segunda-feira, 25 de julho de 2011

Nuno Crato – Ok! Matemática. E...?




Os animais exibidos nos circos fazem coisas extraordinárias! O problema é que, para além daquele número de circo específico para que foram treinados, não sabem fazer mais nada. Daí que os anglo-saxónicos tenham inventado uma frase para definir os humanos vítimas da hiper-especialização que, tal como os animais de circo, pouco mais sabem fazer, ou de pouco mais sabem falar, para além da sua especial "habilidade". São os sobejamente conhecidos e, infelizmente, espalhados por todos os ramos das mais diversas actividades... One trick ponys.
Espero que não venha a verificar-se ser este caso do novo ministro da Educação. Na verdade, começa a ser notória a presença da matemática em quase todas as ações e declarações públicas de Nuno Crato... ou até de notícias sobre ele e o seu gabinete. Para um ministério da Educação que, das artes às ciências, deveria abarcar tanto "universo"... é um pedacinho redutor.
A revelar-se um como um padrão... seria, para além de tudo, bastante cansativo.

9 comentários:

Fernando Samuel disse...

Então prepara-te, porque tudo indica que se trata mesmo de um padrão...

Um abraço.

Antuã disse...

O gajo é monolítico.

João de Sousa Teixeira disse...

É tão certo como dois mais dois serem quatro! ;)

Abraço
João

carol disse...

Os fulanos da Matemática não conseguem ver mais nada senão o seu (triste) metier...São um bocadinho "asperger" (sem ofensa para quem disso sofre). Faltam-lhes leituras. Kilómetros de leituras. E jogo de cintura. E isso não se aprende na Faculdade das Matemáticas...

Manuel Norberto Baptista Forte disse...

Portugal e os Portugueses já perceberam, penso eu, que matemátimente não se governa um País, porque o mesmo não deve ser "tratado" como uma ... empresa.

Graciete Rietsch disse...

Nuno Crato é um Matemático e um Cientista. Mas, neste momento, o mais importante é que consiga ser um bom Ministro da Educação.

Um beijo.

Anónimo disse...

Carol:
Eu sou de matemática. "Os fulanos da Matemática não conseguem ver mais nada senão o seu (triste) metier". Esta não percebo. Triste? Sabe do que está a falar?
"Faltam-lhes leituras. Kilómetros de leituras. " Com esta concordo. A todos faltam...inclusivamente a si. A diferença é que as que lhe faltam a si são as que não me faltam a mim e vice-versa. Compreendeu?
"E jogo de cintura." Volto a estar de acordo (parcialmente). Os matemáticos tendem a ser rígidos e um tanto mecanicistas. Mas há outros, com outra formação, que têm jogo de cintura a mais. Tanta flexibilidade que chegam a dar a impressão que não têm cintura nem espinha. Olhe que não somos todos iguais e isso é bom!A propósito (e sinceramente) faz alguma ideia do que é a Matemática ou fala só por falar? Por mim, há imensas coisas de que não faço ideia nenhuma. Tento compreender e nem sempre consigo. E concordo que compreender matemática é muito, muito difícil.

samuel disse...

Anónimo (11:17):

"compreender matemática é muito, muito difícil"

É bem capaz de ser...
Quase tão difícil como ter um nome, pelos vistos.

Anónimo disse...

Ter um nome, como sabe, é trivial. Por exemplo, eu sou João. Nem tive o trabalho de escolher.