu.
Alegadamente em protesto contra a lei que permite o casamento entre pessoas do mesmo sexo, entrou na catedral parisiense de “Notre Dame”... e deu um tiro nas hastes. Dado o lugar do falecimento, presumo que esperasse ir directamente para o céu... o que indicia que seria um ultra-católico assaz ignorante sobre as regras de entrada no mítico paraíso.
De quando em vez, lá temos estes fanáticos homofóbicos nas ruas, nas televisões, nos jornais, nas redes sociais... declarando o seu ódio “cristão” e sem limites aos seus “irmãos” homossexuais.
Fazem-no por pura estupidez, por julgarem que o facto de existir uma lei que permite o casamento entre pessoas do mesmo sexo os pode vir a obrigar, algum dia, a tornarem-se homossexuais... ou pela razão que eu sempre acho a mais provável:
Por estarem convencidos de que o excesso de ruído que produzem contra a homossexualidade... é a melhor forma de abafarem quaisquer ecos do seu passado, que relatem episódios equívocos, passados entre coleguinhas de escola, da catequese, dos acampamentos de escuteiros, daquele dia nas traseiras do púlpito da igreja lá da terra (católica ou das outras) com aquele saudoso padre ou pastor... ou no presente, com aquele, ou aquela colega do emprego...
Tudo coisas que se querem bem mortas e enterradas no passado... e ainda mais bem escondidas e negadas no presente!
Adenda: Apesar de correr o risco, diga o que disser, de haver uma ou outra alma mais simples e sensível que ache que estou a cantar aleluias pela morte do homem... ainda assim digo que não. Não festejo nem lamento! Apenas lamento o tremendo susto dos turistas que visitavam a catedral. Isso é que era escusado!

28 comentários:

São disse...

EStou estarrecida!

Como é que um tipo de extrema-direita e, muito provavelmente, católico mais que próximo da malfadada Cúria se suicida ?! Esqueceu que , segundo a doutrina de Roma, quem se mata vai directo para as chamas eternas do Inferno e nem direito tem a rituais?!

Mas o mundo está do avesso!!!

Não me alegro nem lamento a morte da criatura, só fico muito contente por não ser no dia em que visitei a igreja, rrs

Bons sonhos

Camarada Urânio Enriquecido 231 disse...

Camarada operário sindicalista Samuel,

Daqui fala o camarada operário sindicalista Urânio Enriquecido 231. A solução para a homofobia é obrigar todos os machos a casar com machos e as fêmeas a casar com fêmeas.

Assim, estou certo de que o problema da homofobia poderá ser resolvido.

Avante camarada!
A luta contínua!

Saudações revolucionárias,
Camarada Urânio Enriquecido 231

José Oliveira disse...

Caro Amigo Samuel:
Gosto do seu Blogger, que é uma luz neste tempo cinzento que vivemos.
Li hoje no CM que um advogado duma câmara municipal foi condenado a pagar uma indemnização por ter afirmado que Fátima uma aldrabice por um tribunal português. Já agora a nossa querida Isabel Jonet vai discursar no dia 10 de Junho o tal Dia da Raça segundo o Cavaco.

Maria disse...

Palhaçada, foi o que foi!

Beijo.

O Triturador disse...


Quando vejo um gato na estrada gosto de acelarar o carro bem a fundo para o poder atropelar e moer bem debaixo do motor.

Já triturei várias dúzias de gatos desta forma.

Anónimo disse...

Esta é mais uma morte que o deixa deixa feliz.

E deixe-se de adendas hipócritas: nem toda a gente é estúpida e acéfala ao contrário do que sucede com a meia dúzia dos seus bajuladores fiéis ( passe o pleonasmo) .

E quem é que o autoriza a falar sobre os sustos dos turistas que vão à catedral?

Graciete Rietsch disse...

Gostei do texto,mas a imagem é lindíssima!!!

Um beijo.

samuel disse...

Anónimos:

Caros anónimos vários…

Confesso que adoro quando vocês, com os vosso belos e profundos "comentários" acabam por apoiar, sem querer, os textos que queriam atacar.

Como não publicar?! :-) :-) :-)

samuel disse...

Camarada Urânio Enriquecido 231:

Caro "camarada"… perante a dimensão do seu drama, não resisto a responder.

Se, realmente, vierem a, obrigatoriamente, casar machos com machos e fêmeas com fêmeas… o que é que vai ser de si? Casa-se com O QUÊ??? :-) :-) :-)

samuel disse...

Anónimo (12:29):

A sua opinião, ainda que controversa, teria sido publicada, não fossem os termos absolutamente inaceitáveis que utilizou para a divulgar.

Ainda assim, quanto ao "grande filósofo" suicida, homofóbico e xenófobo que elogia… presumo que os grandes ensaio de "filosofia" os tenha feito enquanto assassinava, em massa, seres humanos na guerra da Argélia, integrado numa força para-militar que não era mais do que um esquadrão da morte.

Anónimo disse...


As próximas batalhas civilizacionais vão ser o casamento entre 3 pessoas, entre pessoas e animais, entre pessoas da mesma família, entre pessoas e extraterrestes, entre pessoas vivas e pessoas mortas, entre pessoas e robots etc etc...

Mas a prioridade agora vai ser a proibição do casamento entre um homem e uma mulher. É que isso soa a fascismo.

samuel disse...

Anónimo (14:01):

Mais uma vez, lembro um pequeno pormenor que você (e outros semelhantes) parece ter uma incapacidade "genética" para entender: o facto de existir uma lei que permite e legaliza uma coisa… não torna essa coisa obrigatória!

