sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Bertold Brecht (10 de Fevereiro de 1898 - 14 de Agosto de 1956)



A Troca da Roda

Estou sentado à beira da estrada,
o condutor muda a roda.
Não me agrada o lugar de onde venho.
Não me agrada o lugar para onde vou.
Por que olho a troca da roda
com impaciência?

(Bertold Brecht)

10 comentários:

Irlando disse...

Talvez com vontade, que a roda não fosse mudada.

Justine disse...

Não há meio dessa roda ser trocada de vez...

Fernando Samuel disse...

Sim, porquê essa impaciência?...

Um abraço.

amigona avó e a neta princesa disse...

Está tudo dito!
Obrigada por recordares!
Abreijos

Maria disse...

Mais uma vez em sintonia... porque será???
Voltarei com mais tempo, muito brevemente :) :) :)

Abreijos

Jorge disse...

E desta vez é mesmo de Brecht!
[ ao contrário do que sucedia aqui:
http://samuel-cantigueiro.blogspot.com/2009/02/indiferenca.html ]
Pertence às «Buckower Elegien» e o título em alemão é «Der Radwechsel».
http://de.wikipedia.org/wiki/Buckower_Elegien
Só me falta saber quem fez a tradução (que, aliás, está correcta)...

Pata Negra disse...

Porra, este tal Brecht não é um cartaz do Licor Beirão que encontramos no caminho, nem sequer é uma fonte, é um companheiro, uma espécie de avô amigo de quem recordamos sempre o "costumava dizer"...

Um abraço macaco (macaco daqueles em que só pensamos quando temos de mudar a roda!)

Anónimo disse...

Poderia responder ao Brecht:"Porque sei que nenhuma roda me conduzirá! Serão os meus passos que me conduzirão! Não poderei esperar que forças externas façam aquilo que só eu deverei fazer: seguir o meu caminho! Assim, para quê esperar que o condutor mude a roda?"
De nada serve esperar que outras "Rodas" nos guiem!
A mudança, o mudar de caminho, o mudar de rumo, fazer o futuro, está nas nossas mãos!

Um abraço

Beta

Méon, disse...

Retribuo o abraço, ó infatigável Cantigueiro!

Cá vou passando, regularmente. E degustando...

J Md$ D

samuel disse...

Per tutti:
É urgente fazer o caminho...


Abreijos gerais!