terça-feira, 11 de setembro de 2012

11 de setembro – Mais um ano...




Mais um 11 de setembro passa. Acredito que depois de tanto o repetir, já não preciso de justificar que lembrar em primeiro lugar um “11 de setembro” mais antigo, passado no Chile em 1973, quando o imperialismo dos EUA assassinou Salvador Allende e muitos milhares de chilenos, servindo-se do traidor e fantoche Augusto Pinochet, não é de forma alguma um desrespeito para com as vítimas do mais mediático e mais recente “11 de setembro” de Nova Iorque.

Trata-se simplesmente de uma compreensível fraqueza humana da minha parte: mesmo lembrando toda a gente… lembrar em primeiro lugar os amigos.

Hacia la libertad” – Inti-Illimani
(José Seves/Horacio Salinas)



15 comentários:

Justine disse...

Lembrar sempre, até à liberdade!

Dona Sra. Urtigão disse...

Sem duvida

João José Horta Nobre disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
trepadeira disse...

Com a fraqueza humana,para que amanhã seja força,não deixemos repetir.

Um abraço,
mário

João José Horta Nobre disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João de Sousa Teixeira disse...

"LA HISTORIA ES NUESTRA Y LA HACEN LOS PUEBLOS" Salvador Allende

Abraço

Medronheiro disse...

Os nobres não eram letrados pois deixavam essa tarefa ao clero. Os nobres até para aprender a ler eram calões.

Antuã disse...

Este 11 de Setembro de 1973 foi obra clara da CIA. O mais recente também leva a crer que sim. Aliás, não cairam duas torres mas três. Como caiu a terceira? Pelo mesmo modo das outras mas sem a intervenção de aviões?!...

Ana Sara Cruz disse...

Viva o grande e saudoso Salvador Allende, assassinado por ordem dos criminosos da CIA. Quanto aos comentários de gente que não sabe nada de nada, dá-lhe desprezo Samuel. Beijinhos. Viva o povo chileno.

samuel disse...

Nobre:

E pronto, caro Nobre... você apagou os seus "comentários", eu apaguei as minhas respostas... desaparece assim, portanto, o rasto da sua infeliz passagem por este lugar. O cheiro levará mais algum tempo a desaparecer, infelizmente... :-) :-) :-)

Passar bem!

Anónimo disse...

Venho regularmente a este blogue. É como vir á tona, respirar.
Miguel Mealha

Manuel Delgado disse...

Mas afinal Salvador Allende. Foi assassinado ou suicidou-se? É que já ouvi as duas versões!!!

samuel disse...

Manuel Delgado:

No decorrer de um golpe militar fascista desenhado pela CIA, pelas empresas norteamericanas prejudicadas com as nacionalizações e o fantoche Pinochet... Salvador Allende FOI SUICIDADO... juntamente com muitos milhares de chilenos.

Tá bom assim?

Manuel Delgado disse...

Pois, era o que eu esperava, só perguntei, porque não sabia mesmo.
Mas no caso isso até acaba por ser irrelevante, pois o que estava montado por de trás é que deve e tem que ser condenado. Allende não era um comunista qualquer, apesar de enfrentar dificuldades, mesmo para impor a sua política, era integro e justo, sem vinganças para opositores, essa foi uma enorme perda!

samuel disse...

Manuel Delgado:

Nem mais! Uma enorme perda... e um atraso trágico no avanço para a libertação e democratização da América Latina... que felizmente vai, com todas as contradições e dificuldades, fazendo o seu caminho.

Abraço.