domingo, 11 de novembro de 2007

Legitimidades






Foram ambos malcriados, num acto público. em exercício de funções.
Faltaram ambos ao respeito um do outro e dos estados que ali  representavam.
Um, legitimado por eleições recentes. O outro, legitimado por uma queca longínqua.
Aqui não interessa para nada saber se prefiro eleições ou quecas, mas para legitimar chefes de países, acho que ainda vou mais pelas eleições.
Manias!...

P.S.  Todos os comentários são bem-vindos, mas apontar-me os mil e um defeitos de Chavez será uma perda de tempo, já que é pessoa por quem não tenho simpatia. Sobre Juan Carlos nem sequer me ocorre nada para acrescentar pois não sou grande cliente de revistas cor-de-rosa.

14 comentários:

de almada disse...

A questão principal é a seguinte; Aznar é ou não é fascista?
Uma pessoa que engendrou com Bush, Blair e Barroso a criminosa situação em que o Iraque se encontra, com centenas de milhares de mortos, o que é???
Democrata?
Que tenta aproveitar um criminoso atentado terrorista, com dezenas de vitimas para ganhar eleições, o que é?
Há que perder o receio de chamar os bois pelos nomes.
E convém não esquecer que a Boubónica figura, foi lá colocada por vontade do caudilho generalissimo Franco.
Há que ter memória.

de almada disse...

Aliás, convém corrigir que Juan Carlos não foi legitimado por uma queca, mas pelo generalissimo criminoso.

Maria disse...

Pergunta cretina (estilo Mafaldinha): e os senhores de que falas são os da foto?
Ah, tão amigos que eles eram.....

Abraço

samuel disse...

De Almada
Estás carregado de razão.
Todos os fascista são canalhas, nem todos os canalhas são fascistas, Aznar é um canalha!
Quanto à queca foi só por achar mais graça... e mais ridículo. É a figura que cada vez mais quase todas as famílias "reais" fazem: uma figura ridícula.

samuel disse...

São os da foto sim, Maria.
Mas cabiam lá tantos mais!...

Sininho disse...

Só passei para mandar um abraço e agradecer.
Amanhã voltarei com mais tempo.

Fernando Samuel disse...

A diferença entre Hitler e Bush é que o primeiro usava bigode. Aznar, o criadote de Bush, usa bigode. Está a diferença anulada.
É claro que estou a brincar, mas há uma pergunta séria que exige que lhe demos uma resposta séria: o que é ser fascista hoje?

Quanto a Chavez, as minhas simpatias vão para o essencial do qe ele tem vindo a fazer na Venezuela.

Silvia Madureira disse...

Cenários tristes destes vê-se muito em política!

um abraço

são os nossos bons exemplos!

Sininho disse...

Volto aqui depois de me aperceber que o autor do blog é uma pessoa com quem me fartei de cantar...à distância.
Ele nos discos e em palcos e eu...na minha casinha.
Também tenho uma viola e naqueles tempos recuados, cantava com os meus filhos todas aquelas cantigas (todas menos uma) o que não vem ao caso.
A minha opinião é que já se passaram demasiados anos e os conceitos não são os mesmos.
Asnar, goste-se ou não, foi eleito numas eleições livres e perdeu outras, cedendo o lugar ao seu opositor.
Dficilmente a ideia de «fascista» se encaixa aqui.
O senhor Chávez parece-me mais uma personagem de Guignol.
Quanto ao rei, também não sou cliente de revistas do coração mas tem-se comportado com dignidade à frente de um país que tem vindo a afirmar-se, sempre num registo democrático.
A minha noção de democracia é a de um regime livre, sem censura e onde o poder é ganho nas urnas.
Não que os políticos andem a fazer grandes figuras ùltimamente mas ainda assim, é o único sistema que entendo como válido.
Desculpe lá o relambório, é a minha maneira de ver, picada por alguns comentários anteriores...

Abraço

samuel disse...

Sininho

Grato pela visita, esta agora a sério.
Obrigado pela companhia que me fazia em todas as cantigas menos uma... Qual seria a "danada"? :)

Quanto ao comentário, embora "picado" por alguns dos anteriores, está perfeito.
A minha pequena provocação, no post, chamando aos dois igualmente malcriados, foi exactamente, como em qualquer provocação, para ver no que isto dava...
Agora se for para "me comentar" mais seriamente, direi que também acho o rei uma figura que, convém não esquecer, teve um papel importante na pacificação da Espanha no seu percurso para a democracia, que podia ter sido bem mais complicado, só que eu e reis...
Sobre Aznar, não caio na tentação confortável de lhe chamar fascista e arrumar o assunto. Qualquer espanhol que tenha vivido sob a ditadura de Franco, sabe perfeitamente que há "alguma" diferença. Chamei-lhe canalha, já está mais que bom para desabafo.
Sobre Chavez, embora aplauda e apoie muitas das medidas que tomou e está a tomar e quando digo muitas é mesmo para deixar claro que não são todas, o meu problema é quase só com o estilo demagogo e populista do homem.
Abraço.