Seja como for, mesmo admitindo que você esteja certo quanto às próximas "batalhas civilizacionais"… verifico, consternado, que a sua "espécie" continua de fora de qualquer uma das combinações de acasalamento possíveis… :-) :-)

Anónimo disse...

"o facto de existir uma lei que permite e legaliza uma coisa… não torna essa coisa obrigatória!"

Exacto.
Até se pode legalizar a pedofilia, mas não a torna obrigatória.
Até se pode legalizar o assassínio que o torna obrigatório.
Pode-se legalizar o roubo que não o torna obrigatório.

samuel disse...

Anónimo (16:41):

Caro anónimo… se você acha, realmente, que esse seu argumento vale alguma coisa, ou que é, sequer, intelectualmente honesto… então não tenho argumentos a contrapor.

Sou obrigado a considerar que o seu caso é do foro clínico, logo, não posso responder-lhe.

Nem a sério - por não possuir as qualificações para tal…
Nem a brincar - por ser uma crueldade!

Medronheiro disse...

Acho que o Samuel está a dar muito troco a certos anónimos. O Desprezo é o melhor.

Anónimo disse...

Alguns anónimos, de facto, incomodam neste blog.

Ovelhas negras, no meio da carneirada, incomodam sempre, sempre incomodaram e hão-de sempre incomodar.

samuel disse...

Anónimo (20:22):

Caríssimo anónimo… permita-me discordar.

Na verdade, incómodos, verdadeiramente incómodos, mas pela impressão que causa a indigência intelectual, são os anónimos como você, que mesmo não tendo nada para dizer sobre o assunto em discussão, arvoram-se o direito de - anonimamente, claro! - vir apelidar de "carneirada" todo um conjunto de pessoas que não conhecem de parte alguma.

Isso não é ser ovelha negra, mas sim ovelha ronhosa.

Experimente dar trabalho ao cérebro e comentar os textos de forma inteligível… e aí, sim, logo se verá se é incómodo, inconveniente, apoiante, crítico, amigo, adversário…

Olinda disse...

Ele hâ cada maluco!...Chamar a atencao sobre si prôprio,usando o pretexto de direitos de inclusao,ê de louco.E passa por este blog,cada um...vai lâ,vai...
Sam,penso que tens um dom de provocâ-los!Toma cuidado,que de maluco a psicopata,a distancia nao ê grande,e alguns atê ameacam.

Um abraco

filho de boas famílias disse...

1- Assunto em discussão: você fica feliz com a morte de certos mortos. Ponto.

2- A carneirada existe neste blog: basta ver os insultos, rasteiros e estafados, do pastor do rebanho, quando uma ovelha negra se atreve a discordar do pastor e de algumas ovelhas bem comportadas, passe, mais uma vez, a redundância e o pleonasmo.

3- Dar trabalho ao cérebro: bye bye Cantigueiro, fique bem com o seu rebanho.

4- Não sou ovelha " ronhosa" nas sim ranhosa.Não me ofenda porque eu sou filho de boas famílias.

Anónimo disse...

Samuel não se incomode! Já lá diz o ditado quem desdenha quer comprar. Muita gente aponta para não ser apontado.

samuel disse...

Filho de boas famílias:

1- Parvoíce!

2- Insolência!

3- Esta, aplaudo convictamente!

4- As ovelhas não ficam com "ranho", infeliz! Apanham "RONHA", pobre criatura! É uma doença! Deixe lá as boas famílias… e informe-se antes de escrever asneiras

… seja como for uma pessoa de palavra… vou acreditar que, atendendo ao seu ponto 3, não vai ler esta resposta, nem qualquer outra.

João Pedsro disse...

O Samuelito está cada vez mais sectário. Parabens, é pela sua mente e outras que neste mundo conturbado que o seu partido não consegue descolar.

samuel disse...

João Pedsro: (na dúvida…) :-) :-)

"Caro" João Pedsro…

Primeiro, "ito" é o seu paizinho!

Segundo, folgo em ver mais um cidadão tão mortificado pelo facto de o "meu partido" não "descolar". Decididamente, vocês na direita trauliteira, parece que só ficariam felizes se vissem os comunistas com votações acima dos 50 por cento… a fazer fé na vossa constante e ridícula choradeira sobre "o partido que não descola". Fantástico! :-) :-)

Realmente… vocês não têm mesmo um pingo de vergonha na cara!

Claro que, dado o poste em que você decide plantar este comentário, atacando o meu "sectarismo e mais isto e aquilo"… depreendo que seja também um admirador do fascista suicida, homofóbico e assassino de guerra profissional. Esse era o assunto do post… se por acaso o leu.

Anónimo disse...

Ó Samuel, isso só lá vai quando tomar o comprimido para os nervos. Assim só insulta os seus leitores por tudo e por nada.

samuel disse...

anónimo (15:17):

Essa mania de se armarem constantemente em vítimas de "insultos"… há-de ter um nome clínico qualquer…

"Síndrome de virgem ofendida no meio do bordel"… parece-lhe bem? :-) :-) :-)

Anónimo disse...

claro que sim Samuel. Afinal o bordel é mesmo seu. Eu só cá passei. Fique bem

samuel disse...

anónimo (16:44):

Ora aí está, finalmente, uma resposta profunda, inteligente e com jeito! :-) :-) :-) :-)
Volte sempre.

Pedro Namora disse...

Anónimos são sinónimo de cobardia bafienta, salazarista; são os meninos nazis de que falava o poeta. Sinceramente, apenas sujam, emporcalham este magnífico blogue e não merecem de ti, Samuel, o esforço de uma linha. Estes porcalhões, se pudessem, matavam homossexuais, comunistas, pretos e tudo quanto lhes cheirasse a diferente do seu ódio vesgo, ranhoso, pestilento, esquizofrénico.