terça-feira, 18 de agosto de 2009

Ter razão compensa!




O nosso amigo Aníbal Pires, do blogue “Momentos” teve a gentileza de me oferecer este prémio, concebido para assinalar blogues comprometidos culturalmente, politicamente, socialmente...

Agradeço o gesto e passo-o aos muitos blogues comprometidos que estão na minha lista, mas desta vez, subvertendo a minha própria regra, concentro essa “passagem” em dois deles, que (cada um à sua maneira) são para mim, todos os dias, grandes exemplos desse “comprometimento”, o “Cravo de Abril” e o “Anónimo do Séc. XXI”.

Esta “cerimónia oficial de aceitação do prémio” é, entretanto, uma excelente ocasião para contar uma singela estória já com alguns dias. Passa-se exactamente com o Aníbal Pires, que vive actualmente nos Açores, onde coordena o trabalho político do PCP e da CDU, força política que representa como deputado na Assembleia Regional.

Há já bastante tempo, foi convidado a título pessoal (não como dirigente partidário) para colaborar, com uma coluna de opinião, de forma regular e rigorosamente gratuita, no “Açoriano Oriental”, que desta forma, juntando as suas crónicas às de outros colaboradores de cores ideológicas diversas, arejava os seus pergaminhos de jornal adepto do pluralismo de ideias.

Nos finais da última campanha eleitoral para as Eleições Regionais, o Governo Regional dos Açores, ou melhor, o Partido Socialista, fez distribuir dentro do “Açoriano Oriental” um encarte com a sua propaganda eleitoral. Perante a ilegalidade deste acto a CDU foi a força política que “não se ficou” e apresentou queixa à Comissão Nacional de Eleições.

A coisa foi passando sem consequências de maior, até há poucos dias. Quando a CNE tomou finalmente uma decisão sobre o caso, dando razão à CDU e aplicando um “raspanete” ao jornal e ao PS, a situação mudou. Num mundo ideal, tanto o jornal como o Partido Socialista teriam feito chegar à CDU um qualquer gesto “diplomático”, um reconhecimento do erro... mas não em Portugal! Em Portugal, 35 anos depois do 25 de Abril, o Aníbal Pires foi chamado a uma reunião informal numa mesa de café, por um representante da “Açormedia”, proprietária do jornal, o qual, algo encavacado, o informou de que o “Açoriano Oriental” dispensava a sua colaboração a partir desse mesmo dia. Assim mesmo, a seco. Ficou acordado, então, que o Aníbal escreveria uma última crónica, como forma de despedida dos leitores, acordo esse que o jornal viria a não honrar.

Aqui fica o texto dessa crónica que não chegou a ser publicada:

“Hasta!”
“Por ora chega ao fim a minha colaboração semanal com o Açoriano Oriental (AO). Ao longo dos últimos 6 anos partilhei com os leitores aquilo que penso sobre um leque variado de assuntos mas, mais do que difundir opinião pessoal procurei deixar espaço para reflexão e discussão, até porque considero que a realidade observada pode ter várias leituras e, não me cabe mais do que dar a minha própria visão deixando espaço para a opinião de quem foi tendo paciência para ler o “Olhares”.
Iniciei a minha colaboração regular com o AO em Janeiro de 2004… …”


Como, felizmente, o mundo ainda é povoado por muitas pessoas com colunas vertebrais maravilhosamente verticais, pessoas essas de que a CDU, embora não pretendendo (obviamente) ter o exclusivo, pode gabar-se de ter nas suas fileiras um número invejável, o nosso companheiro José Decq Mota, indiscutivelmente uma dessas pessoas, actualmente vereador da CDU na Câmara Municipal da Cidade da Horta (Faial) e igualmente colaborador de forma graciosa do “Açoriano Oriental”, fez imediatamente chegar às mãos do director esta "luminosa" carta de solidariedade para com Aníbal Pires:

“Caro Senhor Director: O repulsivo afastamento do meu Camarada Aníbal Pires da lista de colaboradores graciosos do "Açoriano Oriental", determina que eu cesse de imediato a colaboração, também graciosa, que há muitos anos mantenho com esse Jornal. A Administração da Açormedia, ao agir como agiu… …”



E assim, este bonito passeio pelo nosso pluralismo nacional de inspiração socrática, traz-me de volta ao título deste post.
Ter razão compensa... mesmo quando tudo parece indicar o contrário!

14 comentários:

Daniel disse...

