terça-feira, 7 de dezembro de 2010

José Sócrates – Agenda para o crescimento... mas de quê?




Há uns dias, se alguém perguntasse a Sócrates e à sua ajudante no Ministério do Desemprego, sobre alterações à Lei Laboral:

- Não! Nem pensar!... Vamos apenas aprofundar e agilizar, ou aperfeiçoar vários aspectos da Lei Laboral existente.

Há uns dias, se alguém perguntasse a Sócrates e aos seus ajudantes no Ministério do Desemprego e do Ministério do Saque, sobre as “insinuações” da UE e dos “mercados”:

- Já estamos a tomar as medidas necessárias e suficientes... e não precisamos de sugestões de ninguém.

Agora, quando as ordens da UE e dos “mercados” já nem se dão ao incómodo de se disfarçarem de sugestões, ao mandarem facilitar os despedimentos e diminuir as indemnizações aos trabalhadores despedidos... o que vai fazer, Sr. Primeiro Ministro? Vai mexer nas leis laborais?


Aqui entra automaticamente em funcionamento o meu software de tradução, esclarecendo que “agenda para o crescimento” é, na realidade, para o crescimento do desemprego, da precariedade, da austeridade desigual e injusta... e do crescimento das fortunas dos de sempre.

Nada de novo! É isto mesmo que se espera como reação, do “gel” que segura a coluna vertebral deste Primeiro Ministro e deste Governo, perante as ordens vindas da UE e dos “mercados”:

Mais mentira!
Mais arrogância com os pequenos!
Mais cobardia perante os poderosos!
Mais do mesmo!

11 comentários:

do Zambujal disse...

Olha-me pa' isto!
Tanto chumbo e o "passarão" ainda a aboar.
Mas já está ferido de asa!

Um abraço

relogio.de.corda disse...

Por falar em crescimento... e que tal proporcionarmos uma consulta grátis ao "nosso" PM num bom ortopedista para que este, lhe aumente os horizontes e a noção da realidade, endireite as ideias e possa engessar de uma vez por todas, aquele cérebro?!?
Conheço alguém muito competente que (talvez) o fizesse de bom grado... :)

http://www.franciscolopes.pt/noticias/aveiro-continuar-luta-exigir-mudan%C3%A7

trepadeira disse...

Agenda para o crescimento do nariz do pinóquio.
Um abraço,
mário

Fernando Samuel disse...

É só crescimento: crescimento de tudo o que é mau para os «pequenos»; crescimento de tudo o que é bom para os grandes...

Um abraço.

Pata Negra disse...

Esta é das coisas, que em si mesma, já não me causa grande preocupação, na prática já se despede apenas por duas razões: por tudo e por nada.
Preocupa-me mais o facto de não conseguirmos sacudir esta gente, que diz estas coisas apenas para cumprir menus e para humilhar a malta que trabalha. Quando repetem cantigas destas, na manga já tem mais ferros para espetar!
Se a solução para o país fosse um mercado de emprego selvagem, há alguns anos que não teríamos problemas! Que se pode esperar de mentes que têm o descaramento de dizer que criarão emprego facilitando os despedimentos?!
Já não chega descer a avenida, é preciso calcá-la.
Um abraço em tempo de preparar armas

Anónimo disse...

Defenestração?
Só?
Para um vasconcelos destes...?
Há para aí tantos talhos com ganchos à espera de se pendurar um porco pelas patas...
Rui Silva

Maria disse...

Só tenho uma palavra: CAMBADA!

Abreijo.

Antuã disse...

É o crescimento da miséria.

Graciete Rietsch disse...

Crescimnto na velocidade de queda no abismo.

Um beijo.

Suq disse...

De cócoras ele!

Anónimo disse...

Malandros! ainda há quem vote nestes cobardolas. Pessoal do trabalho vamos fazer à espanhola eles que cá fiquem...