quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Para credibilizar o partido, a democracia e a política em geral



«Eu digo aqui peremptoriamente que não estou nessa corrida por uma razão muito simples. Fui eleito para o Parlamento Europeu há pouco mais de quatro meses e, portanto não faria sentido neste momento que me candidatasse à liderança. Seria um mau sinal para a democracia».

Paulo Rangel, 29 de Outubro de 2009, na RTP1


Quando no fim de Outubro do ano passado ouvi esta frase dita “peremptoriamente” por Paulo Rangel (aqui copiada do “Arrastão”), a questão deixou de ser se ele iria ou não candidatar-se ao lugar… mas sim quando é que o faria. E pronto! Foi agora. Devido a «condições extraordinárias».

O PPD terá assim que escolher entre a fúria neoliberal com que Passos Coelho transformaria Portugal numa empresa privada, a “espécie de coisa nenhuma” que é Aguiar Branco… e esta ventoinha de demagogia e chavões do tamanho de prédios… que é Paulo Rangel.

O meu problema não é a entrada em cena de mais um mentiroso nem são as frases feitas (algumas sujas) com que o ainda eurodeputado vai inundar os media durante a sua campanha para a liderança do PPD, ou, se a conseguir ganhar, os comícios delirantes que produzirá em futuras eleições legislativas. Não! O que é trágico é o timbre de voz com que tudo será dito. É um raio de um som capaz de arrasar os nervos a qualquer mortal! Uma boa definição de pesadelo será a possibilidade de um entendimento pré-eleitoral com o CDS, que resulte numa reedição da AD e que acabe em comícios “a duas mãos”… com as vozes de Rangel e Paulo Portas guinchando pelos telejornais e altifalantes de norte a sul do país. Haja tímpanos!

13 comentários:

Maria disse...

E haja paciência...
E outras coisas...

Abreijos

Irlando disse...

Estes sim!São os verdadeiros democratas.Aqueles em que o povo deve acreditar.

Carlos Machado Acabado disse...

Na República dos Trapalhões há sempre lugar para mais um...
Decididamente, somos, como País, cada vez mais uma nação-latrina, situada na Península... Pindérica!

Fernando Samuel disse...

Jesus!, para o que nós estamos guardados...

Um abraço.

Curioso do Mundo disse...

"É preciso não amarrar os homens eternamente aos erros que cometeram.Há homens que são recuperáveis.(...)Isso não significa que se ande com os fascistas ao colo.É preciso ter a lucidez para saber distinguir.E não é preciso ser nenhum intelectual para poder distinguir onde está o bem e onde está o mal"- BrigºVasco Gonçalves nas comemorações da implantação da República(Porto,em 5-10-1974)Nos tempos que correm é cada vez mais necessária a tal lucidez de falava o companheiro Vasco...

Abraço

filipe disse...

A tragédia, que se abate sobre um povo inteiro, revela estes personagens de comédia de pacotilha, de ópera bufa. Até quando, "nobre povo"?
Abraço.

Pata Negra disse...

“O PSD é o partido da ruptura em Portugal. Foi o PSD que pilotou a ruptura com a tutela militar e assegurou a passagem definitiva para uma democracia tipo ocidental. Foi o PSD que nos libertou da colectivização da economia”
Assustei-me quando o ouvi dizer estas palavras, pensei, a seguir vai dizer: Foi o PSD que pilotou o 25 de Abril e que libertou Portugal do fascismo!
Mas não! O homem não sujou as mãos! É bom para desempenhar o papel de Sócrates!
Um abraço libertado

anamar disse...

Estou-te a ler-te e a lembrar mesmo a voz do homem...

Felizmente que estou de auscultadores a ouvir a minha Marginal...
Abreijo

Antuã disse...

É desta gentalha que o povo gosta, por enquanto, e com o apoio da sabuja comunicação social.

Miguel Jeri disse...

"ventoinha de demagogia e chavões do tamanho de prédios"

Este post é poesia!

Um abraço

PS (salvo seja) - os comícios já cheiram demasiado a povo para os engravatados do PPD

http://tempodascerejas.blogspot.com/2009/05/deslumbramentos.html

samuel disse...

Maria:
Resumindo: haja...

Irlando:
Como as novas versões dos mesmos detergentes... sempre, sempre muito melhores.

Carlos Machado Acabado:
Boa, mas triste definição.

Fernando Samuel:
Vai ser terrível! ☺ ☺

Curioso do Mundo:
Se não fosse assim, então estaria tudo perdido... embora muitos, mesmo depois de “recuperados”, não me interessem para rigorosamente nada.

Filipe:
Até cair o pano...

Pata Negra:
O PPD é bestial! Pois se até foi de lá que veio o Sócrates!...

Anamar:
Essa é uma excelente medida. Auscultadores, boa música...

Antuã:
Até um dia...

Miguel Jeri:
☺ ☺
Mas o que tem que ser tem muita força! ☺



Saludos generalizados.

São disse...

" ventoinha de demagogia" merece um poema, rrss Parabéns.

Mas não há ninguém de valor, a sério?! Esconderam-se?

Um abraço

samuel disse...

São:
☺ ☺


Abreijos.