terça-feira, 7 de dezembro de 2010

“Contra Análise” na RTP-N – Mais um curso de grande “jornalismo”




Já estaria na altura, pela experiência, pela idade e pela falta de pachorra, de não ligar a ponta de uma haste ao que diz a maior parte dos chamados jornalistas que o sistema nos impinge... mas há sempre, aqui ou ali, um episódio a pedir reflexão, como este, que já andava por aqui a remoer, há dias, passado no “Contra Análise”, um programa da RTP-N, que é uma espécie de tertúlia de comentário político-jornalístico.

Não sei se o formato é sempre o mesmo, mas neste dia lá estavam quatro funcionários dos media dominantes, contando com o moderador. Na imagem, em cima e à esquerda de quem entra, Carlos Daniel (RTP), o moderador; ainda em cima, do lado direito, Miguel Carvalho (Visão); imediatamente abaixo, Manuel Carvalho (Dir. Adj. Público)... e, no canto inferior esquerdo, o mais pequenino: Ricardo Jorge Pinto (Expresso).

A dada altura, entre comentários avulsos sobre isto e aquilo, veio à baila o “surpreendente” apoio oficial do Mega-Merceeiro Belmiro de Azevedo ao Mega-Contabilista Cavaco Silva. Sobre o importantíssimo assunto, uns que sim, outros que não, outros que surpresa!, e, finalmente, o mais pequenino, do Expresso:

- Ainda por cima, Belmiro de Azevedo é conhecido por em todas as eleições dar dinheiro a todos os partidos...

... e ia continuar a sua dissertação, quando Miguel Carvalho, da Visão, observou:

- Bem... ele ao PCP não dá dinheiro...

- Pois... ao PCP não dá, mas...

E continuou, sem pestanejar, como se uma e outra coisa fossem exatamente o mesmo.

Pode ser tudo fruto da minha má vontade... mas fiquei convencido de que o malandrete (estou um anjo de boa educação!) se preparava para deixar no ar, para todos os espectadores, a “informação” de que o Partido Comunista, apesar do que apregoa, quando chegam as eleições, aceita dinheiro dos “Belmiros de Azevedo” deste país... e suspeito que o fez propositadamente. Ora, isso é uma canalhice nojenta! Para dizer o mínimo...

Belo Jornalismo!!!

9 comentários:

salvoconduto disse...

Não vi e ainda bem para a minha vizinha que de vez enquando fica chocada com algumas das minhas interjeições.

Como as coisas são, hoje no meu blogue o título do meu post é: "O jornalismo e o poder". Sintonia ou coincidência.

Anónimo disse...

Deu-te um ataque de boa educação, com essa da haste. Mais ainda do que a uma menina locutora da RTP/Açores que, há uns anos, ao ler uma notícia de coisas desagradáveis (é o que a TV dá quase sempre) passadas para os lados da Abissínia, disse "Chifre de África".
Daniel

Maria disse...

Os gajos dão dinheiro a dois partidos. Os dos alternes. Mais a um (o que estiver na oposição) do que ao outro (o que está no poder). Despois também alternam...
São todos uns alternadeiros.....

Abreijos.

do Zambujal disse...

... ainda te queixas - embora com bons modos - quando há um que mete esse àparte que distingue o PCP dos outros...

um abraço

Aristides disse...

Calhandrices!

São disse...

De Miguel Carvalho tenho boa impressão.

Quanto ao resto, já disseste tudo.

Abraços para vós.

Fernando Samuel disse...

Todavia, não quer dizer que, um dia destes, «o mais pequenino», não escreva no Expresso o que disse na televisão: é que escrito e sem desmentido, fica...

Um abraço.

relogio.de.corda disse...

Por vezes estas tertúlias de debate político não são mais do que um "lavar de roupa suja" e, para o caso, pouco importa a formação jornalística dos intervenientes. É pena...

Eduardo Miguel Pereira disse...

Caro Samuel, eu vi parte do programa e felizmente (ou infelizmente, sei lá !) não apanhei essa brilhante tirada.
Mas olhe que esse artista não é virgem em situações dessas.
Já este ano, foi chamado a pronunciar-se sobre o discurso do Jerónimo de Sousa no encerramento da festa do Avante e debitou para ali excremento (estava para escrever merda, mas dado que está tudo muito educadinho, contive-me), que dava para encher um aterro que há ali para os lados do Largo do Rato.