quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Vítor Gaspar – Uma questão de carácter


Segundo se diz, Vítor Gaspar era, aos trinta anos, uma estrela em ascensão (pena que tenha voltado à Terra!!!) e aos dezassete anos de idade já lera Marx. Se atendermos à vastidão e, sobretudo, à densidade da obra de Karl Marx, esse feito do “Gasparzinho” adolescente coloca-o ao nível dos quase génios. Praticamente ao nível de fenómenos como o de um garrafão de plástico que tenho aqui em casa e que, pasmem!, consegue “dizer” Água do Luso!!!
Agora, no estrangeiro e perante um dos seus patrões e ministro das finanças da Alemanha, Gaspar decidiu “dar graxa ao cágado” dizendo que as manifestações do passado dia 15 de Setembro que juntaram o número brutal de quase um milhão de vozes de protesto, «não foram de ruptura, foram de força de carácter».
Quase que acertou, o senhor ministro! Enganou-se na questão da ruptura, que é já uma evidência, acertou quanto ao carácter. Grande força de carácter dos portugueses... num “colossal” contraste com a total falta de carácter daqueles que (ainda) governam, ou melhor, desgovernam, roubam, destroem, desmoralizam, desrespeitam os portugueses todos os dias.
Para que não se diga que não faço mais nada do que dar caneladas ao homem... aqui fica um pista para melhor entender a sua forma de falar que, no limite, poderia ser confundida com uma qualquer estirpe de deficiência.
Adaptando uma piada que li algures (e lamentando não poder fazer justiça ao autor) direi que não!, que o senhor Vítor Gaspar não fala sempre assim, tão devagar... ele está é a fazer tradução simultânea do que lhe vai dizendo a Angela Merkel.

14 comentários:

do Zambujal disse...

Ter lido (todo o) Marx aos 17 anos náo é de homem... é de mentiroso precoce. E, agora, refinado e adulto.

Um abraço para ti (claro!9, para o Gasparinho seria bem outra coisa pelas fuças.

Elísio Alfredo disse...

Se leu Marx, em jovem, ou era um jovem lerdo, ou leu ao contrário, ou só leu a capa. Gostei do garrafão de plástico.
Ele(s) sabe(m, e era capaz de apostar que a de dia 29 não vai ter a mesma cobertura. Eles têm medo da organização.
Também gostei da "traduçã simultânea"...
É uma questão de tempo, basta que haja paz...

maia disse...

Rapazinho tão precoce! Dou comigo a pensar, quando vejo o "cágado" alemão a dizer aleivosias e este português a sorrir de sabujo: olha que bom que ele lhe empurrasse a cadeirita e lá fossem os dois escorregando, escorregando... dou comigo a pensar! coisas da idade...

Luís Coelho disse...

Não foi certamente por ler Marx que o Gasparzinho se tornou um génio.
As coisas que Marx disse ele não as entendeu nem nunca as viverá.

trepadeira disse...

Ler teria lido,sofria era de iletrismo,as tentativas para perceber queimaram-lhe a cabeça e ficou assim,pasmado para disfarçar a palermice.

Um abraço,
mário

Maria João Brito de Sousa disse...

:)))) Escangalhei-me a rir com o reparo de alguma (muita!) pena por ele ter voltado à Terra... quanto ao "brilho"... bom, eu li a Bíblia aos nove... mas não se assustem... digeri-a, tal como ele demonstra ter digerido O Capital.

Maria disse...

O homem é tão mentiroso como o teu garrafão de plástico... :)))))))
Só tu me farias sorrir num dia como o de hoje!

Abreijos

Felicidade Carvalho disse...

POIS, AGORA PERCEBI,TANTA LENTIDÃO,SÓ PODIA SER UMA DUAS COISAS; OU ESTAR A TRADUZIR,OU SER LERDOZITO,MAS SABEM QUE POR VEZES ME ASSALTAM DUVIDAS?NÃO QURERÁ ELE FAZER DE NÓS PARVOS?

Fialho disse...

É desta massa que se fazem os grandes DITADORES.Estes lunaticos são perigosos e misturam o real com as normas e cardapios. Para eles tudo se resume a numeros.

oiçam isto...http://www.youtube.com/watch?v=Wb5X1nBeCxM&feature=plcp

Abraços

Graciete Rietsch disse...

Gaspar,o iluminado. Não andarão para aí candeeiros fabricados pelos SS, com pele humana?

Um beijo.

Anónimo disse...

A obra de Karl Marx não tem densidade, nem vastidão nenhuma.
E um pedaço de lixo, uma inutilidade produzida por uma mente possuidora de uma visão profundamente distorcida do mundo.

http://venenopuro2010.blogspot.pt/2012/07/a-mentira-como-sistema.html

Anónimo disse...

Pode ter lido Marx mas foi de pernas para o ar!
Decerto que o seu caracter é mto baixo.
Vicky

Unknown disse...

Leu Marx aos 17 anos, sim senhor, eu também li, mas eram umas brochurinhas de 50 páginas, para dar iniciação ao estudo, as coisas fáceis de ler mas dificeis de compreender, claro que eu não era génio, o Gasparzinho, esse percebeu tudo e decidiu-se, bem é melhor eu mudar-me para o outra banda, porque aqui não há pão para malucos, o que levou àquele ar de ingénuo, que nos vai sugando as reformas e salários e debitando a sua incompetência, mas também o seu servilismo ao estrangeiro, em que alguns nacionais participam. Mas as traições pagam-se e vai ser mais perto que longe.

Joao Lima disse...

E gastou este tipo uma fortuna na sua formação académica...enfim, é só anedotas!