Cris Caetano disse...

Não gosto de Chavez por motivos óbvios, é um anti-democrata. Não gosto de Aznar, mas não lhe cabe o adjetivo de fascista, foi eleito pelos espanhóis, governou e depois perdeu a eleição para seu opositor que estava lá tentando falar enquanto o Hugo Chavez não se calava.
E quanto ao rei, mesmo aparecendo em revistas cor-de-rosa como qualquer outro monarca nos dias atuais, acho que a atitude dele com relação aos espanhóis tem sido muito digna, o caso "Atocha" ilustra bem isso. E achei ótimo que ele tenha se levantado e ido embora. Enfim...
O Chavez é a desgraça (desculpe-me o exagero, mas é inevitável) da América Latina e dói muito ver o Lula (presidente do meu país) considerar um ditador como um amigo .
Vim aqui por curiosidade (através da Sininho)e achei bastante interessante.
Um abraço!

samuel disse...

Obrigado e vá aparecendo Cris.
Eu mesmo com núvens irei atravessando o Atlântico.
Abraço!

Anónimo disse...

O que terá vindo ele fazer à Monarquia Espanhola?
Parece-me que todos conhecemos a geografia do petróleo, e os regimes políticos que sustentam esses espaços geo- petroleiros .
Quem não sabe procure um mapa !
Em Inglaterra, à revelia do Primeiro Ministro , ele, Chàvez e o »Presidente da Cãmara» e bem , aquecem os mais pobres de Londres.
Se viesse a Portugal poderia até ter uma reunião com os executivos camarários das regiões, onde não há lume, já que em Lisboa prolifera a indigência nova-rica nos Centros Comerciais e Hipermercados. Sempre a ler e protestar com os àrabes que nos tiram tudo e ficamos sem petróleo como na Idade Média.

Quanto á memória histórica para que alguns comentários apontam por cá verifique-se que com alguma prata velha da casa anda-se de audiência em audiência , de peditório em peditório. E porque será ?
O que não há é dinheiro para quem se colocará logo em bicos de pés !! Se na Monarquia Espanhola houve toda aquela canonização de Roma em Roma , é lamentável e hediondo, mas por cá não faltarão frades e freiras laicas. Saúdo Zapatero que fez lei e bem .
Saúdo todos os que lutaram contra fascismo, e que não querem mais nada do que lhes foi concedido, e sabe-se o quê, se mais quiserem que sejam apenas As mãos limpas dos Ministros e Políticos para o futuro que vai faltando.
Fique o exemplo, porque todos sabemos que a vida está pela hora da morte!!!!
Está claro? Lamento se não está claro para os menos entendidos, mas não posso fazer um boneco.

Anónimo disse...

O que terá vindo ele fazer à Monarquia Espanhola?
Parece-me que todos conhecemos a geografia do petróleo, e os regimes políticos que sustentam esses espaços geo- petroleiros .
Quem não sabe procure um mapa !
Em Inglaterra, à revelia do Primeiro Ministro , ele, Chàvez e o »Presidente da Cãmara» e bem , aquecem os mais pobres de Londres.
Se viesse a Portugal poderia até ter uma reunião com os executivos camarários das regiões, onde não há lume, já que em Lisboa prolifera a indigência nova-rica nos Centros Comerciais e Hipermercados. Sempre a ler e protestar com os àrabes que nos tiram tudo e ficamos sem petróleo como na Idade Média.

Quanto á memória histórica para que alguns comentários apontam por cá verifique-se que com alguma prata velha da casa anda-se de audiência em audiência , de peditório em peditório. E porque será ?
O que não há é dinheiro para quem se colocará logo em bicos de pés !! Se na Monarquia Espanhola houve toda aquela canonização de Roma em Roma , é lamentável e hediondo, mas por cá não faltarão frades e freiras laicas. Saúdo Zapatero que fez lei e bem .
Saúdo todos os que lutaram contra fascismo, e que não querem mais nada do que lhes foi concedido, e sabe-se o quê, se mais quiserem que sejam apenas As mãos limpas dos Ministros e Políticos para o futuro que vai faltando.
Fique o exemplo, porque todos sabemos que a vida está pela hora da morte!!!!
Está claro? Lamento se não está claro para os menos entendidos, mas não posso fazer um boneco.