terça-feira, 4 de agosto de 2009

Sanfona - Vira o disco...



Lembram-se da bela sanfona? E da homónima senhora deputada do PS, também? Óptimo! É que eu, desde o texto que aqui lhe dediquei, andava com a impressão de que poderia ter havido algum exagero nos trocadilhos com o nome da senhora, género “dar-nos música”, “tocas bem mas não sei o quê...”, esse tipo.

Afinal a candidata à Câmara de Alpiarça constitui uma realidade que ultrapassa largamente a ficção, sendo ela própria "um substantivo que dispensa adjectivações de qualquer espécie" (adoro esta frase que li não sei onde!). Num repente, assim do nada, Sónia Sanfona resolveu prometer aos munícipes uns quantos médicos (que fazem falta, sem dúvida!) para o Centro de Saúde, garantindo que isso resulta de um compromisso assumido com ela pelo Governo. Para os "Tomés" que preferem ver, apropriei-me deste vídeo no blogue "Aldeia Vermelha", que também conta bem a estória.

Enquanto ninguém, da parte do Governo, vier dizer claramente que a candidata Sanfona está a mentir, poderemos então pensar que temos um Governo que, criminosamente, faz acordos manhosos com candidatos autárquicos da sua cor política, interferindo objectivamente na campanha eleitoral e corrompendo os seus resultados. É um “compromisso” ainda mais espantoso, tendo em conta que no princípio deste ano, a uma pergunta escrita do deputado Bernardino Soares (PCP) exactamente sobre quais os planos imediatos que o Governo tinha para resolver este caso de Alpiarça, este respondeu “NIM”.
Várias perguntas ficam no ar, mas para quê estar eu para aqui a “inventá-las”, se o deputado António Filipe (PCP) já o fez tão bem?

Texto da pergunta escrita do António Filipe (surripiado ao “Canhotices”)

"O jornal “O Mirante” do passado dia 1 de Agosto noticiou que a candidata do PS à Câmara Municipal de Alpiarça anunciou a contratação de médicos para reforçar o centro de saúde local, resultado de contactos estabelecidos entre a própria e o Governo.
Segundo esse jornal a deputada terá referido que o reforço de profissionais, por ora em número incerto, resulta de contactos estabelecidos com o Governo, responsável pela efectiva contratação dos médicos.
E cita palavras da própria: "Foi um acordo estabelecido com o poder central, o Governo, para colmatar falhas na região a nível da carência de profissionais do sector da saúde".
Mais se refere que a candidatura da deputada à autarquia local enviou à comunicação social um comunicado onde é dito que o anunciado reforço de médicos em Alpiarça é um dos compromissos que a candidata assumirá com a população de Alpiarça.
Esta notícia é tanto mais estranha, porquanto, perante a Pergunta ao Governo n.º 934/X(4.ª) apresentada pelo Deputado Bernardino Soares em 14 de Janeiro de 2009, precisamente sobre a falta de médicos no Centro de Saúde de Alpiarça, o Governo respondeu em 18 de Março, não dando qualquer garantia de resolução do problema a curto prazo.
Se o Governo encontrou forma de colmatar o problema de uma forma estável e duradoura, tal como a população tem vindo insistentemente a exigir, com o apoio do PCP, isso é seguramente motivo de congratulação.
Porém, a ser verdade que o Governo estabeleceu um acordo com a candidata do PS à Câmara Municipal de Alpiarça, tal configura uma violação grosseira dos deveres de neutralidade e imparcialidade das entidades públicas estabelecido no artigo 41.º da Lei Eleitoral para os Órgãos das Autarquias Locais, segundo o qual, “os órgãos do Estado não podem intervir directa ou indirectamente na campanha eleitoral, nem praticar actos que de algum modo favoreçam ou prejudiquem uma candidatura em detrimento ou vantagem de outra”.
Tal procedimento constitui inclusivamente um ilícito criminal, punível, nos termos do artigo 172.º da citada lei, com pena de prisão até 2 anos ou pena de multa até 240 dias.
Nestes termos, ao abrigo da alínea d) do artigo 156º da Constituição e da alínea d) do n.º 1 do artigo 4º do Regimento da Assembleia da República pergunto ao Ministério da Saúde, se foi estabelecido algum acordo entre o Governo e a candidata do PS à Câmara Municipal de Alpiarça destinado a colmatar a carência de profissionais de saúde naquele município.

O Deputado
António Filipe "

14 comentários:

Pata Negra disse...

Já sabíamos! As coisas são assim mesmo! Se eu vivesse em Alpiarça também tocava na Sanfona! É "o rouba mas faz" em versão xuxacandidato: ela tem uns amigos no governo e tal...
Já o fazem às claras e sem vergonha: dará votos?! Quais são as primeiras?! Juro que me esqueci! As legislativas ou as outras?! À cautela, o melhor mesmo, é não votar PS/D!
Um abraço em leilão de médicos

salvoconduto disse...

Isto está mesmo de rastos. Vale tudo, até tirar olhos.

Abraço.

do zambujal disse...

É isso mesmo! Mas o que acho curioso sublinhar é quem Alpiarça, ao som da Sanfona, o #novo ciclo, nova ambição" pretende seguir-se a um "velho ciclo, velha ambição" do mesmo PS! Isto é só mudança... mas intestina, da que cheira mal porque só mudam as moscas.
Um abraço

Maria disse...

