quarta-feira, 6 de julho de 2011

Papa Pio XII – O milagre


Leio que anda por aí tudo numa azáfama para confirmar um milagre que, a ter existido, foi obtido por intermédio do Papa Pio XII. O objetivo, como sempre, é juntar mais uma beatificação à lista demencial da coleção de beatos, beatas, santinhos e santinhas do Vaticano, uma realidade que bem mais do que devoção, parece antes um transtorno obsessivo compulsivo.
Não pretendo misturar-me na refrega que opõe, de um lado, aqueles que acusam o Papa Pio XII de ter estado mais com os nazis do que com as suas vítimas, contra aqueles que dizem que não senhor!, Pio XII foi muitíssimo amigo dos judeus (e demais vítimas) durante o Holocausto, nem comentar o facto de os descendentes dessas vítimas e os seus representantes estarem, muito justamente, a achar pouca graça a esta lavagem, perdão... a esta beatificação.
Sendo assim, a única coisa que se pode ter como certa é que quando terminou a 2ª Grande Guerra e o nazi-fascismo foi derrotado, a fama do Papa Pio XII era a de ser “o Papa de Hitler”. Hitler, cujos lacaios e amiguinhos (com as exceções por demais conhecidas, aqui na Península Ibérica) passaram um mau bocado. Se nos lembrarmos, por exemplo, de como acabou Mussolini, no mesmo país em que vivia o tão “Pio” cidadão... a tentativa desesperada de confirmação de milagrezinhos mais ou menos pífios, envolvendo o Papa... é um puro desperdício de energia.
Grande, enorme milagre, e perfeitamente confirmado, foi o facto de Pio XII não ter sido, então, preso e julgado com os outros nazis e colaboracionistas.
Beatifique-se o homem!!!

9 comentários:

CRN disse...

T.O.C., T.O.C.... não diria. Antes transtorno de múltipla personalidade, o desiquilíbrio provocado pela trindade.

Maria disse...

Esta coisa faz-se por concurso? Onde é que os gajos se inscrevem?
:)))))))

Abreijos.

vovó disse...

srs. ouvintes! mas mais santinhos para quê???...
já é realmente demência!!! e é com cada um(a)!!!...

vovómaria

Eduardo Miguel Pereira disse...

Milagre, para mim, é que depois de se saber o que foi a inquisição, ainda haja quem seja capaz de fazer o sinal da cruz.

Graciete Rietsch disse...

Mais Papas beatos? E logo o Papa do Hitler? Como se descobriu o milagre? É caso para dizer, aos que acreditam em Deus,que andam muito desatentos pois esse tal milagre só agora se descobriu ou aconteceu!!!
Até onde irá a lavagem dos cérebros?

Um beijo.

Antuã disse...

Não é o primeiro nazi a ser beatificado e até canonizado.

Luis Nogueira disse...

Por mim, penso que nem a beatificação, nem o facto de o assassino Pacelli ter sido um nazi retinto me incomodam. Impressiona-me é a decadência, a miséria moral, o pelintrismo cultural a que chegou "Mater et Magistra". Já não têm nada a ensinar a ninguém. Já não têm crédito junto de quem quer que seja. Quem teve a seu lado grandes musicos, pintores, arquitectos, uns quantos pensadores, hoje é aquilo que se vê. Não entende como é que os meus amigos "católicos progressistas" não se decidem: ou católicos, ou progressistas. O velho "ópio do povo" anda pela sargeta. Qualquer inteligência remediada percebe que ópio por ópio, antes o da papoila. O outro já não faz efito: é um triste moinho de orações (para lá de máquina de fazer dinheiro) carregado de mau gosto e de pelintrice. Quem não viu Fátima, essa monstruosidade urbana e arquitectónica? Ah, que saudades do Papa Bórgia, que esse ao menos tinha bom gosto.

Luis Nogueira

Fernando Samuel disse...

Mais um milagre com vista à beatificação do pio Pio XII:
Uma vez, o Hitler estava com uma violenta dor de dentes que nenhum medicamento os mezinha atenuavam. Foi então que recebeu um telefonema do Pio XII - e a dor de dentes passou-lhe, de imediato...

Um abraço.

Anónimo disse...

Cuidado com os seus comentários sobre a vida dos santos.Deus pode casticar orivelmente.cuidado?Deus vinda por seus santos!!!!!!!