O amigo Aníbal Pires é apenas mais um da lista de dispensados do AO, que antes se chamava "Açores". O AO era um semanário de que aquele tomou o nome. Depois de mais de dez anos de colaboração gratuita no "Açores", fui dispensado por a minha colaboração ser "aleatória". Foi talvez uma maneira de não dizerem "alienatória", pois, na ideia dos donos, era isso que seria a minha luta, que me fez sofrer bastante, contra os separatistas.

Anónimo disse...

Eles andam aí!...
Os "papões" do lápis azul, os bufos, os legionários e toda a corja do "24", tinham de se acoitar em algum lado... Naturalmente, onde encontrassem guarida. E onde melhor, se não no Partido de Sócrates (P"S")?

Rui Silva

José Rodrigues disse...

Diz o €urodeputado Vital que o PCP e Bloco de "Esquerda"(?) querem entregar o poder à direita.Mas com este PS não há nessessidade!...


Mais CDU e abraço!

Sérgio Ribeiro disse...

Comentário com três endereços:
- Samuel-Cantigueiro mais um post "dos teus". Boa! E muito grato pela referência e "distinção" que fazes ao anónimo do séc.xxi.
- ao Anibal Pires e José Decq Mota - abraços, um que já coloquei no blog do Aníbal.
- ao Açoreano Oriental (e a quem nele manda) - tenham vergonha e repeitem o vosso passado.

Abraços

Sérgio Ribeiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Hilário disse...

A minha total solidariedade ao meu camarada Anibal Pires.

Quanto aos senhores do Açoreano Oriental, dizer que nunca conseguirão calar a boca à Verdade.

Um Abraço

Fernando Samuel disse...

Ter razão compensa - e muito... mesmo que a compensação demore algum (muito) tempo a chegar...
(obrigado pela «distinção»)

Abraço.

J.S. Teixeira disse...

Parabéns pelo prémio. Considero que é totalmente merecido. Que isso lhe dê mais força para continuar a dizer as verdades que já me acostumei a ler no seu blogue.

É inadmissível o pagamento que o candidato do PSD Seixal irá fazer (ou já fez) a 3 jornais locais em troca de publicidade à sua candidatura. Saiba porquê no blogue O Flamingo.

Irlando disse...

Não sei qual a importãncia, que os prémios têm para ti.Mas sei, que é problema de muitos o comprometerem-se.E como já alguém dizia. Não me comprometas.

Sílvia disse...

Um abraço solidário ao Aníbal Pires e José Decq,e a todos os que, pelo mundo, são emudecidos por artimanhas abjectas e condenáveis como as do AO. Lacaios!
bjs,
Sílvia

Anónimo disse...

Samuel não acha um bocado ridiculo, os blogues de militantes ou apoiantes do PCP andarem a dar prémios uns aos outros....

Não havia necessidade.....

Maria disse...

Ter razão compensa sempre. Excelente e esclarecedor este post.
E como é bom ter Camaradas como o Aníbal Pires e o Decq Mota e tantos outros todos...

Anónimo disse...

Não foi este senhor Decq Mota, quando não foi reeleito deputado pelo PCP nos Açores, andou a dizer na comunicação social que se ia inscrever no desemprego?????

Apesar de na época já se fazer sentir bastante o desemprego, que hoje afecta tantos e tantas portuguesas,será que este senhor não tem outra profissão para além da politica?

samuel disse...

Daniel:
Devias (e deves) ser um “espinho”, sim... ☺

Rui Silva:
Servidos por estes “órgãos de informação”, tantas vezes mais papistas que o papa...

José Rodrigues:
E ele dá uma enorme ajuda! ☺

Sérgio Ribeiro:
A este endereço chegou bem... ☺

Hilário:
Não conseguirão, mas tentam...

Fernando Samuel:
Demore o que demorar...

J.S. Teixeira:
Obrigado!

Irlando:
A importância? Deixarem-me encavacado... ☺

Sílvia:
Eles merecem-no!

Anónimo:
Acho... e até fútil e inútil, se quiser... embora, de longe, muito menos ridículo, fútil e inútil do que este seu comentário!

Maria:
É bom e faz bem ao espírito! ☺

Anónimo:
Ah disse? E você acreditou?!!!
O amigo, de facto, tem ar (apenas pelo comentário, claro!) de quem não vê uma ironia ou uma piada, nem que tenham o tamanho de um prédio... ☺ ☺
Genial!!!


Abreijos (quase) gerais!