sexta-feira, 30 de novembro de 2007

A matilha



Apesar do "número" piedoso do Ministro das Finanças Teixeira dos Santos, para consumo televisivo, a que assistimos há umas semanas, a funcionária da Junta de Freguesia de Piães, Ana Maria Brandão, que só se desloca com ajuda e depende de terceiros para coisas tão simples como alimentar-se ou vestir-se, viu novamente recusada a reforma, pela Caixa Geral de Aposentações.

Quem é esta gente? Porque é que ninguém lhes dá um berro bem no meio do focinho? Porque é que já nem ficamos surpreendidos?

Somos governados por gente que "fala bonito" mas que pela calada nos vai atiçando os "rottweilers"!

9 comentários:

Hertz disse...

...pois é,esta porra vai de mal a pior,esta porra de trabalhar até à cova,e agora também trabalhar acamado,faz soltar a mola!

Rui Caetano disse...

Com esse ferocidade e com esses dente arreganhados quem é que enfrenta a matilha?

Sininho disse...

Há aqui alguém que deve, urgentemente, ser posto no olho da rua.
Ou é o ministro ou são os doutores da junta médica.
E, de preferência, com um cãozinho destes largado no encalço.

Abraço

Maria disse...

já mete nojo.
brrrrrrrr.....
témi

Rosa Maria disse...

Isto é mesmo um escandalo.
É uma vergonha o que se está a passar neste país com as aposentações sa CGA.

Obrigada pela referência à minha Tertúlia.

Abraço

Maria disse...

O grande problema aqui, Samuel, "é que já nem ficamos surpreendidos"....
E se deixamos instalar-se esta nossa "in"surpresa, a gente vai-se habituando e depois..... já sabes...

Abraço
(porque não fazes a canção?)

Anónimo disse...

É pois alguém a avisar:
-Sr finanças , veja no que se mete?
-Sr Finanças mandamos lá uns mediquitos isto é-nos bastante !
- Sr finanças olhe lá, passamos por cima de quem quer que seja.
-Sr finanças dê-se ao respeito, não se arme em samaritano avulso!

Tudo isto tem um nome , só que ninguem diz qual é , nem eu próprio .

Minerva McGonagall disse...

É incompreensível. Será que não há ninguém que dê um estalo a esta gente?

Anónimo disse...

Aposto que tudo se deve a um erro informático.... não é este o alibí mais usado por estes anormais? Vou emigrar... outra vez!