terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Angela Merkel




Angela Merkel, a chanceler alemã, por vezes parece mesmo convencida de que os largos milhares de trabalhadores desempregados ou precários, os largos milhares de jovens a chegar aos trinta anos vivendo em casa dos pais, sem trabalhar e, obviamente, já sem estudar, os muito milhares de reformados com pensões miseráveis, os funcionários públicos a quem cortam os salários, enquanto estes vão vendo as fortunas fabulosas que outros acumulam mesmo debaixo do seu nariz, os professores diariamente desrespeitados, os alunos usados para malabarismos estatísticos demagógicos, a indústria nacional indigente, os agricultores e a agricultura, a pesca e os pescadores, pouco mais que moribundos... dizia eu, por vezes parece que a senhora pensa mesmo que todas estas pessoas são mais felizes, mais realizadas profissionalmente, têm melhores garantias no trabalho, na escola ou na saúde... e até, mais liberdade, do que o que tinha ela própria e os seus pais, os amigos e os vizinhos, no seu país de origem, a RDA. Não têm! 

Angela Merkel está a conseguir fazer em grande parte da Europa, recorrendo apenas à especulação financeira, ao conto do vigário do Euro, arrogância, chantagem, desemprego manipulado e medo, muito medo, aquilo que o seu antigo conterrâneo, Adolfo Hitler, não conseguiu pelas armas. 

Toda esta atenção sobre a chanceler alemã acabou por despertar a minha curiosidade... e acabei, entre muitas outras coisas mais ou menos interessantes, por descobrir o seu nome do meio. 

Angela Barda Merkel

10 comentários:

Maria disse...

Palavra de Cantigueiro!
Porque o prometido é 'de vidro'!
:)))

Abreijos.

alex campos disse...

Tem um nome bonito, a senhora.

um abraço

donatien alphonse françois disse...

Tá boa,essa!

do Zambujal disse...

Tu descobres cada coisa!
Esta é muito útil para os desabafos. Mandar a senhora para barda mer...kel alivia que se farta! Ah!, e pode ir acompanhada por aquele sarnoso que a está a aparicar e a ver se lhe mete a mão no decote... Há (des)gostos para tudo.

Um abraço

Suq disse...

Olha oo o Burroso gosta do cheiro ou ambos bardam m. para cima um do outro?

Nelson Ricardo disse...

Excelente texto, camarada! Perdoa-me a audácia, mas aproveitei para colocá-lo no meu blog.

Abraço.

Luis Nogueira disse...

Reparem bem nas duas fotos. Afinal o Hitler sobreviveu e rapou o bigode. A cara do criminoso de guerra que está ao pé da Angela Hitler ou da Adolfa Merkel, como queiram, não me é desconhecida. Ai as cabras!

Luis Nogueira

Fernando Samuel disse...

Se continuares a procurar vais ver que ainda descobres que os dois últimos nomes da senhora estão pegados...

Um abraço.

Graciete Rietsch disse...

Óptimo post, como sempre.

Um abraço.

Talina disse...

E X E L E N T E ! ! !