quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Governo PSD-CDS – Movimentações e cotoveladas no poleiro


Pronto... diria que ainda é muito cedo para esperar ver o CDS e o seu chefe Paulo Portas a participarem nas próximas manifestações da CGTP contra a austeridade e as políticas do governo... mas parece começar a haver sinais de fissuras no “verniz” que cobre a estrumeira governamental.
Depois de alguma desafinação quanto ao tema RTP, há agora esta ligeira dissonância perante a troika, um vislumbre de nuvens de borrasca no “paraíso".
Apesar de ser mais do que certo que, como diz Jerónimo de Sousa, «o CDS irá ao sítio», parece-me que Paulo Portas continua a tratar de marcar o seu território no palanque do poder, perante a evidente indigência política da concorrência interna na coligação... a confirmar que, tal como muito bem disse o meu amigo e jornalista Viriato Teles, aquilo que a alguns políticos falta em sentido de Estado, sobra-lhes em... 
sentido de estrado!

4 comentários:

trepadeira disse...

Na estrumeira cheira sempre a estrume,com a porta aberta,ou com a porta fechada,mesmo que se esteja a alguns passos.

Um abraço,
mário

Graciete Rietsch disse...

Cá para mim há uam grande concertação nas suas pseudo divergências.

Um beijo.

Edgar Carneiro disse...

Pelos olhares de soslaio verifica-se que confiam sinceramente um no outro.

Anónimo disse...

O Portas não dá ponto sem nó, só fará algo se perceber que ganha alguma coisa com isso. Vai comer as papas na cabeça do Coelho, mas há qualquer coisa que não está a correr bem, a história dos submarinos a sair outra vez, o nome do Portas outra vez à mistura... Hum... Aqui há gato... Deve ser o Coelho a avisa-lo. Reparem como já se perfila a Cândida Almeida para procuradora-geral neste contexto dizendo lá na escolinha dos PPDs: " não há corrupção em Portugal". É tudo farinha do mesmo saco.