segunda-feira, 3 de setembro de 2012

As “universidades de verão”... e uma escola de vida



Numa tentativa (vã) de acrescentar algum valor à pobreza, previsibilidade e mediocridade dos seus discursos políticos, os partidos do autoproclamado “arco da governabilidade” inventaram as pomposas “universidades de verão”.
É um sucesso mediático! Uns tantos, muito poucos, passe a contradição, encafuam-se numas salas e os “professores” lá vão desfilando, debitando as suas generalidades. O PSD tem a sua. O PS também tem a sua. Para dar um ar de superior elevação intelectual à coisa, “professores” de um lado, vão botar discurso à “universidade” do outro lado. Fica sempre bem...
Infelizmente, aquilo que seria um trunfo, ou seja, a grande cobertura mediática que contratam nos diversos meios de comunicação social, acaba por se virar contra eles, dada a profunda inutilidade, vigarice e chatice que tudo aquilo é... mesmo que aqui ou ali sejam introduzidos assuntos hilariantes, como esta imbecilidade, apresentada por um comprovado imbecil, que são os «mini-jobs». Isto para já não falar do problema que é juntar numa mesma frase, nos dias que correm, as palavras “universidade” e “Relvas”...
Atendendo à velocidade a que estas modas se vulgarizam, tal como as velhas “camisas TV” e as “saias plissadas” dos anos 60, qualquer dia não há quem não tenha a sua “universidade de verão”. Quando a falta de interesse nesta moda começar a fazer abrandar a procura, temo que a tendência seja para aumentar a oferta do "produto"... não faltando muito para que tenhamos “universidades” nas quatro estações, na meia-estação, acabando por haver algumas de manhã, à tarde, à noite... e até ao “lusco-fusco”, aproveitando esse grande nicho de mercado há tempos divulgado pelos “Gato Fedorento”.
Felizmente, alguns dos meus amigos mais antigos não precisam de universidades para a “rentrée”, nem para nada... pois há muito “fundaram” com o seu suor e criatividade (para algum desespero dos demais) essa grande, extraordinária e inimitável “coisa de fim de verão” em que pensam durante o ano inteiro... que é a “Festa do Avante!”
Faço votos de que continuem assim!

16 comentários:

Maria disse...

E só o nome desta FESTA traz-lhes tantos engulhos e faz-lhes tantas cócegas...

Abreijos
(vemo-nos lá?)

Provoca-me disse...

E espero vê-lo na Festa, não nessa porcaria a que chamam universidade. Pois lá não se aprende nada, apenas fazem mais lavagens cerebrais, para além daquelas que já fazem no dia-a-dia através dos comentadores, jornalistas e outros merdosos. Tenho que lhe dizer camarada que para mim, o CDS, o PS e o PSD deixaram de ser três partidos independentes, eles são um só, e chamam-se União Nacional. E na Festa apareça no pão com chouriço que eu estarei por lá. O gajo com umas grandes barbas que estiver por lá, sou eu. E ofereço-lhe um pão, ou dois.

Anónimo disse...

Destas estafadas universidades e dos seus oradores chegam e bastam!
Mas nada é melhor que a Nossa Festa do Avante! e claro que lá estarei.
Saudações
Vicky

Graciete Rietsch disse...

Ai a minha UPP!!!!!!!
Grande Universidade o ano inteiro, onde se aprende , convive , passeia, debate ,numa ampla abertura, com ótimos professores em regime de voluntariedade porque gostam mesmo de ensinar. Aberta ao exterior, sempre atenta ao evoluir da situação política e com imensos trabalhos realzados.
Na UPP nós ,os mais velhos, Sentimo-nos novos.
Não impomos ideias mas temos a visão de um futuro diferente.
A UPP é um complemento da minha vida!!!!

Um beijo.

trepadeira disse...

Encontramo-nos por lá.

Um abraço,
mário

Anónimo disse...

Já é um lugar comum dizermos que "não há festa como esta". Só é pena que aquele espírito de fraternidade, amizade e camaradagem que ali se vive não transite para a Soeiro Pereira Gomes e, sobretudo, para as decisões do Comité Central. É Pena!

Mas lá estaremos, claro, pela emoção, pelo coração, enfim, pelas recordações, mas não pela razão nem pela ideologia.

Saudações e Boa Festa!

António Ramos

Aristides Rodrigues disse...

Vou tentar dar-te um abraço nessa grande universidade da solidariedade, cultura e amizade que é a nossa Festa(sem equivalências)!
Os outros fazem rentrées; nós não podemos porque nunca fechamos para férias.
Abraço e até já!

Graciete Rietsch disse...

Esqueci-me de dizer que a Festa do Avante é outro complemento da minha vida!!!!
Tal como com a UPP, já não posso passar sem ela!!!!!

Um beijo.

Antuã disse...

Que sabe o Tony Ramos da Soeiro?

Vasco Reis disse...

Todos os anos é a mesma coisa,festa é festa,religiosamente espera-se a fala do mestre e ele todos os anos condena e o povo delira,grita,levanta o punho Acaba a festa o povão regressa e a coisa repete-se pró ano.Mais coirato menos coirato,mais copo menos copo,mais camarada menos camarada,a liturgia mantem-se os irmãos de Cuba e da Coreia saiem confortados.
É uma missa a malta gosta.

Olinda disse...

E o prurido que faz a nossa festa aos inimigos da fraternidade e solidariedade?

Viva a FESTA¿...

samuel disse...

Vasco Reis:

Vai desculpar-me a grande falta de pachorra para comentários toscos… mas se é essa a ideia que tem da Festa do Avante, das duas três:

1. Não faz uma porra de uma ideia do que seja a Festa do Avante.
2. Já viu… e não entendeu nada e faz esse "comentário" por ignorância.
3. Já viu, entendeu… e então aí, o seu "comentário" tem um nome bastante feio!!!

Vasco Reis disse...

Óh Samuel pode chamar-me o que quiser
mas diga lá para além de se juntarem
abraçarem,dialogarem,comemorarem,beberem uns copos e gritarem,abaixo o...
O que fica? Recados a que ninguem liga,só os seus? Concordo é uma grande Festa,misto de Fátima pela crendice,Misto de Futebol pelas massas ululantes,misto de Rock in Rio
pelos assistentes.Festa é Festa.
Viva a festa do Avante!

samuel disse...

Vasco Reis:

Primeiro… não me lembro de ter perdido tempo a chamar-lhe o que quer que seja. Onde diacho é que foi buscar essa?

Segundo… pronto, então está bem!

Terceiro… se o induzi no erro de pensar que tinha ficado à espera que explicasse a sua opinião… peço imensa desculpa! :-) :-) :-)

samuel disse...

Vasco Reis:

Esqueci-me de um quarto ponto:

Tenho todo o gosto em que continue a aparecer e comentar. Que diabo... há-de sempre haver, aqui ou ali, um assunto pelo qual não nutra o ódio cego que se vê que tem à Festa do Avante... lá por razões particulares que não precisa de explicar.

Provoca-me disse...

A inveja é fodida óh Vasco.