Pois é! Primeiro a promoção da senhora como relatora das célebres conclusões que não reproduziram o que foi dito na comissão parlamentar, e agora o prémio de destaque e uma promessa que não é para cumprir - ela não será eleita, os alpiarcenses têm que ter os olhos abertos!

Abreijos

ARISTIDES DUARTE disse...

Ora, sanfona!!!

Méon, disse...

Caro Samuel:

O seu informador não lhe deu o recado completo: o CANTIGUEIRO sempre esteve presente no meu blogue, apenas lhe dei um nome diferente na entrada.
E vai continuar presente porque o considero muito bom - apesar de não concordar com algumas "sectarices" partidárias que destoam do tom geral, eivado de humor inteligente e boa escrita.
A interpretação que me levou a dar um nome diferente na identificação do seu CANTIGUEIRO justifica-se por si, como mais uma vez se provou por este equívoco...

Mas não precisa de ir a correr repor o meu link. O blogue deste seu admirador ( que o sou, desde que o ouvi há meia dúzia de anos na Ericeira) apenas serve para ir dando notícias aos amigos, não aspira a mais nada.

samuel disse...

Caro Méon,

Lá no seu "O lugar no tempo", espero ter dado por concluído este equívoco. Sinceramente, pensei que era a sua vontade, como já vi várias vezes, noutros casos.
Se não aparecer por aqui alguém que discorde das "sectarices" isto tem menos sabor... :-)))

Um abraço.

samuel disse...

Méon,

Apenas para acrescentar, já que me esqueci de o fazer, tanto lá como aqui, que a sua nova designação do Cantigueiro, embora ache que ninguém perceberá que aquilo é um link para aqui, poderia ser um pouco menos desagradável (arrogante, mesmo!) para com os comentadores que não pensam como você pensa... mas claro, é uma lei da vida, a "sectarice" está sempre nos outros... :-)))

Saludos!

samuel disse...

Pata Negra:
À cautela... é o melhor, sim!

Salvoconduto:
Portugal está a ficar cada vez mais “estranho”...

Do Zambujal:
As mudanças, arranjos e consequentes desarranjos “intestinos”... é no que dão!

Maria:
Pois... ao que parece, a promessa não lhes vai custar um cêntimo.

Aristides Duarte:
-se! ☺


Abreijos colectivos!

Antuã disse...

promessas Sanfónicas, isto é, PS.

Méon, disse...

Samuel:

Respondendo ao seu comentário, tenho de dizer: "Touché"!
Não tinho intenção de rebaixar ninguém mas reconheço que não basta a intenção... Daí a emenda.

Saudações bloguistas!

samuel disse...

Méon:

:-)))
Abraço.

Fernando Samuel disse...

Estou curioso sobre a resposta que o ministério vai dar - se é que dá...

Um abraço.

Anónimo disse...

ESCANDALO: SANFONA GATE

Agrupamento desconhece contratação de médicos para Alpiarça anunciada por candidata do PS




A candidata do PS à Câmara de Alpiarça, Sónia Sanfona, anunciou Sábado, através de comunicado que conseguiu “assegurar a contratação de médicos para reforçar os efectivos do Centro de Saúde local” e que os mesmos “iniciarão funções no mês de Agosto”. A informação causou surpresa por vir de uma candidata e por o problema da falta de médicos se arrastar há meses sem solução.


Contactada por O MIRANTE, a presidente do agrupamento de Centros de Saúde da Lezíria, Luísa Portugal, disse a O MIRANTE que o processo para a contratação de médicos não só para o Centro de Saúde de Alpiarça como para outros da região ainda não está concluído. A médica não confirmou a entrada em funções de qualquer médico em Agosto, admitindo, no entanto, que possam ser lançados concursos para a sua contratação.


Luísa Portugal reconhece que a situação de Alpiarça é uma prioridade porque existem quatro mil pessoas sem médico de família, mas lembra que há outros casos complicados como o de Almeirim, onde nove mil pessoas estão na mesma situação.


A presidente do agrupamento garante que já reuniu com a presidente da Câmara de Alpiarça, Vanda Nunes (PS), e com a comissão de utentes do concelho para comunicar a situação em que estava o processo, mas não teve qualquer encontro com Sónia Sanfona ou com qualquer outro candidato candidatos à câmara.


A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo não faz comentários à comunicação da candidata socialista, realçando que a contratação de médicos está nas mãos do agrupamento.


Sónia Sanfona diz que há algum tempo tem vindo a alertar para a situação do centro de saúde da sua terra e que com “esta conquista fica assim minimizada a grave carência sentida pela população”. Mas outros partidos e a própria câmara municipal têm vindo também a alertar o Governo para o problema.


O PCP de Alpiarça emitiu um comunicado em que manifesta estranheza pelo anúncio feito pela candidata do PS e num requerimento dirigido ao Ministério da Saúde, refere que a ser verdade, a situação “configura uma violação grosseira dos deveres de neutralidade e imparcialidade das entidades públicas”. Aquela força política lembra que “os órgãos do Estado não podem intervir directa ou indirectamente na campanha eleitoral, nem praticar actos que de algum modo favoreçam ou prejudiquem uma candidatura”.