quinta-feira, 13 de setembro de 2012

A imagem escarrada *


Embora quase todas as medidas criminosas impostas pelo governo do PSD-CDS ao país sejam a imagem escarrada dos ideais fanáticos da troika, sendo que aqui, provavelmente pela primeira vez, “imagem escarrada” seja mesmo a classificação mais adequada... mesmo assim, há quem por aquelas bandas, tal como por cá, não queira ficar agrafado a algumas delas. Lá como cá, resta saber se estas “demarcações” são fruto de convicção ou de oportunismo.
É o caso deste indivíduo, chefe da missão do FMI, que, sabendo ser óbvia a inutilidade dos aumentos de TSU para os trabalhadores e diminuição para os empresários, para fins de equilíbrio orçamental, ou aumento de competitividade e sendo claro que se trata de um bónus para os grandes empresários à custa de um roubo descarado feito aos trabalhadores, fez questão de se demarcar da medida. Para evitar chamá-la pelo seu nome, decidiu classificá-la de “criativa”. Curiosamente, o mesmo termo que se emprega para classificar as contabilidades marteladas e fraudulentas.
Já por parte das Nações unidas, não houve hesitação manifestar oposição a estas medidas do governo português e em classificá-las mesmo como «a coisa mais estúpida».
Fico a pensar quanto faltará para começarmos a ouvir discursos contra a ONU, como faziam Salazar e os seus ministros, mas agora na boca de Passos, Gaspar, Relvas... e outros que começam, pelo menos em alguns aspectos, a ser a “imagem escarrada” desses seus tristemente famosos antepassados.
          Adenda importante: Antes que se estabeleça a confusão, devo esclarecer que a fotomontagem, encontrada na net, serve apenas para ilustrar (embora com algum acinte) a brincadeira feita à volta da frase "imagem escarrada" e que, pessoalmente, não acho nada que Passos Coelho seja parecido com Salazar... principalmente, por três motivos:
          1. Falta-lhe o "talento".
          2. Falta-lhe a oportunidade.
          3. Falta-lhe (ainda) a polícia política.
* “Imagem escarrada” é uma algo disparatada corruptela (ao que se diz...) de uma frase antiga, “imagem em carrara, que queria dizer que a cara de alguém, ou alguma coisa, era tão parecida com outra, quanto eram parecidas com os seus “modelos” as imagens e caras feitas em mármore de carrara, o material usado pelos grandes escultores como Michelangelo e seus pares.


7 comentários:

João de Sousa Teixeira disse...

Quando ontem assisti ao debate parlamentar pela televisão sobre a discussão do "pacote troicolento", apareciam as fuças do Gaspar, sempre que eram mais atacadas as suas propostas.
Nesses instantes, não sei se pela cara d'anjo (problema dele) se por lhe adivinhar o pensamento, dava-me vontade de lhe partir a celestial focinheira.
Será normal?
Abraço

Provoca-me disse...

Será que falta a polícia política? Eles já não estão a usar a GNR e a PSP para malhar no povo? Já se viram várias agressões nos últimos meses, e nas manifs já houve porrada a sério... entre outras coisas.

Anónimo disse...

Quem é um um fascista vermelho como tu para vires chamar fascista ao Passos Coelho???

Tu não enganas ninguém Samuel, por cima desse focinho de cão tens uma capa de Verniz a fazer de conta que és "democrata", mas por baixo do verniz não passas de um monte de merda de um fascista vermelho, igual ou pior que o Salazar e companhia ltd.

Metes-me nojo pá...

samuel disse...

Anónimo (14:37):

"Metes-me nojo pá..."

Obrigado! Isso é bom! Vindo de onde vem (a ver pela linguagem) é mesmo um muito bom sinal... :-) :-) :-)

Graciete Rietsch disse...

Olá amigo Samuel
Concordo com a tua resposta ao anónimo.
Ser maltratado por gente dessa, é bom, muito bom.É sinal que sentem bem as diferenças.

Um abraço.

Provoca-me disse...

Oh anónimo só consegues isso? Pensei que tivesse mais capacidades mentais, e de argumentação.

Anónimo disse...


http://ic.pics.livejournal.com/twoflower/64307/14839/14839_original.jpg