sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Ética e Ciências da vida... racionada!


Não conheço o homem de lado nenhum... e confesso que não desejo conhecer. Provavelmente é apenas mais uma prova viva de que uma resma de cursos não tranforma uma besta numa pessoa decente. Provavelmente é amigo do seu amigo e da família, bom médico e, quem sabe?, deve possuir toneladas de ideias vistosas sobre a “Ética e Ciências da Vida”. O grande problema são as porcarias que lhe saem pela boca fora... problema que é bem possível que resolvesse, mandando remover do seu “sistema” o malvado do “gene nazi” que, calhando, o homem nem sabe que tem...
Decididamente, quando fala em não poder haver tudo para todos, quando fala em racionamento e, sobretudo, quando questiona se valerá pena gastar uns tantos euros com uma pessoa apenas para lhe prolongar a vida por uns meses... o homem devia vestir uma camisa escura, dar lustro à suástica e espetá-la na manga.
Mas pronto... pode ser tudo um mal entendido e, tal como o ministro Macedo, que queria elogiar os trabalhadores quando os insultou, este também virá dizer que queria, afinal, elogiar os doentes pobres que não têm dinheiro para pagar do seu bolso os tais tratamentos caros que vão ser “racionados”.

14 comentários:

Maria da Luz disse...

Só gostava de saber o que disse o homem,para tanta indignação,partilhe connosco Samuel.
Obrigado.

São disse...

Acreditam que eu já tremo cada vez que alguém de nome MIguel vai para o Governo?...

Vejam só: Miguel, Relvas, Miguel Macedo, Miguel Oliveira e Silva.

Antes: Miguel de Vasconcelos, rei D. Miguel.

Caramba, o nome deveria ser irradiado!


Um abraço

samuel disse...

Maria da Luz:

Cara senhora,

Se não sabe ler... não lhe posso valer.
Qualquer "partilha" que aqui fizesse, voltaria a ter que ser por escrito... e isto nunca mais acabaria.

Cumprimentos.

Provoca-me disse...

Por outras palavras Maria da Luz é que se matem os doentes com Cancro supostamente que não tenham dinheiro para os medicamentos. Desculpa Samuel. Isto Sra. Maria, não é nada para si? Gostava de ver um familiar seu nas mesmas condições?

Provoca-me disse...

Isto são mesmo comportamentos nazis.

Luis Filipe Gomes disse...

Tinha cara de anjo, maneira branda, cabelo com laivos dourados, olhos azuis, manteve bigode na idade madura... Fazia segregação de pessoas, hoje chamar-se-iam triagens. Usava um monograma “M”.
Podia chamar-se Miguel mas chamou-se Mengele. Morreu impune. Parece que fez escola.

Maria disse...

Olha, nem consigo comentar, de tanto nojo!!!!!!!

Abreijo.

ferroadas disse...

Muitas vezes, esta gente não tem jornalistas à altura para lhes formular as perguntas e mais, para os contradizer a sério. As duas frases, ..."será que mais dois meses de vida, independentemente dessa qualidade de vida, justifica uma terapêutica de 50 mil, 100 mil ou 200 mil euros?" e "Não é possível, em termos de cuidados de saúde, todos terem acesso a tudo" entre outras que o eunuco disse, têm a sua génese marcadamente ultra-liberal a roçar mesmo o nazi-fascismo mais puro e duro, talvez mesmo com contornos genocidas. O jornalista só lhe perguntava: "e se fosse o seu pai, mãe, filho ou filha? pensava da mesma maneira?"

Penso que o tipo deve procurar quanto antes um psiquiatra, sem antes o homem da Médis o por de quarentena para sempre.

Abraço

trepadeira disse...

Podia espetar a suástica num sítio mais visível,para não enganar ninguém,o meio da testa,por exemplo.

Um abraço,
mário

Antuã disse...

Maria da Luz é a eutanásia à força para doentes, cancerosos, com sida ou com graves problemas reumáticos. Percebeu ou quer mais Luz?

Pintassilgo disse...

O nazismo está aí e em força. Teremos que arranjar forças para resistir e vencer.

Maria da Luz disse...

Samuel,a sua arrogancia não é muito diferente daqueles que critica,não lí´causa-lhe assim tantos engulhos,esclarecer,ainda por cima,depois do arrazoado,ou julga que todos sabem o que o sr. sabe?
Eu sou uma ignorante confesso,
o sr. Samuel,não.
Obrigado.

samuel disse...

Maria da Luz:

Dona Maria da Luz… vamos lá ver então com calma.

Eu ESCREVI no texto que o senhor disse: «Será que para prolongar a vida de uma pessoa, por uns meses, se justifica gastar milhares de euros em tratamentos»… etc., etc… falando repetidamente em «racionamento» nos cuidados de saúde.

Claro que o senhor disse mais coisas tão nojentas como esta. Tão nojentas que até a Ordem dos Médicos está pensar instaurar um inquérito aos médicos que com ele assinaram o malfadado documento.
Eu escrevi e deixei, como é costume, a azul, os links para as fontes noticiosas que confirmam o que escrevi.

Se a senhora não leu, ao menos, o que escrevi no texto… que mal lhe pergunte, comentou e criticou exactamente o quê???!!!

Claro que se a senhora acha que a frase que transcrevi do indivíduo não justifica qualquer indignação, então, minha cara senhora, vai desculpar-me mas tem um problema muitíssimo maior do que o da "iliteracia" que rudemente (admito) lhe apontei.

Para terminar… não! A senhora não é ignorante! Só parece não querer saber…

Cumprimentos.

Anónimo disse...

Maria Luz sem Luz, sinceramente, nunca deve ter tido ninguém e seu familiar directo que tivesse necessidade de medicamentos para viver, que pena! Mas é preciso dar tempo ao tempo!!!.....e nesse tempo que sorte terá!!!......
Mais um nazi fascista e que nojo me mete!
Vicky