sábado, 23 de maio de 2009

Maio maduro Maio



Maio com meu amigo
Quem dera já
Sempre depois do trigo
Se cantará
Qu'importa a fúria do mar
Que a voz não te esmoreça
Vamos lutar
(José Afonso)

Ali ao fundo deste jardim de Lisboa pode ver-se uma estátua alta. É o monumento ao Marques de Pombal, plantado no meio da Praça com o mesmo nome.

Pessoalmente, abomino a figura e não gosto particularmente da Praça, mas se estivermos a falar de um número razoável de amigos que pretendem encontrar-se, é de facto um excelente ponto de encontro.

Apareçam por lá hoje, digamos... depois de almoço... e lá para as 15 horas cantamos umas cantigas juntos, deitamos para fora do peito umas verdades, bebemos da amizade, força e determinação uns dos outros...

Vão ver que faz bem! Até logo, então.

15 comentários:

Orlando Gonçalves disse...

Eu lá estarei, um abraço

do zambujal disse...

Então, até já!

Anónimo disse...

Até já! Contem com mais um!

GR disse...

Cantar talvez não cante, irei ouvir cantar!

Até mais logo!

Bjs,

GR

Anónimo disse...

Um Samuel inspirado reforça a vontade de estar presente. É só mais um...
Rui Silva

Maria disse...

Então até já...

Abreijos

Miguel disse...

Estarei lá pelo meio :-)

Antuã disse...

Até logo.

Fernando Samuel disse...

Num dia como este até eu vou cantar...

Até logo.

Abraço.

gabriela disse...

Comigo vão mais três!
Até ja.

CDU TORRES NOVAS: AUTÁRQUICAS 2009 disse...

até já. mesmo que não nos vejamos, cantaremos juntos, pois claro.
Um abraço

Cris disse...

Gostaria mesmo de poder estar...é nessas horas que a distância incomoda.
Beijos

amigona avó e a neta princesa disse...

E lá estive...e foi um mar imenso...e cantei contigo...obrigada amigo...

zemanel disse...

Foi porreiro pá!

samuel disse...

E não é que apareceram mesmo todos???!!!

Abreijos!